segunda-feira, 18 de abril de 2016

Sou . . .


Sou falésia derramada no mar,
abismo de pés salgados,
ilha presa à terra
em amarras peninsulares
como medos semeados ao vento
e quereres ancorados.

Sou gruta fragmentada
por vagas (nem sempre) doces,
horizonte sem norte,
flor nascida por ali,
em declive acolchoado,
como gaivota em dia de tempestade
e poeta sem pena.

Sou mar, terra, ar 
por onde despenho a pele que há em mim.


19 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Sim, poeta sem pena, mas com esferográfica ou lápis.

=)

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Pérola.
Ser tanto e de tantas formas. Algumas doces e sinuosamente sedutoras, outras em curvas perigosas.Rocha onde o mar bate (será ele a vida?) moldando e escavando o ser que teima em resistir.
Belíssimas metáforas de que surgiu pérola lindíssima - mais uma - de sua criação.
bj amg

Diana Fonseca disse...

Quem me dera ser assim.

Cidália Ferreira disse...

Soberbo poema! Amei
Parabéns

Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Crocheteando...momentos! disse...

Grandiosa sua alma poética!
Bj amigo

Francisco disse...

Gostei muito

Beijinhos

emanuel moura disse...

Sou apenas uma simples tela onde tudo surge como uma dádiva ,muitos beijinhos querida amiga .

Meu Velho Baú disse...

É maravilhoso passar por aqui e ler este belo poema:)
Beijinhos

Elvira Carvalho disse...

Muito bom. Parabéns.
Abraço e uma boa semana

Andreia Morais disse...

Impossível não gostar!

Poesia do Bem disse...

Mais uma terna e bela composição. Lindo

ReltiH disse...

excelente, siempre excelente.
abrazos

Arco-Íris de Frida disse...

Ser tantas...com tantas nuances...assim somos todos...

Beijos, Perola...

Daniel Costa disse...


Pérola
A própria poesia será como o mar, que sempre se enreda e baila com as marés da vida.
Abraços

Mona Lisa disse...

És tu em todas as tuas marés!

Sublime!

Beijinhos.

Pedro Coimbra disse...

Uma fantasia com cheiro a maresia a fazer lembrar o Verão que se aproxima.
Boa semana

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Muito bonito, inspirador até para fotografar!
Bjs

Cláudia disse...

Muito bonito =)

Já fazia falta um novo =)

Beijocas

Toninho disse...

Uma bela e inspiradora ilustração.
Tens todas as penas como saindo de uma cartola.
Poema saindo e encantando.
Bonito e aplausos.
Abraços