quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Sempre o Amor.

                                            

O Amor torna-nos, muitas vezes, irracionais, capazes de fazer coisas, de outra forma, impensáveis.
O Amor faz-nos crescer, mas acima de tudo, querer fazer crescer o outro.
O Amor questiona-nos e por ele somos capazes de abdicar de tantas coisas.
O Amor faz-nos voar, mesmo com as asas partidas.
O Amor tira-nos o sono, a fome, mas dá-nos vontades e desejos indefeníveis.
O Amor faz-nos sonhar e, às vezes ter pesadelos.
O Amor não nos define, mas limita-nos.
O Amor pode ser libertador, mas, por vezes, ter pesados grilhões.
O Amor é indissociavel do Homem e sem ele não teria havido evolução de qualquer espécie.
O Amor está presente, ou subjacente a tudo e sem ele o que seriamos?

2 comentários:

Minharealidade disse...

Eu quero sentir o amor de mim e por mim ...

Pérola disse...

Basta amares-te, em primeiro lugar e teres o coração limpo, aberto, e verás o amor a entrar por todos os lados , a rodear-te nas mais pequenas coisas. A primavera que se aproxima, e já se sente, é uma época ótima para te perderes de amores...por ti, pelos outros e por tantas outras coisas...