sábado, 31 de janeiro de 2015

Cada batida . . .



Cada batida do coração
apressa-se sem destino,
forma nós,
estrangulamentos de garganta,
que me asfixiam
como se fora só pulsar,
fragmentada na dúvida.

Com a distância de permeio,
hesito no limiar de te ver.

Ergo o braço,
logo contrariado, 
em pensares de receio,
e se não me queres ver?

Bato?
Não bato?

Fixo os olhos no batente.
buscando resposta
em demanda sem juízo,
procurando-te,
o teu beijo já ali.

Ronda-me a avultada tentação 
 nos momentos
de palpitação acelerada 
onde sou vontade e desejo.

Finco os pés 
no pórtico de ti,
sinto-me inteira,
na proximidade do 'quase'.

Prestes a explodir,
sou vencida na incerteza,
deixo-me enlouquecer,
viro as costas,
não quero saber.

Não sei onde estou,
quem sou,
para onde vou.

Sou espírito de outros natais,
espectro transparente
por entre gentes que não me vê.

Cada batida do coração
corre na luta de chegar
à tua porta,
bater e, 
simplesmente ,
'Estar em Casa'.




32 comentários:

✿ chica disse...

Simplesmente linda tua poesia,Pérola! bjs, lindo domingo,chica

aflores disse...

O meu coração bate como..."uma batata frita", principalmente quando venho aqui ler o teu sentir.

E como ele bate!

Tranquilizo-o logo, que está tudo bem, que pode respirar fundo, com calma, relaxar e deixar...

Ui ui, vou roubar e colocar no meu face.:)

Gracita disse...

Bom dia Péróla
É o meu coração que pulsa fora do compasso quando chego aqui e leio a tua magistral composição poética. E à media que vou lendo é uma explosão de prazer pelo deleite de seus belos versos.
Um ótimo domingo
Beijinhos no coração

Crocheteando...momentos! disse...

Um ritmo compassado...acelerado...ao som de belas palavras poéticas!
Bom domingo e bj

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Uma pérola de poema....
A dúvida, a esperança, a incerteza...
A vida de uma poeta é isso... conviver com o incerto!

Laura Santos disse...

Muito bonito esse sentimento de "estar em casa".
Lindo poema, Pérola!
xx

Nina Dias disse...

Lindo, lindo! bjs

Poesia do Bem disse...

Uma dor e medo de ser rejeitada?
Uma ânsia de querer ser recebida? Uma vontade louca de voltar ao amor verdadeiro e está em casa, nos braços e dentro do quarto do amor de onde não deveria ter saído.
Ameiiiiii
Tem novidades no blog, depois veja bjs e um mês abençoado!

Andreia Morais disse...

Cada batida é como um novo impulso para vivermos mais intensamente
Adorei!

Beijinhos*

Arione Torres disse...

Oi querida amiga, vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

emanuel moura disse...

Como batida um novo momento que floresce no nosso coraçao ,assim e a vida a cada impulso uma nova descoberta ,muitos beijinhos querida amiga Perola.

Ivone disse...

Haja coração, que lindo seu poetar, amor é mesmo de fazer os batimentos acelerarem, mas é bom, como é bom amar!
Abraços linda amiga!

Santa Cruz disse...

Pérola: Muito belo o teu poema adorei ler parabéns.
Beijos
Santa Cruz

Cidália Ferreira disse...

Um poema soberbo!

Beijos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Francisco disse...

Adorei

Beijinhos

Mona Lisa disse...

Consegues deixar-nos com o coração aos saltos!

Que maravilha de poema!

Beijinhos.

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Pérola...é linda a sensação de estar em casa depois de tantos sobressaltos.
Um abraço

aluap Al disse...

...chegar à tua porta, bater e, simplesmente "Estar em Casa".
Que bonito isso Pérola!
Bjos**

Simone Lima disse...

Oh! Fiquei mexida ao te ler. Inúmeras vezes me senti assim...
Lindo, embora tristinho

Beijoo'o ;*

EU disse...

Nas interrogações, nas dualidades coloquei-me a teu lado para encontrares a casa...
Gostei bastante, Pérola
Bjo :)

Suzana disse...

Que lindo!!

Pedro Coimbra disse...

Entre mesmo sem bater.
E seja feliz.
Boa semana

Arco-Íris de Frida disse...

É preciso sincronizar as batidas do coraçao com as batidas da porta... so assim o coraçao se sente em paz...

Elisabete disse...

Um coração maravilhoso!
Boa semana

Arco-Iris disse...

Coisas do coração.
Que fazem uma linda Poesia.
Beijinhos

Cláudia disse...

Muito bonito.

Beijocas

José Carlos Sant Anna disse...

Em cada batida um sopro de vida e a incerteza desconfiada costurando poemas...

Beijos, Pérola!

Sónia TM disse...

Linda e a escolha da imagem também foi bem pensada

Teresinha disse...

Pérola, mais um belo poema, de deixar o coração a bater forte!
Bj

Carmem Grinheiro disse...

Olá Pérola,
poema taquicardíaco lindo, de ler duma assentada, num fôlego só.

bj amg

Edumanes disse...

Para poder sentir o pulsar!
dentro do peito esse coração
no teu peito tinha que colocar
se autorizasses a minha mão?

Pérola, não te quero aborrecer,
na brincadeira palavras escritas
escrito com palavras tão bonitas
gostei muito do teu poema ler!

Um beijo.

Agostinho disse...

Patologia
>
conhecida
>
taquicardia
>
erupção
>
vulcão!!!