sexta-feira, 1 de julho de 2016

Sem medos





Não há medo que me assuste
nem tempo fantasiado 
de silêncios vazios.

Não há loucura que não viva
nem desejo apetitivo
de ausência por visitar.

Quero viver e morrer
em lagos de medos,
mergulhar nas profundidades
das suas loucuras.

Ser-me só eu,
acto e consequência,
pensamento e emoção,
sem medos,
na imprudência insana
de águas salgadas,
ares ventosos
por onde me vou.


12 comentários:

✿ chica disse...

Liberdade pra sem medos viver e aproveitar tudo! Linda poesia! bjs, chica

Poesia do Bem disse...

É preciso superar seus próprios limites para poder viver a vida

Dilmar Gomes disse...

Belo poema, Pérola. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um lindo fim de semana.

Sarah in Wonderland disse...

Belo poema, minha querida!

Meu Velho Baú disse...

Como sempre uma linda Poesia
Bom fim de semana
Bjs

Adriana Helena disse...

Olá Pérola, boa tarde!
Seus poemas são sempre deslumbrantes e que tocam fundo na alma da gente!
Parabéns por dom tão divino e maravilhoso!

Aproveito para convidá-la a participar da minha festinha de comemoração dos 5 anos de blog! Lá tem um resumo de tudo que vive desde aquele tempo até aqui e você faz parte desta história!!!
Agradeço de antemão!!!
Beijos e ótimo fim de semana!! :)))))

emanuel moura disse...

Maravilhoso querida amiga ,que o medo nunca tome posse de nós ,que sinta-mos sempre a liberdade para viver,beijinhos no coração.

Cláudia disse...

E eu aqui com medos... Mas este é bonito =)

Beijocas

Cidália Ferreira disse...

Boa noite Pérola!

Maravilhoso este teu poema. Uma verdadeira pérola. Amei

Beijos e um óptimo fim de semana.
Coisas de Uma Vida 172

Francisco disse...

Adorei

Beijinhos

Patrícia disse...

Adorei, Pérola...Medo faz parte de nós, mas vencer ele é o que nos move . Bjs

Mari-Pi-R disse...

Tan solo déjate ir por los momentos y emociones y seras tu.
Un abrazo.