sexta-feira, 16 de maio de 2014

Pingo-me



Em folha de poeta sou impureza,
borbulha na face da vida.

Pedaços de mim pingam um borrão
de silhueta inconsistente.
Sou eu.
Mancha no poesia do amor,
um senão ferido,
esboço do querer.

Lanço redes ao rascunho
que se dilui,
meus fragmentos suplicando serem versos.

Quero ser palavras,
sentar-me na beira do afeto,
sossegar-me em cama de escritor,
fazer sentido,
apetecer-te,
ser lida,
 tão somente.

Mulher, rima ou letra,
não importa o quê.

Sonho cair,
pingando, 
nas tuas trovas,
ser maior que esborratadela.

Talvez cobice vestir o canto do meu sentir,
melodia que sopra
por entre teus escritos.
Talvez . . .
Fantasio habitar a gota da tua inspiração,
vertendo-me ,
ao derramar as lágrimas de me ser.



45 comentários:

Maré Viva disse...

Poema excelente, escrito com a alma, cada verso é um afago.
Gostei, MUITO!
Beijos.

Ricardo- águialivre disse...

Poema DIVINO


Deixo cumprimentos
*******************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Andreia Morais disse...

Muito bem escrito, com alma, com a expressividade certa, que nos transporta para determinadas momentos como se sentíssemos que as palavras são nossas.
Dos melhores que já li, mesmo!

Arco-Íris de Frida disse...

Ser do poeta a inspiraçao... ficou belo o poema...

Beijos...

✿ chica disse...

Tua inspiração deixou pingar mais essa linda poesia!
beijos,chica

José Carlos Sant Anna disse...

Poeta, tu és. Plantas em cada página da tua árvore ramagens infinitas, asas imaginárias, que valem muito para cada leitor que semeias. São sempre poderosas confissões poéticas que deixam atrás de si o silêncio.
Beijo, Pérola!

Arco Íris disse...

Ser Poeta é !.....
Isto mesmo.
Beijinhos
Bom Fim de Semana

Eduardo Maria Nunes disse...

Sem roupa corpo nu!
Beleza transparente
Porque te pingas tu
com tinta permanente.

Com a tinta da pureza,
que se escreve a poesia
Tu mulher portuguesa
não chores, sorri de alegria!

Lindo poema encantador
tudo o que escreves faz sentido
porque vives com o amor
a felicidades está contigo!

Estás longe não te vejo!
uma tarde inesquecível
amiga Pérola, te desejo
Tudo na vida é possível.

Eduardo.

Bell disse...

O poeta escreve aquilo que está na sua alma. E geralmente a alma é linda e levinha.

bjokas e um maravilhoso fds =)

aflores disse...

Esta tua escrita leva-me para outras bandas, para outras dimensões :)
Imaginei-me na sala de aulas, da escola primária....

Podia-me dar para pior. Será do calor? Talvez.

Tudo de bom.

:)
;)

Laura Santos disse...

Lindo! Todo o poeta é pingo de impureza porque busca sempre a beleza e a perfeição.
xx

Dilmar Gomes disse...

Lindos versos líricos, amiga Pérola.
Um abraço daqui do país da Copa. Tenhas um lindo fim de semana.

INDIA-GOMES disse...

muito lindo

Marta Vinhais disse...

Escreve-se e lê-se...
Inspiração vinda de uma simples gota...
Lindo....
Beijos e abraços
Marta

Elisabete disse...

Nem sempre é fácil escrever.
Lindo poema.
Bjs

Cidália Ferreira disse...

Olá Pérola

Que poema soberbo. Amei... adoro a tua maneira de escrever.

Beijo, bom fim de semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Luma Rosa disse...

Oi, Pérola!!
Vem pingar aqui!! Que coisa linda, heim? De uma intensidade que penetra na alma! Me fez lembrar de Clarice Lispector em "Quero escrever o borrão vermelho".
Beijus,

Mona Lisa disse...

De pingo em pingo compuseste esta magnífica poesia.

Beijinhos.

Ana Tapadas disse...

Muito original e ritmado!

Beijinho

Cláudia disse...

Escrito com a alma, que bonito!

Beijocas

emanuel moura disse...

Belo poema querida Perola muitos beijinhos

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Pérola. Maravilhoso poema.
Quando escrevemos somos assim, um rabisco, um gotejar, mas nunca uma folha em branco, sempre vemos e sentimos a suave inspiração seja em que vertente for.
Amamos ser lidos sim, quem não gosta de que sua obra, o que nasceu da alma não seja visto pelos olhos e sentidos com o coração?
A mensagem, o dom da criação é lindo e muito importante.
Que Deus te abençoe.
Amei a tua inspiração.
Lindo fim de semana de paz!
Beijos na alma!

Alfa Fon-Amor disse...

No se mucho portuguez pero dentro de lo que entiendo me gustó tu blog me quedo,cariños Uruguayos

Solange disse...

a tinta que ficou na caneta do poeta não foi por acaso..

bjs.Sol

Dorli disse...

Oi Pérola

Suas poesias dispensam comentários, pois são lindas demais.
Adoro seus escritos
Beijos
Lua Singular

Evanir disse...

Um dia um certo dia, talvez já não se possa,
nesta vida, recomeçar.
Não deixemos que o tempo passe e,
com ele, a ocasião de recomeçar
um dia que podemos encher de felicidade.
Recomeçar de um ponto de um lugar.
Recomeçar com um gesto, com uma palavra,
com um abraço
O sucesso nessa vida depende de nós ,
mais acima de tudo de Deus.
A você um abençoado final de semana.
Beijos e meu eterno carinho.
Evanir..

Omar enletrasarte disse...

guste
bello
saludos

adaobraga disse...

Se era isto:

"fazer sentido,
apetecer-te,
ser lida,
tão somente."


Conseguiste teu objetivo.
Fez sentido
E se fosse tão somente isto: ser lida... ai ai consegues mais que isto: Admiração.

Crocheteando...momentos! disse...

Gostaria muito de conseguir transpor o que sinto...com a alma poética que transmite em tão belas palavras! Bj

manuela carvalho disse...

Muito bonito! E muito bem escrito! Um abraço, Manuela

Renata Maria disse...

A poetisa que quer transmutar-se na poesia, ansiando por ser lida/amada.
Lindo, Perolinha.
Beijos,
Renata

Magda Carvalho disse...

Nem sempre temos as palavras certas para escrever :)
Adorei o texto.
beijinhos
http://retromaggie.blogspot.pt/

Graça Pires disse...

Querer ser palavras. Apetecer ser lida... Isto acontece a quem ama a escrita e é poeta...
Beijo.

Flip disse...

Pinga eternamente.

APENAS PALAVRAS disse...

A saudade é um parafuso que quando a rosca cai só entra se for torcendo
porque batendo não vai. Mas quando enferruja dentro nem distorcendo não sai. É assim que me sinto ao entrar no seu espaço e me deparar com tuas mais belas e lindas palavras que descreve num todo aquilo que és... Quem me dera deixar fluir tudo àquilo que meus dedos não conseguem expressar... Sei que és capaz na de distinguir com exatidão o que estou a dizer... Seja como for o que penses, creio que é melhor dizê-lo com boas palavras, segundo o que já tens deixado transparecer em cada uma de tuas mais lindas e belas postagens... Confesso vararia dias, meses e anos a te escrever, mas vou deixar espaço pra você também Quando eu escrever na alma de alguém. Não deixarei páginas em branco. Beijos e um lindo final de semana..

heretico disse...

não é pingo, não! é uma enxurrada de emoções...

beijo

lua prateada disse...

Sem palavras...simplesmente lindo...
Abracito
SOL

ONG ALERTA disse...

Muito lindo, beijo Lisette.

Cris Braghetto disse...

Lindo o teu pingar lirico!
Abraços!

Gracita Fraga disse...

Bom dia Pérola!
Dizer em uma palavra o resultado da tua construção... MAGISTRAL!
Um domingo feliz
Beijos

São disse...

Bonito e bem escrito.

Gostei de ouvir Alanis Morissette...

Bom domingo, menina

Labirinto de Emoções disse...

Olá Pérola
Este poema é muito, muito bonito, todo ele pinga amor e ternura, dá prazer ler a tua poesia.
Um beijinho, resto de bom domingo e uma semana tranquila
Teresa

Jack disse...

otimo diaaaaa

Beatriz Bragança disse...

Querida Pérola
Lindas e muitas são as metáforas que povoam este belo poema.
Destaco uma:«sentar-me na beira do afecto»!
Quantos de nós não gostariam de ter essa possibilidade?!
Um beijinho
Beatriz

Beatriz Bragança disse...

Querida Pérola
Lindas e muitas são as metáforas que povoam este belo poema.
Destaco uma:«sentar-me na beira do afecto»!
Quantos de nós não gostariam de ter essa possibilidade?!
Um beijinho
Beatriz