sexta-feira, 28 de março de 2014

No tempo . . . sem tempo . . .



O Sol nasceu tantas vezes,
tal como os teus beijos.

Vieram andorinhas que partiram,
estações giraram em tempos perdidos,
tal como o teu olhar.

As marés sucederam-se
em sorrisos e lágrimas alternados.

Viajaste tanto,
soltando recordações,
marcas entranhadas em mim.

Perdi-me em contagens inúteis,
instantes de deusa,
outros tantos de migalha.

Olha o que as órbitas terrestres me fizeram:
plantaram um coração escavado em meu peito!

E Tu!
Foste escultor, 
arquitecto do meu sentir.




25 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Olá Pérola. Joias versificas neste post. Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

► JOTA ENE ◄ disse...

Re(bem-vinda) na rede social aqui ao lado, lol

Deixaste-me intrigado: Estou com vontade...mas que importa?

Crocheteando...momentos! disse...

Escultor e construtor de um belo poema!bj

FME disse...

Gostei! Bom fim de semana!

Por Amor disse...

PEROLA !!! INCONDICIONALMENTE LINDOOOOO !!! AO LER FIQUEI TOTALMENTE ARREPIADO !!! E LÁGRIMAS ME VIERAM AOS OLHOS DE FORMA INCONTINENTE AO OLHAR JUNTO AO ESCRITO A IMAGEM LINDA !!! FANTÁSTICA !!! QUE MARAVILHA !!! MEUS MAIS EFUSIVOS PARABÉNS !!! POETIZA !!! UM LINDO DIA A TE !!! QUE DEUS MUITO TE ABENÇOE !!! E TENHAS UM LINDO FINAL DE SEMANA !!! DEIXO TE UM SUPER BEIJO CARINHOSO DO AMIGO HONRADO POR TE TER !!! Pedro Pugliese

Carpe diem to me disse...

Mais uma Pérola, amiga!
Gostei muito!
Boa sexta-feira!
Beijinhos

Daniel Costa disse...

Como é bonito o poema, amei com um gostinho a quero mais.
Abraços

Laura Santos disse...

Um belo poema! De grande arquitecto seria construir um amor cujos alicerces nunca abalassem.
xx

José Carlos Sant Anna disse...

E por que amas tanto, moça? Se quiseres posso deixá-la encostar o teu rosto em meu ombro, não apenas para consolá-la, mas também para ensinar-te outras coisas que ainda não sabes e aprender outras que ainda não sei contigo.
Beijos, Pérola

wcastanheira disse...

Um momento poéticamente lindo com muita expressão de alma e coração, gostei fiz uma bela leitura, pra vc beijinhoss e beijinhosssssss

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde Pérola

Maravilhoso Poema. Adorei :-)


Beijos

Bom fim de semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Marta Vinhais disse...

E nesses instantes em que se viaja...sonha-se....deseja-se...
Ama-se simplesmente...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

P.S.: Obrigada pela sugestão; só que não sei como o devo fazer.

Beatriz Bragança disse...

Querida Pérola
Relato bem poético de marcas deixadas pelo tempo! Não falha nenhum detalhe de estilo,na perfeição!
Muitos parabéns.
Os seus poemas são tudo o que gostaríamos de dizer,mas...eu...não sei como!
Bom fim de semana.
Beijinhos
Beatriz

Arco Iris disse...

E tu !
Foste escultor
arquitecto do meu sentir
Lindo!....
Beijinhos
Bom Fim de Semana

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Belíssimo, Pérola, construtora de versos.
Beijos,
Renata

emanuel moura disse...

Belissimo poema querida amiga, tempo soberano da vida ,muitos beijinhos

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

É bom termos um coração plantado no peito :)

Belo poema, amiga.

beijinho

manuela barroso disse...

Poesia ou escultura ela mesma?
Todas as migalhas fazendo parte da linguagem que só corações grandes sabem dizer!
Lindo, Pèrola!
Abraçooo!

Magda Carvalho disse...

Que poema tão detalhado :)
Adoro o último verso
beijinhos

http://retromaggie.blogspot.pt/

eduardo maria nunes disse...

Tanta pressa, não entendo!
Coração escavado no teu peito
O arquitecto com jeito no tempo
Escultor do teu coração perfeito
No tempo...sem tempo...

Bom fim de semana para ti amiga Pérola, um beijo
Eduardo.

Nal Pontes disse...

Lindo esse poema. o finalzinho mais lindo ainda. "... E tu! foste escultor. aquitecto do meu sentir."
Desejo a vc um lindo final de semana. bjsss

Thais Terra disse...

Que linda postagem :) Gostei!

http://colorful-mushrooms.blogspot.com.br/

Beijoos ;*

Felisberto Junior disse...

Olá, Boa noite,Pérola
Quando se ama qualquer detalhe se torna uma arte, não perdemos os traços, não perdemos a imagem, não perdemos o sentimento...bom seria se não houvesse desgaste pelo tempo!
Obrigado pelo carinho,belo final de semana,beijos!

MARILENE disse...

As marcas do tempo são sempre resultado das emoções vividas. Há que nos deixa tatuagem de flores que exalam perfume a cada dia. E quem nos faz sangrar, ao talhar uma escultura em nosso peito. Bjs.

© Piedade Araújo Sol disse...

é bom alguém esculpir o nosso sentir....

muito belo!

:)