segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Negro Profundo ( 20 )

Apesar da dor pela perda da mãe, Samara descobriu um contentamento inabitual em si. Voltara a embrenhar-se nos estudos, mas desta feita o Sol parecia sorrir-lhe. O exemplar aproveitamento escolar continuava. Contudo, acordava com uma boa disposição que a motivava.
Relembrava mais vezes do que desejava a mãe e toda a sua juventude conturbada.
No entanto, os telefonemas  de Luís deixavam-lhe o coração acelarado.
Em virtude dos irmãos Tavares se encontrarem todos a estudar em Lisbos bem como Matilde e Samara, os 'Cinco' da infância reuniam-se pelo menos uma vez por semana na cidade onde residiam no tempo de aulas, Lisboa. Era como o conforto e carinho de casa marcasse presença.
Haviam crescido juntos e sentiam-se família.
Matilde foi a primeira  a notar a alteração no relacionamento dos amigos. Sentia uma Samara mais envergonhada e um Luís, habitualmente grande sonhador, particularmente terreno e sempre preocupado com Samara.
Após a declaração de Luís, o comportamento de ambos tinha-se alterado como era de esperar.
Luís fragilizado, pela sua exposição, em tudo tentava cativar Samara. Esta deixava-se hipnotizar pelo seu amigo de sempre, porém a experiência conselhava-a prudência.
O ciclo académico acabou com aproveitamento e as pequenas férias serviriam para breve descanso e o retornar às Mimosas, lar sempre saudoso.
(continua)

8 comentários:

AvoGI disse...

Mimosas ou acácias como se diz por aqui no meu rural
kis .=)

Lilá(s) disse...

Continua? então volta amanhã...estou curiosa.
Bjs

Opinante disse...

Mais mais mais!

São disse...

Fico esperando...

Um grande abraço

Arco Iris disse...

Será que o Luis vai mesmo conquistar o coração de Samara....
Vou esperar....
Beijinhos .....

lena disse...

Olá Pérola.
Já estive a ler alguns que tinha perdido para trás e estou a gostar muito da história, muito bem escrita.
Beijinhos grandes.

Mona Lisa disse...

O receio de uma possível "descriminação", dado o teor dos sentimentos de ambos,
torna Samara, cautelosa!

Beijos.

Margarida Alegria disse...

Ai que me soube a pouco!
Mas isto está a desenrolar bem!
Continua. Já te respondi lá.Coisas de muito trabalho e pouca saúde.