terça-feira, 23 de maio de 2017

em e com 'maio'


Ofereceste-me um jardim,
eu só queria uma flor,
um raio de sol
do verão imenso
que é teu calor.

Deixa-me o pequenino,
o amarelo das pétalas
húmidas
pelo orvalho da manhã,
a tua pele nua
e salgada 
depois de seres meu
e eu
sem noção de quem sou.

Deixa-me o teu perfume
por entre primaveras
com mãos pequenas
onde o despercebido 
basta
ao ser tudo.



10 comentários:

emanuel moura disse...

Encantado querida amiga, sempre preciosa nos seus belos poemas ,muitos beijinhos no coração felicidades

Beatriz Bragança disse...

Querida Pérola
A Natureza sempre associada aos estados de alma faz do seu poema realista um escrito bem romântico. Como gostei!
Muitos parabéns.
Um beijinho
Beatriz

Helena Rodrigues disse...

A palavra dita com amor e carinho tem seu encanto...
Mas A Palavra Escrita, tem um Toque de Magia Que Cria Raízes para a Posteridade...

Cidália Ferreira disse...

Excelente o teu poema :) Uma Pérola!

Beijinhos

Pretty in Pink disse...

Mais um poema lindo! Já tinha saudades de passar por aqui!


Beijinho*

Elvira Carvalho disse...

Forte, intenso e muito belo.
Um abraço

Cláudia disse...

Muito bom.

Beijocas

Francisco disse...

Muito bom

Beijinhos

Ana Bailune disse...

É tão boa a sensação de termos recebido bem mais do que pedimos!

Linda poesia!

redonda disse...

Gostei muito deste.