quinta-feira, 22 de maio de 2014

Por entre marés



Cruzo esta maré que cresce no teu olhar.
Pois se és praia onde desagua a minha baía,
espuma que me beija o corpo.


Inundas-me em ternura líquida,
derramada por mim
como banho de onda.

Brinco nas tuas areias raiadas de sol,
solto pegadas 
que guardas no teu chão,
salpicado de conchas.

Abres-me os braços na gaivota que passa,
corro por este mar fora
ao teu encontro.

Só quero mergulhar no teu sorriso,
ser devorada por esse olhar,
maré da minha perdição.



38 comentários:

Ives disse...

O mar todo é um sorriso de jubilo diante do amor! abraços

Opinante disse...

Lindo :D

Opinante disse...

Lindo :D

✿ chica disse...

Muito lindo,Muito!!beijos,ótimo dia!chica

Laura Santos disse...

Há olhares que são mesmo uma perdição.E o mar uma inspiração permanente.
Muito bonito!
xx

Laura Santos disse...

Há olhares que são mesmo uma perdição.E o mar uma inspiração permanente.
Muito bonito!
xx

Cláudia disse...

Com este texto... Até me deu vontade de ir à praia ;)

Beijocas

Eduardo Maria Nunes disse...

As ondas desmaiam na areia!
perdida, não andará nas marés
na praia, é mulher não sereia
na água espuma molha seus pés.

Desejo um bom dia para ti amiga Pérola, um beijo.
Eduardo.

Bruna Worspite disse...

Adoro o mar a sensação de leveza e liberdade que trás.
Adorei o poema!


Bjs
http://www.vidadenoiva.blog.br/

Andreia Morais disse...

Só tenho pena é que não as saiba explicar...

Que lindo! O amor é mesmo uma "coisa" fantástica, que quando nos envolve nos predispõe a novas aventuras. A querer estar com aquela pessoa, a mergulhar no seu sorriso que nos faz sentir em casa. Há pessoas assim, com essa grandeza, que nos fazem sentir tão bem, que não mais queremos largar

Desbravadores de Livros disse...

Linda poesia. Amei!

M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

Cidália Ferreira disse...

Fantástico poema, és uma verdadeira Pérola a escrever.Parabéns...Amei

Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Crocheteando...momentos! disse...

Verdadeira perdição...é a leitura dos seus poemas! Bj

Bell disse...

Maré de perdição bom demais, que ela me devore e me consuma rs...
Hj to abusada rs...

bjokas e um lindo dia =)

São disse...

Realmente, na blogosfera existem pessoas que escrevem muito bem :tu fazes parte desse grupo!

Abraço amigo

Dilmar Gomes disse...

Amiga Pérola, o mar abre um "mar de possibilidades"... Um compositor brasileiro, já falecido, o saudoso Dorival Caími, dizia em uma velha canção: "É doce morrer no mar"
Um abraço daqui do país da Copa. Tenhas uma boa tarde.

Arco Íris disse...

Lindo !....
O mar como inspiração ainda torna o poema mais belo.
Beijihos

vitalina de assis disse...


Hola amiga.

Lindo poema.

Mar, sol, areia, amor. Possibilidades infinitas.

Olinda Melo disse...


Uma maré que inspira tais palavras é realmente uma maré de sonho.

Adorei este seu poema, Pérola. Lindo!

Bj

Olinda

Arco-Íris de Frida disse...

Ficou lindo esse poema que compara o mar com uma pessoa...

Beijos...

José Carlos Sant Anna disse...

milimetricamente
por entre marés
e tumultos do coração
as costelas
por um desvio semântico
são janelas acesas
cordas tensas,
paralelas
na coberta líquida
do mar
retendo o sangue dos corpos
pulsantes
no fulgor dos areais.

beijo, Pérola!

José Carlos Sant Anna disse...

milimetricamente
por entre marés
e tumultos do coração
as costelas
por um desvio semântico
são janelas acesas
cordas tensas,
paralelas,
na coberta líquida
do mar
retendo o sangue dos corpos
pulsante
no fulgor dos areais.

Beijo, Pérola!

Andradarte disse...

Obrigado por entrar no meu espaço e ter dado a conhecer
tão bela poesia....
Vou seguir....
Beijo

DE-PROPOSITO disse...

Ser devorada por esse olhar
---------
Acredito que um olhar de muita ternura.
-------
Felicidades
Manuel

EU disse...

Original abordagem e de forma a propiciar um duplo sentido (o mar ou o amado). Gostei imenso.
Bjo, Pérola :)

EU disse...

Original abordagem e de forma a propiciar um duplo sentido (o mar ou o amado). Gostei imenso.
Bjo, Pérola :)

emanuel moura disse...

Que belo momento de inspiração querida Perola ,muitos beijinhos

Suzete Brainer disse...

O (a)mar no infinito

do sentir,

crescente nas palavras

embaladas pelo (en)canto

da bela melodia poética...

Gostei imenso!

Bjs.

Magda Carvalho disse...

Adoro estes textos é tão bom conjugar o mar com o amor :)

R: A minha área é técnica de analises laboratoriais não têm nada haver com desenho e quando andava no primeiro ciclo odiava a disciplina porque tinha que desenhar o que o professor dava mas eu tinha sempre tendência para alterar logo.
Mas ando a ler e a ver vídeos para treinar desenho.
beijinhos
P.s desculpa o comentário extenso
http://retromaggie.blogspot.pt/

M D Roque disse...

Perderes-te é ganhares-te nas ondas dos amor.
BJ.

Nal Pontes disse...

Lindo e doce poema. Parabéns. bjsss

Solange disse...

o mar sempre inspirando grandes poemas...

bjs.Sol

Francis disse...

Lindo poema Pérola...

Sónia TM disse...

Sempre palavras inspiradoras

Sónia
Taras e Manias

a noite (ser) disse...

"Nos braços da gaivota que passa"

na emoção das palavras, há quem passe e fique.

Lindo!

aflores disse...

Hmmmmmmmmmmmmmmm....

Gostei, gostei muito!


;) :)

Tudo de bom.

Maria Silva disse...

Sempre levo nos olhos um sorriso e na alma a sensação de um belo momento poético...
Beijinho. Bom fim de semana.

Beatriz Bragança disse...

Querida Pérola
Uma bela,poética e arrojada declaração de amor!
Como ele deve ter ficado orgulhoso!
Parabéns.
Beijinho
Beatriz