domingo, 1 de abril de 2018

Solta-me!


Solta-me!

Deixa-me gritar ao Mundo

o quanto te quero,

as milhas percorridas
em teu encalço,

o peso de ti
na minha pele,

de que forma 
é o meu amor por ti.

Sim!
Solta-me!

Nem imaginas 
como é tamanha
esta vontade,

ânsias descontroladas,
para lá de fronteiras
de qualquer espécie,

querenças arrumadas 
em minha mente,
em meu coração,
senhoras de senso perdido.

Solta-me e vem!

Para que mais depressa
me possa encontrar
perdida por ti ...
e ...
em ti!

7 comentários:

Francisco disse...

Gostei muito :)

Beijinhos

Lucia Silva disse...

Um texto profundo, pleno de poesia e de emoções líricas, amei!
Feliz e abençoada Páscoa, beijos!

Eros disse...

Uma Perdição.

Larissa Santos disse...

Simplesmente belo!
Hoje:- És o motivo, és a letra, és todo uma canção
Bjos
Boa Segunda - Feira de Páscoa

emanuel moura disse...

Maravilhoso querida amiga desejo-lhe um mês de Abril e uma semana muito abençoada ,muitos beijinhos no seu coração ,felicidades

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Maravilhoso espaço que agora encontro para deleite de minha alma. Parabéns! A poesia é meu fraco. Voltarei muitas vezes. Fiz-me seguidor. Grande abraço. Laerte.

Pedro Coimbra disse...

Amor e liberdade têm de andar juntos.
Boa semana