terça-feira, 16 de outubro de 2012

Contradições

 

Revolvo memórias envoltas em inconguências.

Coração abrasado reclamando delicias amorosas.

Razão equilibrada em exigências legais.
Cabeça inundada de princípios morais, rigídas regras, assentes na fria pedra do social.

Batalha sofrida, esta.

Permitida, não apetecida.

Ásperas decisões, gestos a contragosto.
E peso, meço danças de sentires, de quereres.
Sem aviso escolho o amor e o cérebro não me diz que não.

Contradições desorientadas que rumam ao sonho prazenteiro.
Que esmoreçam os juízos e triunfe a ternura dos afetos.
Nada mais me importa....

Dos pólos brotam extremos enleados.
Parodoxal ardor que dá forma à vida, tornando-a visão apetecível.



23 comentários:

S.o.l. disse...

O pensamento é como uma balança com dois pratos distintos que nos remete a dois lados opostos.

Pi Maria disse...

Há que equilibrar :) Gostei do texto.Beijinho

Arco Iris disse...

Mais um lindo texto.
Ao revolver memórias muitos sentimentos vem ao de cima.
Bjs :))

✿ chica disse...

Entre as contradições e sonhos, vamos vivendo!Lindo!beijos,chica

Opinante disse...

O equilíbrio entre ambas as partes é o ideal...

AvoGI disse...

hum, tu és um fenónemo! usas tao bem as palavras
kis :=)

Cláudia disse...

Ler este texto fez-me pensar... e muito!


Beijocas

Mimi In Love disse...

Temos que equilibrar caso contrário nao seremos felizes! =) ********

lena disse...

Olá Pérola.
Mais um lindo texto. E acho importante encontrar o equilíbrio embora nem sempre seja fácil.
Beijinhos grandes.

Luna disse...

tantas batalhas temos de enfrentar na vida, umas ganhamos outras não, mas isso é viver
beijinhos

O Profeta disse...

Se o mar adormecer em desvario
As ondas não mais se formarem
Se as gaivotas se perderem do ninho
As árvores mais altas tombarem

Se o dia não encontrar a manhã
As nuvens deixarem de chorar água pura
Se as pedras da ilha roubarem a cor ao verde
As tuas palavras deixarem de ser raiva dura

Boa semana


Doce beijo

Farruskinha disse...

Necessário haver equilibrio. Gostei :)

Pretty in Pink disse...

Batalha sofrida mesmo querido Pérola...

Beijinho*

Cibinho de Ouro disse...

Ola boa noite,

Eu sou seguidora do teu blogue há algum tempo e comecei a trabalhar numa loja gourmet de vinhos e produtos regionais do Douro e Trás-os-Montes! Se estiveres interessada em seguir-nos, ou dar uma vista de olhos nos nossos produtos podes ir aos nossos sites/blogue: http://cibinhodouro.blogspot.pt/ ou https://www.facebook.com/exauro e http://www.exauro.com/pt/

Muito obrigada :)

Francisco disse...

Há coisas do Coração, que a Razão desconhece de todo :)

Beijinhos Grandes

manuela barroso disse...

No fiel da vontade baloiçam dois falsos irmãos:razão e coração.
quem vence?
Quase sempre o coração!
(onde navega a imaginação.)
beijinho Pérola

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Está difícil encontrar o equilíbrio necessário, mas tento fazer um esforço.
Beijos

Pearl disse...

Pois as contadições que tanto nos atraiem!

:)

Nita disse...

Navegando, encontrei este espaço. Vou ficar e acompanhar...

Isa E. disse...

Acho que quando o coração decide, o cérebro fica agradecido...
Ele sabe que a melhor escolha é sempre o amor.
Lindo texto, Pérola!
Beijinho

São disse...

Os extremos enleados dos polos é uma feliz imagem!

E como é difícil o precário equilíbrio entre a o coração e o cérebro...

Feliz dia

Benedita disse...

Da forma como o escreves, tudo parece natural. Extraordinária esta tua forma de escrever o teu mundo...

O Sexo e a Idade disse...

Dois pólos...razão, coração...quem vai ganhar?