quarta-feira, 28 de setembro de 2016

mulher


Mulher, senhora de si,
rocha firmada em areias movediças,
dona de raízes,
caules 
e botões a desabrochar.

Dama, vestida de lady,
nudez frágil a quem sabe ver,
rainha de nadas, 
coisas algumas,
por acontecer.

Princesa, sem príncipe,
contradição por legendar,
espera inquieta, 
desassossegada, 
no quê, 
porquê e porque não.

Mulher, insana,
carência florida em pétalas já desfolhadas,
leve no excesso de se ser,
de se querer ser,
em sonho de outro.

12 comentários:

Cláudia disse...

Gostei muito, não fosse eu mulher!

Beijocas

C. disse...

Lindo*

Beijinhos,
O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

Lúcia Sousa disse...

Gostei muito do que li :)

✿ chica disse...

Lindo demais,Pérola! bjs, chica

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Bonito poema! No teu melhor!
Beijos

Observador disse...

A joalheria da Pérola continua a produzir grandes pérolas.

Cidália Ferreira disse...

Como eu adoro de ler as tuas pérolas! Amei

Beijo
Coisas de Uma Vida 172

Bell disse...

Adoreii =)

emanuel moura disse...

Mulher musa de tantos poetas ,um ser maravilhoso abençoado por Deus ,muito belo querida amiga ,muitos beijinhos no coração.

Pedro Coimbra disse...

E presença constante na minha vida - mãe e avó; primas em Macau; esposa; filhas.
Bjs

Poesia do Bem disse...

Lindo poema que exalta a mulher e todos seus predicados. No blog tem novidades, passa lá

Os olhares da Gracinha! disse...

Um SER bem completo!!!
Gostei...bj