terça-feira, 22 de novembro de 2016

beijo



quero um beijo
eternizado
de sabor a musgo
húmido
em tronco vivo
desapressado
segregado em tua boca
desejado
suspenso na suavidade
vagoroso 
de crescimento cristalizado
aqui
agora

quero um beijo
do teu corpo
com textura
de tua boca
para sempre
em mim

15 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Belo poema com uma impressionante fotografia a ilustrá-lo.
Um abraço e boa semana.
Andarilhar

Cláudia disse...

Que romântico =)

Beijocas

Mariana Penna disse...

Que linda imagem!
Um beijo e boa semana!

Bergilde Silva Torres Croce disse...

Beijo que ficou imortalizado nestes versos lindos e emoldurando também uma linda imagem,abraços!

AFRODITE disse...

Minha querida, estou deliciada ao ler este teu «beijo» ! A tua sensibilidade não me espanta porque tu escreves coisas muito belas!

Conhecia a imagem e maravilho-me como a natureza apela, dos modos mais insondáveis, ao Amor!

Um beijinho
(^^)

Observador disse...

Que imagem espectacular!
A fazer jus ao poema.
Uma pérola, Pérola.

Cidália Ferreira disse...

Lindo e intenso.

Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Swonkie disse...

Enviamos um convite para o teu email :)

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Apaixonadas e intensas palavras.
bjs

Maria Eu disse...

Dito de forma tão bela, quem não quereria esse beijo?

Beijos, Pérola :)

Os olhares da Gracinha! disse...

Esse olhar está fantástico!
O poema revela a beleza do mesmo!
Apareça para ver os olhares outonais em "pensamentos da gracinha"!!!
bj

Mona Lisa disse...

Magnífico e intenso poema.
A imagem que o ilustra é fabulosa.

Beijinhos.

emanuel moura disse...

Maravilhoso momento querida amiga, um beijo cheio de sentires ,muitos beijinhos querida amiga felicidades

Pedro Coimbra disse...

Não sei se gosto mais do poema ou da foto.
Ambos excelentes.
Bjs

alegriadeviver.blogspot.com.br disse...

Que imagem espetacular, harmonia perfeita, texto e imagem.

Boa noite !!