domingo, 19 de novembro de 2017

beijo


O descaminho da tua boca
encontra direção
de encontro à minha.

Nossas fronteiras,
alinham-se 
no beijo suspenso
pela vontade,
fundem-se
por entre lábios sequiosos
e línguas húmidas.

São os traços,
com que me tatuas,
meu amor,
esses beijos desvairados,
sem lei nem ordem,
perfeitos
no toque,
na intensidade,
no querer mais
outras marcas.


11 comentários:

ZULMIRA ROMARIZ disse...

Linda essa expressão do beijo, gostei amiga, bjs

Cláudia disse...

Gostei, gostei muito =)

Beijocas

Andreia Morais disse...

Gostei tanto!

Beijinhos*

Pedro Coimbra disse...

Então vai daqui um beijo e votos de boa semana

Cidália Ferreira disse...

Delicioso demais!


Beijinhos e uma excelente semana

Graça Pires disse...

Não é fácil descrever um beijo. Mas fê-lo muito bem e cheio de sensualidade.
Uma boa semana.
Um beijo,

Ricardo Valério disse...

Intenso, profundo, maravilhoso
...
Deixo amizade
...

Unknown disse...

Belíssimo querida amiga ,pois cá estou de volta depois de uns dias atarefados com o nascimento da minha sobrinha e afilhada Matilde ,muitos beijinhos no coração felicidades

Elvira Carvalho disse...

Tão lindo!
Abraço

José Carlos Sant Anna disse...

Intenso o poema e o beijo.
Belíssimo.
Bj

Pedro Luso disse...

Olá, minha amiga!
É belíssimo este teu poema. Parabéns.
Um abraço.
Pedro