sábado, 25 de agosto de 2012

O mar...a Praia...


Fonte da Telha
Hoje

Brincam, alheados da humanidade.
A areia ganha ao mar até à próxima mudança de maré.
O bailado coreografado revela matizes irrepetíveis.
A onda abraça o mineral granuloso e fundem-se.

Única, cada rebentação, admoesta-nos da nossa singularidade.

É-me necessário este sentimento de comunhão, de partilha com e na Natureza.

Careço destes avisos despropositados.
Para me sentir,
saber quem sou,
ouvir-me,
perceber da minha unicidade,
relembrar-me desta majestosa pertença ao Universo
e simplesmente SER.



21 comentários:

Flor Guerreira disse...

Sem dúvida que o contacto com o mar e o rebentar das ondas tem muito de simbólico e muito para nos fazer sentir parte integrante do universo!

aNaMartins disse...

Faço isso muitas vezes, eu comigo junto do mar. Sabe bem e faz muito bem à alma!

Nix disse...

E não é que é mesmo?? Não sabia, agora acho que já não gosto tanto do meu nome -.- hehe

Adoro praia (:

Fifi disse...

Ai tão bom o mar :)

Beijinhos e bom fim-de-semana para ti também ;)

JOTA ENE ✔ disse...

Ha muito tempo que nao vou à Fonte da Telha. Bom post !

edumanes disse...

A praia e o mar
A água e a areia
Para as ondas a olhar
Vi uma linda sereia!

Ela vinha a nadar
Sobre as ondas a vi
Ao pisar na areia
A olhá-la estava ali!

Pode ser imaginação
Ou um sonho talvez
Foi num dia de verão
A sereia adeus me fez!

Quando foi não me lembro
Sobre as ondas a nadar
Até parece que a estou vendo!
Com seu lindo pé, na areia pisar!

Obrigado pela sua visita,
amiga Pétala, é fácil rimar
Se não a credita
É só as letras soletrar!

Você o sabe fazer
Escreva uma rima
Para eu a ler
Pétala menina!

Boa noite para você,
e bons sonhos,
um beijo
Eduardo.







S* disse...

Gosto dessa tranquilidade e da ligação à natureza.

Mona Lisa disse...

Uma comunhão necessária...eu(a sós) e o mar!

Belo poema!

Beijos.

Tétisq disse...

simplesmente ser, é mesmo muito agradável.*

Canto da Boca disse...

Às vezes é tão difícil SER...

(Mas a imagem da água do mar, se esparramando na areia, indo, vindo, dá uma sensação de quietude, de congraçamento com a natureza, integrados ao universo.)

Obrigada pela visita ao Canto, volte sempre, será um prazer.

;)

mfc disse...

Bonito texto... tão tão teu!
Gostei de te ler... como sempre.
Beijinhos,

O Sexo e a Idade disse...

Tudo no que escreves é paz e serenidade...
e contagias!
Tão bom!
Obrigada

aflores disse...

Já fui muito feliz nessa praia.
:))))))

Tudo de bom.


C. disse...

Como eu adoro essa praia :,)

Luna disse...

quando por instantes conseguimos só Ser, temos a unicidade
beijinhos

ONG ALERTA disse...

Mar nos faz viajar em pensamentos, beijo Lisette.

Lilá(s) disse...

Com esse tal de mar sinto uma grande complicidade...
Parece que moramos na mesma zona!
Bjs

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Também preciso desse contacto com a Natureza. Preferencialmente o mar mas, muitas vezes, é nos verdes interiores que encontro a paz e tranquilidade de que preciso.

Isa Lisboa disse...

Esses momentos junto ao mar também me são necessários...!
Bonita foto!
Beijos

Sweet C disse...

E que tranquilidade me transmite o mar =) Adoro...

manuela barroso disse...

Ah que fantástico! Essa unicidade com o Universo, essa pertença ao Todo, essa ligação ao Infinito!
Não tenho palavras Pérola!
A-do-rei!
Bjis minha querida amiga