quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Dramática



Quando te foste
veio-me à boca o doce
de te pedir para ficares.

Quando te foste
o vazio tomou conta de mim
como se a vida parasse.

Quando te foste
lancei-te um feitiço
para que te lembrasses de nós.

Quando te foste
esfumei-me na ausência do que sou 
quando estás aqui.

Quando te foste
catei as migalhas no lençol
do teu amor que desejo.

Quando te foste
desvairei nas sombras
tornei-me reflexo,
dramática amante
com nada.


16 comentários:

Cristina Cebola disse...

Belíssimo Pérola!! A forma poética com que descreves o vazio da ausência, chega a doer de tanta sensibilidade...
Beijinho meu...:)

Agostinho disse...

(E)ternamente...

Pedro Coimbra disse...

Se se foi, quando lhe era dada tanta ternura, é porque não era merecedor da mesma.
BFDS

Andreia Morais disse...

A ausência magoa, deixa-nos um pouco mais vazios, até porque nunca sentimos esse peso por alguém que nos é indiferente

Beijinhos*

Edumanes disse...

Se é que havia razão para fazer isso?
será que pensaste bem naquele momento
percebi, migalhas de amor cataste do lenço
pela dor sentida lançaste o feitiço!

Não penses agora mais nisso,
desejo-te um bom dia, um beijinho.
Eduardo.

Dilmar Gomes disse...

Lindo poema, amiga Pérola. Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

Crocheteando...momentos! disse...

E custa muito ver partir...bj e adorei

Cidália Ferreira disse...

Como sempre, maravilhosos, os teu poemas.

Bom fim de semana, beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ricardo- águialivre disse...

Poema muito bonito feito em palavras simples mas tão profundas.
E tanto haveria ainda por dizer sobre o título: Quando te foste...
.
Cumprimentos

Ando por aqui: http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Arco-Iris disse...

Muito bonito.
Exprime bem o sentimento da partida de alguém que amamos.
Beijinhos
Bom fim de semana

Elisabete disse...

A pessoa abandonada não havia de se sentir dramática? Claro que sim!
Bjs

Elyane Lacerdda disse...

Lindo poema!
Muito triste a partida de quem amamos!
Bjus
http://www.elianedelacerda.com

emanuel moura disse...

Sofrer por uma ausencia que nos sufoca por dentro ,muitos beijinhos querida amiga

José Carlos Sant Anna disse...

E se ele nunca se foi? E se ainda se esconde nas barras das tuas saias? Talvez ainda esteja a perscrutar os acidentes do teu corpo, decorando a tua geografia...
Beijos, Pérola!

Isa Sá disse...

Não há nada mais triste do que ver partir aqueles que amamos...

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

ricardo alves / são paulo,brasil disse...

gosto demais quando o casamento de imagem e texto estão em harmonia, como é neste brilhante caso!