terça-feira, 22 de abril de 2014

Rasguei-me !



Fui desenhada em tela  cinzenta,
riscada a giz,
passada a régua e esquadro.

Um parco projeto de pessoa,
mistura de sonhos alheios
em pele minha.

Cansei-me do acanhamento,
da  exiguidade de mim,
da lastimosa monotonia cromática.

Enfureci-me,
gritei soltura
e rasguei-me.


Rompi por entre linhas,
tropecei em regras que me sabiam,
arranhei-me em frios desconhecidos.

Só sei da minha nudez,
perdida em vales escancarados,
onde os ecos me enlouquecem.

Alguém me chama,
por aí,
quem será?

Desconheço a voz,
a humidade tenra da erva sob  meus pés,
a vastidão que me acolhe,
a oferta do mundo.

Sinto,
tão somente,
o meu rasgo,
pedaços do que poderei ser,
não mais o que fui
nem o que sou.


42 comentários:

Vanessa Palombo disse...

Belíssimo texto...

Obrigada pela visita

Abçs

Francisco disse...

Muito bom :)

Beijinhos

Laura Santos disse...

Um dos mais belos poemas que já aqui li! Que bom quando tentamos e conseguimos sair do cinzentismo, dos rígidos limites traçados a régua e esquadra. Podemos ferir-nos, podemos expor-nos ao frio, mas às vezes é necessário.
A imagem também foi muito bem escolhida.
xx

Mona Lisa disse...

Acordaste...foste tu!

Magnífico poema!

Beijinhos.

emanuel moura disse...

Sempre maravilhosa querida amiga Perola ,muitos beijinhos

Elvira Carvalho disse...

Um belíssimo poema. Li-o e reli-o duas vezes. Quisera ter engenho e arte para um comentário à altura do poema.
Um abraço

M D Roque disse...

Psra além da beleza sensível a que nos habituaste, está muito bem escrito. Adorri. ;);)

Labirinto de Emoções disse...

Perola

Um poema muito bonito. Parabens
Beijinho

Teresa

Ghost e Bindi disse...

Lindo, querida Pérola! Abrir mão do que nada nos diz, das convenções que matam o espírito, das regras que nada somam, do verniz opaco que teimam em passar sobre as almas livres e criativas...que sua inspiração te faça livre e feliz!
Um abração

Bíndi e Ghost

Dorli disse...

Oi Pérola
Sua poesia é tão linda que fica difícil para uma leiga tecer algum comentário.
Você escreve com o coração na mão.
Linda demais.
Beijos
Lua Singular

ONG ALERTA disse...

Sempre podemos sair das cinzas, basta querer.
Muito lindo beijo Lisette.

Claudio Chamun disse...

Bah!
Demais!

Claudio Chamun disse...

Bah!
Demais!

C. ✿ disse...

Uau, que lindo !

C. ✿ disse...

Uau, que lindo !

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Belíssimo!Que bom que me segue,querida.

Amei seu espaço!

Sigo você também.

Vou colocar seu blog na minha lista de blogs favoritos para visitar sempre.

Seja Bem Vinda!

Obrigada pela visita,volte sempre!

Adorei ter você como minha nova amiga.

Beijos e uma semana de alegrias

Donetzka

Face Book:


https://www.facebook.com/donetzka.cercck


Blog Magia de Donetzka









Crocheteando...momentos! disse...

Um belo poema e uma imagem incrivelmente bela fazem sucesso!!! Bj

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo e muito profundo o que vc escreveu, Pérola. Denota maturidade poética, que advém da vida.
Beijos,
Renata

Armando Sena disse...

É preciso por vezes rasgar a opressão para nos libertarmos para o desejo.
bj

Ricardo- águialivre disse...

Profundo...brilhante

Gostei muito

Deixo abraço

Beatriz Bragança disse...

Querida Pérola
Uma bela fantasia feita poema!
Parabéns.
Sempre a surpreender quem a lê!
Beijinho
Beatriz

Andreia Morais disse...

É quando nos decidimos a acordar, a lutar, a desafiar os nossos limites que saímos dessa zona cinzenta e pintamos a nossa vida. Reaprendemos. Redescobrimos. Principalmente a nós, que conseguimos ser sempre muito mais do que aquilo que aparentamos.

Está fenomenal!
Beijinhos*

Jovita Capitão disse...

Muito bom!!! Parabéns. :)

Thais Terra disse...

ótimo texto!

http://colorful-mushrooms.blogspot.com.br/

Beijoos ;*

Dorli disse...

Oi Pérola

Passando para lhe desejar uma linda noite.
Obrigada pelo carinho de sempre
Beijos
Lua Singular

O tempo das maçãs disse...

Libertador...

Belíssimo, Pérola.

Beijinho.

Magda Carvalho disse...

Belíssimo texto :)
bjs

http://retromaggie.blogspot.pt/

FireHead disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FireHead disse...

Nada é intemporal. Tudo passa, tudo vai e mesmo o que fica acaba por deixar de ficar.

Beijinhos.

Ronilda David/Loubah Sofia disse...

Quando temos amor a vida e nela acreditamos,temos a capacidade que essa fé fabulosa de transformarmos a nós mesmos no passo a passo d'um sonho realizado.

Belo a intensidade da tua poesia,Pérola.

Grata por partilhares.

Em Ti meu carinhoso abraço,que teu dia seja lindo

Jack disse...

Lindooo aqui *-*

Nequéren Reis disse...

Amiga que texto maravilhoso amei.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

Maria Rodrigues disse...

Intenso e sublime, adorei.
Beijinhos
Maria

leonor a disse...

Gostei bastante do texto :)

leonor in wonderland ♥

Andreia Morais disse...

Sim, é mesmo bom :)

SOL da Esteva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SOL da Esteva disse...

Despedaçaste o invólucro, cinzento, que te continha.
A Vida passou a ter identidade e deixou de ser, apenas, um projecto.
Belíssima articulação Poema/Imagem.
Parabéns.


Beijos

SOL

Desbravadores de Livros disse...

Belíssimas palavras. Adorei!

M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Abril

A disse...

Fantástico!

Maria Silva disse...

Belíssimo poema que senti como uma outra pele...que um dia se rasgou assim e que costurei no tempo, como pude.
Belíssimo poema.Belíssima imagem.
Beijo.

Cristina Cebola disse...

Nada como assumirmos o nosso poder pessoal e criarmos a nossa identidade...nada como rasgar a pele
que nos cobre a essência e abrirmos o peito para a vida...

Um poema magnífico, intenso, denso e muito belo...

Beijinho com emoção

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Pérola. Belíssimo poema!
Quantas vezes nos rasgamos, nos costuramos, tecemos as nossas ideias e pensamentos, nos lamuriamos por não sermos como queríamos, mas é apenas uma questão de aceitação e transformação interior.
Somos a nudez a ser preenchida por fora e por dentro, isso, tão somente cabe a nós.
Parabéns!
Tenha uma semana de paz!

http://refugio-origens.blogspot.com.br/2014/04/romantismo.html
(blog onde escrevo)

http://redescobrindoaalma.blogspot.com.br/
(blog pessoal)

http://carinhosemselosdosamigos.blogspot.com.br/
(blog pessoal)

Beijos na alma e paz!