quarta-feira, 8 de outubro de 2014

fogo meu



Urge acalmar o grito
que me queima,
borralho de pensamentos insanos.

Essa ansiedade sem fim,
onde a vida é combustível,
alimento incessante,
em ateares de pavio curto.

Na carência da tranquilidade,
vou-me asfixiando
na mordaça do fumo,
dou-me à insensatez
de fogos pegados.

Sou emergência solitária,
em chama,
perdida,
sem socorros apressados
pois minha urgência
é ardor escondido,
meu grito mudo,
um fogo só meu
neste querer de ser urgente,
ser alguém por aí.
e . . . descoberta,
apagado na frescura de um beijo.


53 comentários:

Lídia Borges disse...


"ateares de pavio curto", a vida!

Sem dúvida. Gostei muito da expressão que me parece ser o "coração" do poema.

Um beijo

✿ chica disse...

Lindo fogo que em ti arde,...bjs, tudo de bom,chica

Francisco disse...

Gostei

:)

Beijos

Cidália Ferreira disse...

Belíssimo, Pérola!!

Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Edumanes disse...

Um poema de fogo!
incendeia os desejos
com prazer e amor louco
satisfeito com beijos...

Desejo um bom dia para ti amiga Pérola,
cuido com esse fogo! Um beijo.
Eduardo.

Maré Viva disse...

"Sou emergência solitária,
em chama,
perdida."
As palavras têm uma força que não se pode conter e este teu belo poema é um exemplo disso.
Um beijo.

Mariangela disse...

Oi Pérola que lindo poema... dessa chama contida pelo frescor dos beijos... amei!
Um ótimo dia!
Mariangela

Renata Maria disse...

Amor é fogo que arde sem se ver... Tema lindo abordado de forma maravilhosa por vc.
Beijos

Liliane de Paula disse...

Lindo texto poético, Pérola.

Crocheteando...momentos! disse...

Um fogo que por vezes...arde sem se ver!
Adorei! Bj

Bell disse...

Podemos sentir cada sentimento através de seus versos.

bjokas =)

Rapha Barreto disse...

Muito bom! E que tudo se acalme ou se acenda com um beijo.

Beijos,
http://mylife-rapha.blogspot.com

Arco Íris disse...

Muito bonito este poema .
Beijinhos

Dilmar Gomes disse...

Lindo poema, Pérola! Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa tarde.

Existe Sempre Um Lugar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, emergir diariamente num mundo habitado por biliões, não pode existir solidão.
Belo e lindo poema quente como o verão.
AG

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Hellz. disse...

muito bom
parabéns pela sensibilidade

beijo
beinghellz.blogspot.com

Hellz. disse...

muito bom
parabéns pela sensibilidade

beijo
beinghellz.blogspot.com

EU disse...

Costuma dizer-se que a perfeição é inimiga da pressa. Mas quando o sentir se faz urgente, só há um caminho: ir...
Gostei imenso, Pérola.
Meu beijo :)

Arco-Íris de Frida disse...

Arder... chama de si mesma... é lindo...

Beijos...

Dorli disse...

Oi Pérola,
Ateaste fogo em nós.kkk
Linda e sensual poesia.
Beijos no coração
Lua Singular

Dorli disse...

Oi Pérola,
Ateaste fogo em nós.kkk
Linda e sensual poesia.
Beijos no coração
Lua Singular

Andreia Morais disse...

Há sempre um foto insistente dentro de nós, que se expressa através de várias formas!

Adorei, como não podia deixar de ser

Flávia disse...

Lindo poema, você realmente escreve bem!

thoughts-little-princess.blogspot.com

Mona Lisa disse...

Magnífico poema onde estão patentes a tua sensibilidade e amor ardente!

Beijinhos.

Guaraciaba Perides disse...

Bom dizer em versos o que se sente...
um abraço

Carpe diem to me disse...

Poema fantástico, Pérola!!!
Beijinhos

Poesia do Bem disse...

Ameiiiiiii. Adoro poesia. Vim te convidar a ver as novidades, bjs

Mira disse...

OS beijos apaixonados, geralmente apagam o fogo que nos vai nas entranhas
beijo amiga

emanuel moura disse...

Belo poema cheio de sentimentos entre o fogo ardente e frescura de um beijo ,muitos beijinhos querida amiga Perola

Manuel Luis disse...

Sente-se!
Excelente.
Bj

Opinante disse...

Já tinha saudades de te ler :)

Bandys disse...

A poesia se derrama tanto no doce como no amargo.

beijos

M D Roque disse...

Puxa e arrepela todos os sentidos de bom que é de ler, Perolazinha.
Beijoca

Labirinto de Emoções disse...

Olá Perola

Amor é fogo que arde sem se ver....:-)))))))

Lindo o teu poema agri-doce!
Beijinho grande
Teresa

ONG ALERTA disse...

Fogo da paixão, beijo Lisette.

Suzete Brainer disse...

A urgência do Ser no

sentir pleno...

Belo poema libertador,Pérola!

Beijinho.

Pedro Coimbra disse...

BFDS, Pérola.
Em chama ardente.

Nequéren Reis disse...


Perfeito amei a poesia que haja fogo bom final de semana.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

São disse...

Porém, os beijos geralmente incendeiam ainda mais....


Bom fim de semana, poeta

A disse...

Mais um poema fantástico.
Bom fim-de-semana :)

Célia sousa disse...

Amor é um fogo que arde sem se ver
é ferida que dói, e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer,
É um não querer mais que bem querer;

Assim CAMÔES já o dizia...

Bom fim de semana
amiga Pérola.

Luma Rosa disse...

Oi, Pérola!
Um poema profundo e tão íntimo!
Bonita a imagem de que o fogo que te queima possa ser apagado com um beijo!
:)
São desejos que divagam e passam pelos cantinhos do ser vasculhando a alma com pensamentos nostalgicos. Pois a vida se resume em ter do que se lembrar.
Aproveito a minha vinda ao seu blogue para te convidar a participar da 9ª Edição do BookCrossing Blogueiro que acontecerá entre os dias 08 a 16 de Novembro.
Ficarei feliz com a sua presença!
Beijus,

Andreia Morais disse...

r: Bem sei que sou suspeita, mas vale mesmo a pena conhecer Bragança!
Sempre que a oportunidade surgir faço questão de me perder, até porque o nosso país tem zonas fantásticas

Beijinhos, minha querida*

heretico disse...

envolvente poema...

a merecer um pavio que dure mais tempo...

beijo

Adriana Helena disse...

Olá Pérola!
Lindo poema, sensual, forte, caliente... maravilhoso!

Sabes mesmo encantar, emocionar e despertar nossos sentimentos!
Beijos e um fim de semana maravilhoso!!!

Ember Blue disse...

Lindo :)
Beijinhos*

Emília Pinto disse...

A cada dia uma inquietação diferente surge na nossa alma; é como um " fogo pegado " por cada insensatez que vemos, que fazemos, que não desejamos, mas que acontece mesmo assim. Gritamos por socorro, com urgência de tranquilidade, de quietude. Pode ser através de um gesto...de um sorriso de um abraço , ou mesmo de um beijo de " alguém por aí" que nos queira encontrar...que nos queira acompanhar e assim o nosso grito acalmar. A este " fogo " teu, juntei o meu, um fogo de inquietude neste caminho tortuoso que é a vida e onde tantas vezes falta a frescura de um simples beijo Parabéns, amiga! Gostei muito. Beijinhos
Emília

ReltiH disse...

GUAU... QUÉ LINDO...!
BESOS

Graça Pires disse...

A chama de um amor, num poema que nos envolve...
Beijo.

Elyane Lacerdda disse...

Lindo poema!
O amor arde mesmo feito fogo!
"O amor é fogo que arde sem doer"....
amei suas palavras, você escreve muito bem!
Bjus e feliz dia das crianças!
http://www.elianedelacerda.com

aflores disse...

Deixo o meu... beijo.

:)

Agostinho disse...

Apesar de “ateares de pavio curto” a “insensatez de fogos pegados”, depois, a conclusão,... "e era tudo muito bom".
Pérola, retifique o pretérito imperfeito para o presente.