segunda-feira, 25 de março de 2013

Esquece . . .

Esquece o meu nome,
o telefone, a morada.

Esquece-me o cheiro,
a forma de mim.

Esquece o som do meu sorriso,
o sabor da minha boca.

Esquece-me o tamanho,
a  forma e o espírito.

Esquece...Esquece-me.

Oferece-me esse presente: o esquecimento.
Será o último.

Caída no vazio da memória
buscarei novos caminhos.

Serei peregrina solitária,
nua de amarras.

Esqueceste-me ... permitindo lembrar-me de mim.

Não me recordes, 
não habitarei lembranças.

Esquece-me...só!

18 comentários:

დ Rute M ಌ disse...

fico feliz por saber isso :D
own *-*
beijinhos

aflores disse...

Há quem diga: «recorda-me, não me desejes» :)

E também temos a outra máxima: «perdoar é fácil, esquecer é dificil»

Acho que isto é do tempo... chuva, frio, vento. A minha PrimaVera não quer mesmo nada aparecer por cá.

Tudo de bom.

:)
;)

Mona Lisa disse...

Esquecem-nos facilmente!

Beijinhos.

Mira disse...

Lindas , essas palavras, todos nós,
sempre somos lembrados por alguém...
bjs

JP disse...

Esquecer, por vezes, é difícil. Perdoar é grandeza.

Há sempre oportunidades que não se podem perder....


Beijinho

Francisco disse...

E, é para esquecer mesmo?!

Beijinhos

manuela barroso disse...

Ás vezes é preferível ir e lembrar para não se lembrar. Cada um é demasiado importante para cair no limbo do esquecimento. Não te esqueças disso!
Beijinho com Carinho!

LUZ disse...

Olá, Pérola!

O verbo esquecer, está, no podium, aqui, o que faz com que apareça sempre o seu oposto, o lembrar.

Aliás, é isso, que pretende. Vê-se!

Beijos da Luz.

Boa Páscoa, com renascimentos.

Vera, a Loira disse...

Adorei o teu poema. E quanto à frase da imagem, faz-me todo o sentido.

edumanes disse...

Isso, eu não vou fazer
Te esquecer nunca
Eu, te estou a dizer
Se não sabes porquê, pergunta

Vim para aqui a correr
Para não te deixar ir embora
Porque não te posso esquecer
Não me faças essa desfeita agora.

Gosto de ver teu o sorriso
Nos teus lábios a bailar
Nas tuas palavras acredito
Me enfeitiçaste com o teu olhar
Amiga Pérola, tudo isto eu te digo
Com palavras a brincar.

Vou para a cama dormir
Está na hora de deitar
Vou e torno a vir
Amanhã te visitar!

Boa noite, bons sonhos
e um beijo para ti,
Eduardo.

Thiago RioSul disse...

As vezes só podemos esquecer né?
As vezes lembrar dói demais.

Amiga,
Uma semana iluminada pra você!
Abraços
Thiago - Trocyn Bão

São disse...

Gostei-e muito - do texto.

Mas o melhor não é que alguém nos esqueça , é , sim, nós esquecermos

Feliz Semana Santa.

Tanita disse...

Por vezes quanto mais tentamos esquecer, mais dificil é. Mas, eu quando o faço é para sempre.
Não é fácil esquecer, mas depois recordar é uma forma de seguir em frente.
Feliz dia. Beijinhos**

Mel disse...

um bjnho Pérola...

aNaMartins disse...

às vezes apetece-me dizer isso a alguém.. alimentar alguém só de lembranças e na esperança do vai e não vai, não dá com nada. assim esquece e era bem melhor, mas não é possível! :D

beijo

MC- Maria Capaz disse...

Eu queria era esquecer-me de alguém e não que me esquecessem de mim.
Anónimos, o pior é que me afeta o que me dizem, eles não têm o direito de dizer-nos coisas más :S

Poppy disse...

Não tendo nada a ver, e tendo tudo este poema fez-me lembrar esta música que te deixo...

Say Hello, Wave Goodbye - Nouvelle Vague

Trapinhartes disse...

Muito bonito!

Convido-a a visitar o meu cantinho:
www.trapinhartes.blogspot.com