quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Assim sou eu . . .



Embrulho-me no aconchego de mim
em prolongada hibernação.

Esquecida pela vida,
pela primavera
que tarda a dar sinais de si.

Assim sou eu,
perfume guardado
para especiais ocasiões,
flor congelada no tempo.

Deixo a letargia 
chamar-me sua,
porém, 
a espera de novo viço alenta-me,
sei do Sol que me derreterá
e a ele me entregarei.

Cobrem-me gelos de tristeza
para serem motivos de troça
de raios de alegria.

Assim sou eu.
Flor que acredita !




42 comentários:

Santa Cruz disse...

Pérola: Gostei é um belo poema parabéns.
Beijos
Santa Cruz

✿ chica disse...

Linda descrição de ti e acreditar é preciso! bjs,chica

Solange Duarte disse...

eu também sou assim..

bjs.Sol

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Pérola

Belíssimo poema. Parabéns


beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Laura Santos disse...

Eu também acredito, mas preciso do sol da Primavera e do Verão para sair desta quase hibernação. Preciso de calor!
Belo poema, Pérola!
xx

sérgio figueiredo disse...

Delicioso poema num retratar a beleza de seres.. acreditares..

bj...nho, Pérola!

Mona Lisa disse...

A esperança é sempre a última a morrer.

Magnífico poema.

Beijinhos.

Bell disse...

E tem que acreditar todos os dias, que o melhor ainda está por vir

bjokas =)

Andreia Morais disse...

Somos tanta coisa, adaptando-nos a tudo o que a vida nos faz viver. Passamos por tantas metamorfoses, mas o importante é mesmo continuarmos a acreditar.

Beijinhos*

Morning Dreams disse...

Que poema belíssimo!

MORNING DREAMS

Sofia Silva, Beijos*

Edumanes disse...

No tempo, congelada uma flor!
calor em suas pétalas precisa
abraços de carinho e muito amor
para te aquecer o corpo Margarida.

Um beijo.

Bergilde disse...

Lindos versos que também exprimem o meu estado de ser.E como é bom te ler!
Abraços,

Poesia do Bem disse...

Lindo poema, somos assim rodeados pelo tempo, inertes por vezes das trsitezas, cobertos de gelo da indiferença e dos dias maus, mas sempre ansiosos por uma luz, um raio de sol que nos envolva e nos faça retornar à felicidade. Bjs e tem novidades no blog

Arco-Iris disse...

Além de Pérola és uma linda flor.
Beijinhos

Chris Eldridge disse...

Uma concha cheia de mistérios e segredos ... é o que todos somos?

By the Way, estou de volta - só que com novo nome.
http://theneighbourhoods.blogspot.com.br/

Zulmira Romariz disse...

Ainda bem pérola que és do teu «jeito»
senão seria um desperdício, obrigada
por seres assim, beijo amiga

emanuel moura disse...

Adorei o poema querida amiga ,a foto perfeita ,muitos beijinhos

colibri esverdeado disse...

O sol sempre chega... ;) Muito bonito, Pérola!

Elvira Carvalho disse...

Uma poética e bonita maneira de se apresentar.
Um abraço

Arco-Íris de Frida disse...

Se nao acreditarmos... o que sera de nos?

Beijos...

Gracita disse...

Linda apresentação poética cheia de energia e positivismo. Belíssimo
Beijos

Pedro Coimbra disse...

Flor sem tempo, com no poema do Ary dos Santos.
BFDS

Sónia TM disse...

Gosto!

Crocheteando...momentos! disse...

Por vezes...também sou assim!
gostei! Bj

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Que linda você Pérola!
Gostei muito conhecer um pouco de você e assim poeticamente.
Amei tudo por aqui, agradeço sua carinhosa visita.
Um abraço cara amiga.

Elisabete disse...

Gostei do poema, Pérloa, aliás gosto tanto da maneira como escreve.
Bjs

vendedor de ilusão disse...

Encantador, simplesmente isso, encantador!

Daniel Costa disse...

O poema é mesmo de gostar de ler.
Abraços

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Pérola...a flor é o caminho do fruto, por isso amada e desejada.Poesia de bem querer.
um abraço

José Carlos Sant Anna disse...

Ficarei com esta flor impressa nas minhas retinas... até a próxima estação, mas não esqueças de dizer-me quando acabar a hibernação...
Beijos, Pérola!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Assim somos nós...
Vazios e plenitudes
convivendo em um mesmo oceano...

Que ainda haja estrelas em seu coração,
é o que deseja minha vida para a tua.

Isa Sá disse...

Bonito poema.

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

Fê blue bird disse...

O que seria das flores senão acreditassem na primavera.
Parabéns, um lindo poema.

beijinho

ReltiH disse...

SIEMPRE ME SORPRENDES.
BESOS

Simone Lima disse...

Só encantada com teus poemas.
Linda imagem tbm ;)

Beijoo'o ;*

Elyane Lacerdda disse...

Que lindo poema,Pérola!!!!!
Assim sou eu, cheia de sonhos, de projetos.
Assim sou eu, acreditando sempre no Amor e nas pessoas!
Bjus no coração,amiga!
http://www.elianedelacerda.com

Graça Pires disse...

Uma flor que acredita. Que mais se pode desejar ser?
Um beijo.

Agostinho disse...

Bonito. "Assim sou eu": uma pérola.
Uma flor que sabe esperar pelo seu Sol.

PINTA ROXA disse...

Sempre com lindos e sentidos poemas.

Labirinto de Emoções disse...

Olá Perola

Belíssima descrição de ti..:-)
Um poema lindo.
Beijinho
Teresa

Carmem Grinheiro disse...

Olá Pérola,
Identificam-se, com certeza, muitos de nós, leitores, com essa flor em processo de hibernação. Eu, por exemplo e para mal de meus pecados, não é de hoje que me deixo invadir por uma quase hibernação nestes meses de frio gélido bbbbrrrr
Esperamos com indisfarçável ansiedade pela primavera.

Adorei o poema, e mais a propósito não podia ser.

bj amg

EU disse...

Na primavera renascemos. A semente do eu, abre-se em flor!
Muito bom, Pérola.
Bjo, querida :9