sexta-feira, 30 de maio de 2014

É tempo de . . . cerejas . . .



Empolgas-te no palrear da novidade.
Olho-te por entre sorrisos
e aceno.
Vou vestindo a tua alegria
e abandono-me à tua felicidade.
Tua? 

-Não!
Já é minha.
Nossa, quiça.

Sinto-me bem nestes propósitos,
açambarcada na ventura em que te diluis.
Prossegues no teu desfiar de palavras
e eu nem sei de que se trata.
Importará?

Sei-te prazenteiro,
solto,
doando-me teus gestos,
teu corpo balançando no ritmo das sílabas.

E, eu? 
Acompanho-te nesta dança risonha
onde o sabor a cereja do teu beijo me deixa fora de mim.



38 comentários:

✿ chica disse...

Linda cereja e inspiração que te moveu! bjs,chica

José Carlos Sant Anna disse...

No olho do poema, tudo perfeito. O que eu não daria para morder essas amoras? Note-se como o poema parece trazer de volta a tradição medieval, mas com uma carga de sensualidade incomum para a época, significando a marca da diferença, da alteração para o modelo estabelecido. Também lembra o lirismo de João de Deus, este já no século XIX. Um belo texto, Pérola. Belíssimo.

Andreia Morais disse...

É impressionante como algumas coisas nos inspiram assim.
Adoro cerejas!

Ani Braga disse...

Se a sua segunda-feira foi maçante, a terça cansativa, a quarta superfrenética, a quinta cheia de espinhos e sua sexta está fritando sua paciência... Então eu desejo que você tenha um Sábado fantástico e um Domingo cheio de coisinhas gostosas!

Bom fim de semana!
Beijos
Ani

Crocheteando...momentos! disse...

A cereja tal como a palavra pode ser bem sedutora! BJ

emanuel moura disse...

Quanto desejo provoca tao deliciosa cereja ,um lindo poema querida Perola

Graça Pires disse...

Beijos com sabor a cerejas...
Belo poema.
Beijo.

Eduardo Maria Nunes disse...

Para que me vejas!
não estou escondido
resolve-te vem comigo
vamos apanhar cerejas.

Para lá de Alpedrinha,
antes de chegar ao Fundão
devagar Margarida Farinha
Não canses o teu coração!

Com ou sem cerejas te desejo um bom fim de semana um beijo para ti amiga Pérola.
Eduardo.

Cidália Ferreira disse...

Boa noite Pérola

E com as cerejas fizeste um lindo poema, que ficou delicioso como as cerejas.

Beijo, bom fim de semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Manuel Luis disse...

Vale a pena entrelaçar-mo-nos nesta doçura só pelo sabor!
Gosto de cerejas e do tempo delas.
Bj

mmm´s disse...

É caso para dizer que essas palavras são a cereja no topo do bolo:-))

la joie de vivre! disse...

lindo poema :)

Agostinho disse...

O que as cerejas dão!Uma carta de amor. Já pôs no correio? Ele ficará feliz. Não esqueça, mande-lhe.

Prefeito: poema, cerejas, fotografia.

Val Cruz disse...

Que linda! Sempre bom encontrar uma poetisa pelos caminhos navegados.
Obrigada pela visita e carinho do comentário deixado.

Abraços,

Valeria
*Val Cruz

Andreia Morais disse...

Muito, muito obrigada! É mesmo bom ler isso.
Fotografias a preto e branco? Adoro, tenho uma paixão enorme por fotografias assim

Lulu on the Sky disse...

Que lindeza seu poema.
Big Beijos
http://luluonthesky.blogspot.com.br

Dorli disse...

Oi linda poetisa,

Suas poesias encantam a alma e leva as tristeza embora.
Adoro tudo que escreve.
Beijos
Lua Singular

Jovita Capitão disse...

Fantástico poema. Que doçura!!! Beijinhos.

Márcia Rocha disse...

Parabéns pelo Lindo texto.
Vamos apertar o "stop" da correria do dia a dia e acionar o "play" na diversão e descanso... Tenha um Bom Fim de Semana :0)
Beijos Márcia (Rio de janeiro - Brasil)

http://decolherpracolher.com.br

Arco-Íris de Frida disse...

Adoro cerejas... e vc fez com elas um poema tao bonito...

Beijos...

Zilnete Antunes disse...

Oi Pérola!!!
Vim retribuir a visita e adorei o seu blog!!!
Belo poema!!!
Tenha um lindo final de semana!!!
Bjos!!!

FLAVIA SEABRA & LENINHA SEABRA disse...

Oi Pérola!
Lindo poema!Aqui toda a decoração
tem que ter cereja nas gostosuras!
Agradeço sua visitinha carinhosa.Um
maravilhoso final de semana.
Beijos

FireHead disse...

Que tal escolher outra fruta? Eu não sou fã de cerejas. :)

Beijinhos e bom fim-de-semana!

aflores disse...

E em Maio, comemos as cerejas ao borralho. ;) :)
Adoro!

Tudo de bom.

Magda Carvalho disse...

Não posso comer cerejas sou alérgica boa inspiração :)
beijinhos
http://retromaggie.blogspot.pt/

Luciana F. Damiano disse...

Olá,
Obrigada pela sua visita.
Parabéns, seu blog é lindo...

Imaginário disse...

Encantado, sigo-te.
Gilson.

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Ola, Pérola!
Obrigad pela gentil visitinha.
Você escreve lindamente.
Beijos e o meu carinho
Verena e Bichinhos

PINTA ROXA disse...

Gosto de cerejas...e de beijos :)

São disse...

Acabei de ler um delicioso poema teu no Alberto e agora tens aqui uma gostosa cereja !

Abraço com todos os sabores :)

Francisco disse...

adoro cerejas :)

Beijinhos

Sparkle disse...

nice blog! :D
maybe we can follow each other? let me know! http://locastrica.blogspot.com/

Cândida Ribeiro disse...

Que deliciosas cerejas ...foram elas, certamente, que inspiraram tão lindo e sensual poema.
Estamos agora no tempo delas...e é uma das frutas que mais gosto.

Beijinhos
canduxa

Mona Lisa disse...

Os beijos são como as cerejas...e???

Sensual , intenso e magnífico poema!

Beijinhos.

EU disse...

A imagem traduz o poema ou o poema a imagem: um par de cerejas entrelaçadas em forma de coração.
Apreciei a estrutura poética: uma espécie de convite, irrecusável, culminando na entrega. A cereja? Pretexto...
Gostei imenso, Pérola.
Bjo :)

Maria disse...

Oh!

Adoro cerejas!
Tem uma boa semana

Mundo da Carolina disse...

Eu sou uma apaixonada por cerejas e adoro a época onde elas existem porque a cereja é deliciosa,é uma excelente fruta!! Fica com deus!! Adorei a fotografia no inicio do teu poema!! mundomusicaldacarolina.blogspot.pt

Beatriz Bragança disse...

Querida Pérola
Que sempre e em cada dia se vista de alegria.
Maravilhoso poema, inspirado na novidade frutífera que é a cereja!
Parabéns
Um beijinho
Beatriz