quarta-feira, 17 de outubro de 2012

A Ironia

Mafalda372_large

"A ironia é um instrumento de literatura ou de retórica que consiste em dizer o contrário daquilo que se pensa, deixando entender uma distância intencional entre aquilo que dizemos e aquilo que realmente pensamos.
Na Literatura, a ironia é a arte de zombar de alguém ou de alguma coisa, com vista a obter uma reacção do leitor, ouvinte ou interlocutor.
Ela pode ser utilizada, entre outras formas, com o objetivo de denunciar, de criticar ou de censurar algo.. Para tal, o locutor descreve a realidade com termos aparentemente valorizantes, mas com a finalidade de desvalorizar."
Wikipédia

Tumblr_m3cl3bhfjb1rrclflo1_1280_large

Confesso que a ironia é um conceito que me confunde. Assim, resolvi escrever sobre a temática com a finalidade do próprio esclarecimento.
Atendendo à definição encontrada, tenho para mim, que está relacionada com a mentira ... o gozo ... a troça ... a brincadeira ... a dissimulação ... enfim, de alguma forma, tem o fingimento como componente.
Tumblr_lwrwoingbq1qekprno1_500_large

Não domindo a técnica, no entanto constato que 'ser irónico' faz parte do quotidiano, sendo transversal a todas as áreas da realidade: social, politica, familiar, pessoal, profissional, ...

Tumblr_lqt0tuvrzz1qj0g0t_large

Ser irónico pode transvertir-se em arma defensiva ou, quiça, ofensiva.
Seja qual for o caso não me parece que seja um instrumento de linguagem inócuo.
Contém sempre mensagens subliminares, segundas intenções.
Esconde-se no refúgio da inteligência ou da esperteza ou pretensas habilidades.


Abarcando universo tão vasto, continuo sem saber ser irónica e, por vezes, nem entender que o estão a ser para mim.

Uma das minhas limitações que pode fragilizar, ou não!


24 comentários:

Opinante disse...

Forcinha e nada de fragilizações!!

Bom dia querida*

Nany disse...

Eu não consigo entender quando as pessoas estão a ser irónicas comigo, ou porque estão a sê-lo, mas consigo ser às vezes com elas. às vezes repito, porque elas "não se mancam"
Bjks

Tétisq disse...

Eu, como deves ter reparado uso muito a ironia. O que não é a mesma coisa que mentir. A ironia serve muitas vezes para aligeirar os assuntos. Porque o contexto o proporciona. Só porque no meu blog eu me defendo com a ironia, na vida eu não sou só assim. A ironia permite-me falar de coisas sérias e ser ouvida (lida).
A ironia exercita a criatividade, na elaboração de textos e na vida. Eu sou pela divisão da inteligência em 3 "grupos" do Kostner e acredito que a inteligencia criativa é o grupo que proporciona mais equilibrio. Uma pessoa com a criatividade apurada é aquela que pensa mais rápido antecipa todos os finais possiveis para uma situação e por isso pode construir o discurso de trás para a frente e retirar-lhe uma boa dose da seriedade que transporta.
Quando conheces uma pessoa que fala pouco e parece aborrecer-se rápidamente numa conversa. Ela vai revelar-se a mais irónica do grupo a conversa é aborrecida porque ela antecipa o que os outros vão dizer e se intervir é para o fazer de forma original muitas vezes com recurso à ironia.

A mentira o gozo a maldade é outra coisa. Quem usa a ironia fazz questão de que ela seja perceptivel, não quer enganar ninguém e fa-lo porque avalia rápidamente as consequencias. Há pessoas cuja inteligencia é mais emocional e não compreendem a ironia muito bem (são para nós irónicos muito aborrecidas e obrigam-nos a passar a vida a pedir desculpas) com um bocadinho de boa vontade isso evitavasse, se compreenderam que determinda pessoa usa ironia porque é que na conversa seguinte em vez de se fazerem ofendidas e partir para um julgamento precipitado, não experimentam reler ou pensar duas vezes antes de criar um caso...
A mentira, o gozo, o engano reduzidos à sua génese estão noutro patamar...

Credo! Falei demais.*

Maria D Roque disse...

Eu que sou a Irónica Maria, acho este post fantástico, e a Pérola, uma pérola preciosa !!!!!

Ovelha Flor Guerreira disse...

Eu sou fã da ironia! Acho uma forma de humor e, consequentemente de inteligência!

O Blog da S. disse...

Depende da ironia.
Há a ironia dita com maldade e há a ironia usada para amenizar a linguagem.
Eu sou a favor de uma dose qb de ironia, ajuda bastante a pessoa a não olhar só para o seu umbigo e compreender que o seu problema não é o fim do mundo.

✿ chica disse...

Gostei desse tema. Ela é tolerável quando em brincadeirinhas ou com bom humor.Fora disso,não! beijos,lindo dia,chica

aflores disse...

:(

já enviei um comentário daqueles grandes como a Torre dos Clérigos, mas... não ficou :(:(

Reenvio os Beijinhos habituais ;):)

Tudo de bom.

Cláudia disse...

Consigo ser irónica mas sempre numa de brincadeira... Nunca é com intenção de ferir ou magoar alguém.
E nesse sentido, a ironia até se pode tornar engraçada.

Beijocas

Francisco disse...

Ui! Muita informação para digerir nos próximos tempos

Essa do amor no tempo certo e errado deu para pensar :)

Beijinhos Grandes

Arco Iris disse...

Adoro a Mafaldinha.
Não convivo bem com a ironia.
Bjs:))))

ONG ALERTA disse...

Excelente e muito bem colocado na forma de brincadeiras, beijo Lisette.

Farruskinha disse...

A ironia não tem que ser propriamente relacionado com assunto mau, muito pelo contrário por vezes é usado para "aliciar" outros assuntos. Acho que se todos nós tivermos uma dose qb de ironia não faz mal nenhum :)
Querida deixei lá no blog uma prendinha para ti, espero que gostes. beijo e bom resto de dia :)

Joana disse...

Tens razão mas adoro dormir:)

Adorei as imagens, e, confesso que, por vezes, gosto de ser - um pouquinho - irónica.

Vanessa. disse...

Por acaso confesso que utilizo imenso a ironia! Se bem que há casos em que detesto ironias e nem sequer tento utilizá-la!

Gosto imenso do teu blog, sigo!

GIVEAWAY “Aphrodite” – Participa!

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Se há coisa que me deixa completamente fora de mim é a ironia, não suporto.
Um belo texto como sempre.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Luna disse...

há coisas que também não tem assim tanta importância, cada um é como é,
beijinhos

manuela barroso disse...

E se à ironia se responder com a indiferença?
Beijinho Pérola

Rafaela disse...

Uso muito de ironia no meu dia-a-dia, quem me conhece está acostumado, ou não, rs.
Bjus

Rafa
Rafaelando

Blackye disse...

Ora boas tardes.
Por acaso tocas num assunto que a mim me interessa muito, visto eu ser uma pessoa muito irónica. Pessoalmente posso dizer que a uso algumas vezes não como dissimulação mas como gozo, quando as coisas são demasiado óbvias. O problema coloca-se quando a outra pessoa não o percebe. Conheço pessoas que são sarcásticas - bastante mais mordaz que a ironia, com o objectivo de ofender.
Acho, pessoalmente, um excelente instrumento de fala e de escrita quando bem usado (os humoristas pegam muito nela) só porque, a maior parte das vezes, tem, de facto, graça!
Beijinho

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

A ironia pode ser perigosa. Eu ja´fui vítima desses perigos, porque nem sempre as pessoas entendem onde ela acaba...

Mona Lisa disse...

Tolero a ironia com humor.

Odeio ironia/cinismo!

Beijos.

Poppy disse...

O maior problema da ironia é quando não é entendida, mas isso não é um problema só da ironia, acho que é um problema da palavra em geral... Não é uma forma de comunicação perfeita sobretudo quando não se está junto das pessoas com quem falamos e perdemos o recurso às suas expressões corporais e afins, e isso faz toda a diferença.

Eu gosto de recorrer à ironia em bribcadeiras e assuntos ligeiros, evito-a em assuntos mais sérios porque reconheço que pode não ser bem interpretada.

Beijos

O Sexo e a Idade disse...

Eu adoro a ironia!
Há lá coisa melhor que mandar alguém, que mereça, à real m..rd@ sem que ela o perceba? ou ainda que o perceba como pode provar que era isso exactamente que eu queria fazer?