sábado, 1 de abril de 2017

Desjejum


Apetece-me barrar-te
de cima a baixo,
por todos os lados,
como torrada de amor.

A noite foi longa,
vazia de ti,
horas onde se forjaram
fomes e apetites 
por entre sonhos e lençóis.

Desperto no desjejum
de te abocanhar,
trincar,
 sem tréguas ou dietas
onde saboreio cada migalha tua
em satisfação
de resgatar o gozo
na quietação da carência.

Lambuzo manteigas,
doces,
 e não sei que mais.
pela manhã,
na alvorada
do teu coração.

8 comentários:

Francisco disse...

Adorei ;)

Bjs

Maria do Mundo disse...

Muito, muito bom!

Elvira Carvalho disse...

Uma excelente maneira de começar o dia. Rsrsrs.
Como sempre muito bom.
Um abraço e bom Domingo

emanuel moura disse...

Desejoso desjejum querida amiga ,maravilhoso domingo ,muitos beijinhos no coração.

Cidália Ferreira disse...

Maravilhoso!

Beijinhos
Bom Domingo

Passa pelo meu blogue

Graça Pires disse...

Um desjejum muito cheio de ternura.
Uma boa semana.
Um beijo.

Maria Rodrigues disse...

Belíssimo poema
Beijinhos
Maria

Cláudia disse...

Muito mas muito giro e engraçado =)

Beijocas