quarta-feira, 29 de julho de 2015

em metades


De vez em quando, perco-me !

Racho-me em metades 
que se soltam
como pétalas de flor madura.


Perco-me, de quando em vez!

Devoro-me em fragmentos desgovernados,
pedaços meus,
em busca da inteireza de mim.





27 comentários:

Edumanes disse...

Não te desfaças em pedaços,
mantém-de inteira e madura
não te percas na aventura
por caminhos desgovernados!

Corre para a liberdade,
desprende-te da tristeza
não abandones a felicidade
afasta de ti a incerteza!

Boa noite e bons sonhos, um beijinho.
Eduardo.

Arco Íris e Meu Velho Baú disse...

Bonito e muito sentido
Beijinhos

Mona Lisa disse...

Por vezes, precisamos de nos perdemos para nos reencontramos.

Adorei o poema!

Beijinhos.

Cidália Ferreira disse...

Muito profundo! Amei.

Beijinhos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Patrícia disse...

Intenso! Abraços pra ti, Pérola!

Poesia do Bem disse...

A gente se perde em metades pra se encontrar no outro. Lindo texto. tem novidades no blog, bjs

AFRODITE disse...


Nós (as mulheres) temos essa capacidade... de nos desfolharmos em pétalas... e quantas vezes nos perdemos de nós mesmas por termos tanto amor para dar.

Revi-me em Ti e nas tuas palavras.
Um beijinho siamês
(^^)

Francisco disse...

Mágico, adorei

Beijinhos

Andreia Morais disse...

Muitas vezes, precisamos de nos dividir para nos sentirmos inteiros.

Adorei!

Beijinhos*

emanuel moura disse...

Uma procura incessante querida amiga ,muitos beijinhos no coração.

N a m o r a d o disse...

Também o faço e só assim consigo garantir a minha sobrevivência mental.

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Pérola, não queira ser como uma Esfinge que a ninguém se revela para não ter que se devorar a si mesma..um abraço

Cristal de uma mulher disse...

Muito profundo amiga. Fragmentos fala em Deus pois Destes fragmentos vai no mais profundo e poderoso poder do "querer e ser"!

Magnificas letras onde se encontra tudo que se busca

Cristal

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Belo e sentido poema.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Cláudia disse...

E às vezes é "só" preciso isso para tudo melhorar.

Beijocas

Dorli Ramos disse...

Oi Pérola.
E quem é que não peca?
Linda demais
Beijos
DorliRamos

Bell disse...

Eu tb ...
bjokas=)

aflores disse...

Metade e outro tanto.
Lembrei-me...

Tudo de bom.

jair machado rodrigues disse...

"Uma parte de mim é todo mundo
Outra parte é ninguém
Fundo sem fundo
Uma parte de mim é multidão
Outra parte estranheza e solidão
Uma parte de mim, pesa
Pondera
Outra parte, delira
Uma parte de mim almoça e janta
Outra parte se espanta
Uma parte de mim é permanente
Outra parte se sabe de repente
Uma parte de mim é só vertigem
Outra parte, linguagem
Traduzir uma parte noutra parte
Que é uma questão de vida ou morte
Será arte?
Será arte?" by Ferreira Gullar
ps. Carinho respeito e abraço.

Ana S. disse...

Cada pedacinho de nós contribui para a união de um todo. Somos feitos de fragmentos que nos moldam aos poucos.

A Lisboeta disse...

Estamos todos à busca do Todo de cada um de nós, não é verdade? :)

Braulio Pereira disse...

perfume de flor

beijos..

Marcos Satoru Kawanami disse...

É, o mundo está confuso faz tempo.

=)

Graça Pires disse...

Um poema excelente! Tantas vezes nos perdemos dentro de nós... Mas sempre nos reencontramos...
Um beijo.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga Pérola

O mais assustador de tudo,
é que com o tempo,
mais nos perdemos,
e menos metades de nós
conseguimos encontrar...

Que estrelas brilhem em tuas noites.

Crocheteando...momentos! disse...

Penso que temos momentos na vida em que nos sentimos assim!
Bj amigo

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Pérola.
Perder-se, rachar-se, dividir e subdividir-se - tantas capacidade inatas da mulher!
bj amg