domingo, 9 de outubro de 2016

sem palavras



São palavras os teus beijos,
com que me escreves,
 onde me conto.

Histórias pontuadas
em plenitudes exclamadas,
reticentes ou sem ponto final.

As interrogações fazem parte
da  ortografia que te é peculiar,
usa-las na ponta dos dedos,
de mãos cheias.

Riscas-me o ser
por entre traços
que emergem intimidades,
escondidas,
segredos desconhecidos,
em transcendências do mais além,
profundidades
que desejo.

A tua caligrafia sabe de mim,
em letras inscritas 
com o teu corpo,
nas cartas sem selo,
no teu querer manuscrito.

São livros os teus lábios,
com que me romanceias,
onde me folheio.

Pérola


15 comentários:

emanuel moura disse...

Palavras para que se é simplesmente maravilhoso ,muitos beijinhos no coração querida amiga .

Nadine Granad disse...

A história escrita no íntimo e copiada em belos versos ;-)

Elisabete disse...

Palavras íntimas que a poesia inspira.
Bom domingo, Pérola.

Cidália Ferreira disse...

Perfeita pérola poética!

Beijo. Bom Domingo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Pérola.
Um poema intenso e belo de amor!
Uma entrega, sem dúvida do mais encantador sentimento que nos aprisiona e liberta!
Parabéns!
Tenha uma semana de paz!
Beijos na alma.

Francisco disse...

Gostei mesmo muito

:)

Beijinhos e continuação de bom domingo

José Ramón disse...

Impresionante inspiración en este poema Saludos

Graça Pires disse...

As palavras de quem sabe usá-las para dizer o que sente. Um belo poema, Pérola.
Uma boa semana.
Beijos.

lua singular disse...

Oi Pérola,
Que bela poesia romântica e sensual
Amei
Beijos
Lua Singular

Maria do Mundo disse...

Fabulosa como sempre...já tinha saudades.

Magda Carvalho disse...

Fantástico como sempre
http://retromaggie.blogspot.com/

Os olhares da Gracinha! disse...

E apareça sempre que quiser:
http://mgpl1957.blogspot.pt/2016/10/na-minha-biblioteca.html

Os olhares da Gracinha! disse...

A escrita com alma poética!!!
bj

Manuel Luis disse...

Está tudo dito, muito lindo! Como folhear um livro escrito com caligrafia de profundo desejo.
Bjs

Rose Sousa disse...

Estavas mesmo inspirada quando delineou cada palavra deste belíssimo poema. Magnífico! Posso roubá-lo lá pro meu Coração de Fera?