terça-feira, 15 de julho de 2014

A Carta que nunca lhe escreverei.




Em Parte Incerta, Fora de Tempo



Nem sei por onde começar!

Desconheço como lhe chamar!

Já lá vai tempo. Tempo de duração indiferente. Tempo que dói.

Sei que está bem. Pelo menos assim mo dizem. Não porque me conta ou procura, não. 
Sou eu. 
Sempre eu. 
A teimar no impossível. 
A pensar o indesejável. Seria tão mais fácil se a sensibilidade ou mariquice (como lhe devo chamar?) me abandonasse e conseguisse ser mulher forte, destemida, confiante onde as fragilidades ficassem à porta. 
Pois . . . seria . . . tão melhor!
Desgraçadamente, há traços em mim que não consigo apagar, restos duma estrutura qualquer que ruiu.

Sim! Em parte sou cinzas, restos de fogos atiçados em caldeirões de guerras que não são minhas, nunca o foram.
No entanto, aqui estou eu, às voltas com passados e traumas enovelados.
Encheu-me de fantasias, ilusões e, sem permissão, partiu meu mundo e com ele também me rasguei.
Não posso culpá-la.
Serei eu a causa de tamanho mal?
Já assim o chorei.
Com os dias me fui cosendo, colando fragmentos com cheiro a mim, apanhando cacos do que seria suposto ser e nunca fui, não sou, o que queria, o que gostaria de ser.
Ficou-me esta tristeza indefinida, própria de pessoas como eu: mulher inquieta, de dúvida na ponta do pensamento, com o sal a lambuzar o rosto vezes demais.

Pergunto-me o que gostaria da sua parte.

Talvez seja demasiado fácil, tão pouco, mas 'impedível'.

Sei que nunca me lerá, fica-se nessa imaginação onde sou má, tão má que lhe desconheço os contornos.
Não a mudarei, até me questiono se alguma vez fiz diferença na sua vida.

Está é uma carta cheia de 'nãos' que gostariam de ser 'sins'.

Vou ficar por aqui.
Tenho de enterrar este assunto, mudar-me de mim e deixá-la . . . Que seja feliz!



35 comentários:

Por Amor disse...

AMADA PÉROLA !!! TOCANTE !!! TÃO TOCANTE QUE NÃO ME CONTIVE E AS LÁGRIMAS ME VIERAM A BROTAR !!! E MAIS LEMBROU-ME ALGUMA SEQUENCIA DA MINHA PRÓPRIA VIDA !!! INDEFINÍVEL !!! INUSITADA !!! TALVEZ LOUCA !!! TALVEZ SANTA !!! PARABÉNS !!! UM GRANDE BEIJO !!! Pedro Pugliese

emanuel moura disse...

Grandioso momento querida amiga Perola palavras que tocam o coraçao ,muitos beijinhos

✿ chica disse...

Uma carta escrita com o coração que questiona, sabe das coisas. Intensa!Linda e tocante! beijos,chica

mmm´s disse...

A carta que sempre sentiu...

Eduardo Maria Nunes disse...

Essa carta em prosa escrita com tanta imaginação,
onde é que foste descobrir tanta lamuria
bem escrita com os dedos, ditada com o coração
admiro bastante essa tua destemida aventura?

Com tantos fogos ainda não ardeste,
com tantas guerras vives em paz
não te esqueças mulher valente
envia a carta escrita para o rapaz?

Um beijo.

Francisco disse...

Adorei a escrita

:D

Beijinhos grandes

Carmem Grinheiro disse...

Credo Pérola!
Arrasou de tão forte. Se desnudou, se indignou, gritou em surdina o seu protesto.
«...apanhando cacos do que seria suposto ser e nunca fui...» - também há dias - e muitos - em que me sinto assim, ah, como sinto.
Uma carta de nãos que deveriam ser sins, quantas há, às vezes "escritas" só na cabeça, nem passam ao papel.
Fabuloso texto, daqueles que dá-nos a sensação de ter saído, como eu digo, num: zás-trás, onde a gente sente que as palavras são tão rápidas a vir à tona,que a mão nem dá vazão na escrita.
abço amigo

Lilasesazuis Gata disse...

Pérola, querida,

Você me pediu a receita dos sonhos da minha postagem....

Estou te mandando o link de onde eu copiei.

Fiz igualzinho a receita.

Ovo, eu uso o caipira... e para o recheio não fiz o creme de ovos, mas, creme de baunilha.

http://www.saborintenso.com/f89/bolas-berlim-1458/

Bom apetite!!

Linda a palavras da carta! Escreveu com a alma!!

beijinhos,

Lígia e =^.^=

Pedro Coimbra disse...

Que imaginação prodigiosa!!

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Pérola.

É como te digo, mais uma pérola! Adorei parabéns.

Beijo


Coisas de Uma Vida 172

► JOTA ENE ◄ disse...

Muito bom ... (ai esse muso que não te sai da cabeça)

Opinante disse...

Wow, fenomenal!

Graça Pires disse...

As cartas de amor que não enviamos ficam a doer no coração...
Muito bela!
Beijo.

Laura Santos disse...

Extremamente bem escrito e com o sentimento a escorrer-te pelos dedos.
Muita emoção.
xx

Arco Íris disse...

Uma carta como só tu a poderias escrever, com muita Alma e Sentimento.
Beijinhos

Bell disse...

Tem coisas na vida que a gente precisa deixar de lado.

bjokas =)

Arione Torres disse...

Oi querida, que lindo!
Junto com as palavras fica a saudade...
Beijos e boa semana!

Marta Vinhais disse...

Há tanta coisa que fica por dizer...
Que nunca se diz...e que nos magoa por esses "nãos" que deveriam ser "sins"...
Gostei muito...
Beijos e abraços
Marta

Mona Lisa disse...

Emocionante.

Fiquei sem palavras!
Uma dor que carregarás...um trauma que nunca esquecerás!

Beijinhos.

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Pérola , bonito texto representativo da memória de muitas pessoas neste mundo de afetos, de encontro e desencontros, de perguntas sem respostas... mas o tempo, o sábio conselheiro através de sua sabedoria um dia trará a resposta e sempre surpreenderá com sua simplicidade e beleza e mostrará que o caminho que se apresenta é sempre o melhor na direção do amor verdadeiro. Não é auto ajuda, é realidade.
Um abraço

José Carlos Sant Anna disse...

Na carta breve,
permita dizer-lhe:
não divagas

Ruminas solta,
desabrida,
desnudando-te
inteira

E quanto mais
desnuda
mais lúcida vagas

Essa carta é
uma farra solitária.

Beijos, Pérola!

Cláudia disse...

Sem palavras!
Muito bom

Beijocas

Andreia Morais disse...

Há coisas que nos marcam para sempre. Muita força!

Graça Pereira disse...

Uma carta (linda...) que não chegará ao seu destino e...é pena! Das cinzas apagadas, basta por vezes um pequeno sopro para ser outra vez fogo e fogo bem ateado!
Emocionaram-me estas linhas...
Beijo carinhoso.
Graça

Célia sousa disse...


Cartas escritas... noites longas
sonhos que nunca se concluíram!
recordações, na solidão da espera;
pedaços de nós, que ficaram pelo papel...!

Beijo amiga.

Claudio Chamun disse...

Uma bela carta para não ser escrita.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde,
Escrever é fazer deslizar as palavras que a alma quer libertar, com a minha simplicidade objectiva eu escrevia assim,"só me aceita quem quer."
Dia feliz
AG

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Maria Silva disse...

Não concordo. não me parece uma casta de amor, mas de desapego...para um =já não estou nem aí"...

Agostinho disse...

Dobra, enfia no envelope, cola, não põe selo, guarda no fundo da gaveta.
Quem sabe se amanhã o sol doira?

ReltiH disse...

PRECIOSA, LINDA CARTA. MUY EMOTIVA.
UN ABRAZO

rosa-branca disse...

Olá amiga, uma carta emocionante e pena que não chegue ao destino. Ás vezes basta mesmo um pequeno sopro. Adorei. Beijos com carinho

ONG ALERTA disse...

Uma carta cheia de dor...
Beijo Lisette.

EU disse...

Muito bom, em termos de forma e conteúdo. Gosto muito de escritos cujo alvo não seja explícito...
BJO, querida Pérola

Elvira Carvalho disse...

Passei para lhe dizer que adorei o livro, e que tem uma surpresa, no "A mulher e a poesia"
Um abraço e uma boa semana

Beatriz Bragança disse...

Querida Pérola
Quando se perde o que se quer,fica-se com uma saudade imensa!
Só o tempo irá ser a cura(?!)
A carta ficou um deslumbramento mas...acho que fez bem em não ter enviado...
Parabéns
A sua escrita está cada vez melhor! Suplanta-se em cada novo texto!
Um beijinho
Beatriz