segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Geometrias de mim



Peguei na régua e esquadro
tentando desenhar-me em simetrias.

Rabisquei-me em rotação,
mirei-me no espelho da reflexão,
escorreguei na translação.

O eixo de simetria 
recusava a perpendicularidade.

Lápis e pincel uniram-se
em conspiração rabiscada de mim.

Frisos e rosáceas recusavam retratar-me
em paralelismos repetidos.

Rendi-me.

Dei descanso ao material de desenho.

Sem contornos matemáticos
a minha duplicidade ficou-se pela invisibilidade.

Na impossibilidade de me fazer entender 
por ciências exactas
soletrei exatidões 
na verticalidade paralela das palavras.




28 comentários:

Maria Eu disse...

Também me é difícil desenhar-me sem ser com palavras. A Matemática não é o meu forte! :D


Beijinhos Marianos, Pérola! :)

Cidália Ferreira disse...

Fiquei toda baralhada.. mas digo-te que gostei ;-)



Beijocas

Daniel Andre disse...

Da razão matemática, e a beleza poética, digamos que minha essência é 80% poesias. Belíssima composição!

Abraços do amigo,
Dan
http://gagopoetico.blogspot.com.br/

► JOTA ENE ◄ disse...

Será que 'O' lápis e 'O' pincel eram gays ? lool

emanuel moura disse...

Bela geometria ,talvez a essência esteja na simplicidade das palavras ,ficou maravilhoso beijinhos Perola

eduardo maria nunes disse...

Geometrias de uma poetisa,
Pela arte moderna apaixonada
Se perdeu no eixo da simetria
Sua fisionomia ficou toda pincelada!

Sem a devida rotação,
Não alcançou o ponto final
Cansado o seu coração
Deu descanso ao material!

Boa noite, bom descanso, bons sonhos
e tudo mais o que desejares, um beijo.
Eduardo.

Catarina Mendes disse...

Obrigada pelo comentário :)
Kisses, Catarina
http://catarynamendes.blogspot.pt/

Eduardo Andrade disse...

«Escrever, para mim, é desenhar, atar as linhas de modo a que se tornem escrita, ou desatá-las para que a escrita se torne desenho.»
Jean Cocteau, Ópio

Pretty in Pink disse...

E não é que a Perola percebe de geometria e faz uma composição lindissima com ela? Acho que uma das minhas favoritas =)


Beijinho*

rosinha cruz disse...

Eu nem com palavras me consigo desejar :)
Beijinhos

Luma Rosa disse...

Oi, Pérola!
Muito complexo desenhar a nós mesmos! A não ser que fiquemos no campo superficial. Uma sombra, talvez eu consiga! :D
Boa semana!!
Beijus,

Arco-Íris de Frida disse...

As palavras sao melhores tradutoras de um ser, do que a matematica...

Beijos...

Beatriz Bragança disse...

Querida Perola
E sempre dificil sermos definidos por uma ciencia exacta!
Mas foi muito bem descrita!Com o sabio uso das palavras certas!
Como a minha amiga escreve bem! E sempre cheia de inspiraçao!
Muitos parabens.
Beijinhos
Beatriz

PinUp Me disse...

B-dia e boa semana** :)

Bell disse...

Eu acho que nem a matemática nem a ciências são capazes de me entender rs...

bjokas =)

Opinante disse...

Quanta inspiração!

Maria Luana disse...

Gostei muito do seu texto.
Obrigada por seguir meu blog,vim retribuir o seu carinho.
Beijos.

Secreta disse...

Nada melhor do que as palavras, para nos "desenhar-mos" fielmente.
Beijito.

Arco Iris disse...

Muito Bom Pérola
A tua geometria está muito descritiva.
Beijinhos
:)

José Carlos Sant Anna disse...

Acho que não sou um bom "geômetra", pois me perdi por vontade própria nas tuas retas, nas tuas curvas e nas tuas perpendiculares... Deixe-me ficar mais um pouco... E porque tudo faz sentido, não rasgarei as geometrias que vestem o teu corpo ou a tua poesia! (risos).
Beijo, Pérola!

Laura Santos disse...

Desenhar-nos a régua e esquadro é muito difícil, ou melhor, impossível...
Engraçado que ando há algum tempo a escrever um texto intitulado "Matemática", mas não publicarei tão cedo porque está a dar-me dores de cabeça...:-)
Muito boa escolha de vocabulário!
xx

dreams disse...

desenhar-me nunca foi o meu forte:))) já dizer-me sempre foi muito mais fácil:))) beijinhos grandes e um xiu carinhoso!!!

São disse...

Para mim, um dos seus melhores poemas!

Geometricamente , aqui deixo votos de uma noite redonda, rrs

manuela barroso disse...

Um desenho de ti, perfeito em poesia mas não tão perfeito como essa tua imaginação, que é imensa!!
Quanta qualidade!
Beijinho qurida Pérola!

Maria do Sol disse...

"A minha duplicidade ficou-se pela invisibilidade"
Quem escreve assim nunca será invisivel...a própria duplicidade, impede-o.

Beijinho

Cláudia disse...

Muito giro =)

Beijocas

Mona Lisa disse...

Em poesia te descreves.

Beijinhos.

Vall Nunnes disse...

Olá Pérola, demorei mas apareci!
Aqui E Tudo é Muito Bom, cada preciosidade. Você transborda poesia e criatividade.
Beijão!