sábado, 6 de fevereiro de 2016

De Mim



Aconteci no grito,
do romper do ventre de alguém,
como suspiro indiferente do Tempo.

Inquietei-me por desassossegos meus,
incertezas e dúvidas,
por onde me perdi, 
por onde me fui sendo
como flor espalhando raízes
de pétalas por desabrochar.

Permiti-me provar o desejo,
a vontade despudorada,
de outras peles,
sentires de alma nua,
em demandas
que só eu sei.

Derramo-me no sonho
de outros paralelos e hemisférios
em apetites aflitos
de me avistar,
por entre adivinhações encantadas
no eco do pensamento.

Silencio-me neste querer sem medida,
no amor enterrado em mim,
com ganas sem trilho,
na contradição de me gostar.



31 comentários:

mム尺goん disse...

que lindo!
tornou-se início outra vez....


beijo

Ivone disse...

Lindo, repleto de inspiração, e aqui saliento também uma frase que me chamou a atenção,"Escrever é como fazer amor. Não te preocupes com o orgasmo, preocupa-te com o processo."
Isabel Allende.
Amiga Pérola, amo suas "pérolas"!
Abraços apertados!

Francisco disse...

Gostei :)

Bom fim de semana

Beijinhos

Andreia Morais disse...

Fico sempre sem palavras. Absolutamente fantástico!

Beijinhos*

Mariangela do Lago Vieira disse...

Que ótima escolha Pérola, uma bela inspiração.
Um bom feriado!
Mariangela

Jorge disse...

Fantástico, como sempre!
Um beijo e um excelente fim-de-semana!

Cidália Ferreira disse...

Poema soberbo!

Beijo. Bom Carnaval e bom fim de semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Gracita disse...

A magia das palavras numa soberba composição poética.
Visceral o teu poema, Pérola
Bom final de semana
Beijos

emanuel moura disse...

Simplesmente belo ,é maravilhoso quando lemos tão belos momentos que nos cativam do principio ao fim ,muitos beijinhos no coração querida amiga.

ReltiH disse...

ESCRIBES GENIAL!!!!
ABRAZOS

Elisabete disse...

Gostei muito.
Bjs

Poesia do Bem disse...

Um lindo poema de alma nobre que se diz não se acostumar com a rotina das coisas. amei. Tem novidades no Poesia, assista lá Alice recitando

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Pérola, a constatação da eterna busca no processo de auto conhecimento.
muito bom!
Um abraço

Benedita disse...

Sempre de uma profundidade maravilhosa!
Beijinhos

Graça Pires disse...

Excelente poema!
Beijo.

Crocheteando...momentos! disse...

As palavras subtis valorizam a poesia...bj amigo

Emília Pinto disse...

Viemos, sem pedir, fomos o que nos foi dado ser, somos aquilo que nos permitem ser, muito poucas vezes aquilo que queremos, que sonhamos ser.E neste percurso que nos foi imposto a única certeza é que chegará ao fim, mais uma vez, sem que nesse aspecto tenhamos algo a dizer.Com amor, sem ele, sonhando com outros hemisférios, temos de continuar, tentando acima de tudo dar valor ao que somos e gostando cada vez mais de nós mesmos para que assim possamos dar mais aos outros.. belo, como sempre, Pérola. Beijinhos e votos de que esteja tudo bem por esses lados. Beijinhos

Cláudia disse...

Magnífico!

Beijocas

Marcos Satoru Kawanami disse...

Poema com imagens fortes com muita literariedade.

=)

Vieira Calado disse...

Olá, como está?
Quanto ao seu poema, gostei.
Saudações poéticas!

Mariana Penna disse...

Não se acostume com o que não lhe faz feliz. Mantra da vida!
Um beijo!

Pedro Coimbra disse...

Gostei muito de ficar a conhecer a pessoa por trás do blogger um bocadinho mais.
Muito bonito.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Excelente!
bfs

bonequinha nota mil disse...

Como flor espalhando raízes de pétalas por desabrochar! Fantástico!!! Pérola: Você é realmente uma Pérola! Beijos Querida! Que Deus sempre lhe Abençoe!

As Mulheres 4estacoes disse...

Somos a primeira pessoa a quem devemos amar e procurar fazer feliz.
Um abraço, Sônia.

Manuel Luis disse...

Este poema fez-me imaginar o desabrochar de uma flor, tempera-la e saboreá-la.
Ama como quiseres mas ama.
Bj

Elvira Carvalho disse...

Mais um bem inspirado e belo poema. Gostei muito.
Um abraço

Zulmira Romariz disse...

Olá Pérola, Fernando Pessoa está certo, sua poesia é também sempre acertada,
entra-nos no íntimo e perturba, gostei, beijos amiga

Laura Santos disse...

Outro excelente poema, Pérola. Retirado das entranhas de quem se questiona acerca de todos os seus desejos e fundamentos.
xx

Agostinho disse...

A revelação da Pérola à luz dum poema.
Bela viagem.

* Edméia * disse...


*Pérola narcisa !!! (rs).

*Bom fds, menina !

*Fiques com Deus.

*Um abraço.