sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

vagarosas pressas



Há vagar
 no teu jeito,
em olhar estendido
para lá do visível.

São vagarosas 
as tuas pressas
no encontro
com minhas 
impaciências demoradas
ou velozes pausas.

Há pressas
no meu jeito,
em vontades à solta.
para lá do razoável.

São tardias horas
aceleradas na sofreguidão
do aperto do tempo,
pois 
as pressas são muito vagarosas...
(pelo menos para mim)

Pérola

11 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Podemos sentir isso mesmo ... e ficar angustiada!
Gosto do olhar e do poema...bj

Cidália Ferreira disse...

Simplesmente fascinante!

Tenho poema

Beijinhos bom fim de semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Cláudia disse...

Interessante este poema.

Beijocas

Elvira Carvalho disse...

Não gosto de pressas, tudo o que é bom deve ser saboreado bem devagar...
Gostei do poema.
Um abraço e bom fim de semana

emanuel moura disse...

Maravilhoso querida amiga ,sempre graciosa nos seus poemas que há muito me encantam ,a imagem é linda ,muitos beijinhos no coração.

Edumanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edumanes disse...

Acordaste de manhã!
enrolado num lençol
como colaste uma rã
montada num caracol?

Pois então vai devagar,
não precisas de ter pressa
quem tanto te deseja abraçar
sem desespero por ti espera?

Tenhas uma boa noite e bom fim de semana amiga Pérola, um beijo,
Eduardo.

Edumanes disse...

Corrijo:Enrolada e não enrolado!

Francisco disse...

muito bom :)

Zulmira Romariz disse...

Muito lindo pérola, ou muito bom, bjs e boa semana

Graça Pires disse...

Todo o prazer é lento... Um belo poema.
Um Natal BOM e um Ano Novo MELHOR.
Beijos.