quarta-feira, 21 de setembro de 2016

na lua


Esconde inventos,
mitos e precauções.

É mistério, 
segredo ferrolhado,
tão profundo,
nem tem chão.

Segreda possibilidade,
demora e horizonte.

Derrama audácia
como se atrevimento fosse
cautela.

Envolve o meu ser 
em neblina que ninguém sopra.



8 comentários:

Andreia Morais disse...

Fantástico!

Os olhares da Gracinha! disse...

Fabuloso e poético!!!
bj

se gosta de ler:
http://mgpl1957.blogspot.pt/2016/09/antonio-alcada-batista.html

Cláudia disse...

Giro!

Beijocas

Cidália Ferreira disse...

Uma pérola!


Beijinhos e um dia feliz.
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Pedro Coimbra disse...

Uma lua muito cheia a dar as boas vindas ao Outono.
Na imagem e na palavra.
Bjs

AFlores disse...

A lua... que não vai estar cheia nesta primeira noite de Outono,
Tudo de bom.

Bell disse...

Amo a lua!!

bjokas =)

Observador disse...

Que foto fantástica!!!
E o texto, já agora.