domingo, 16 de dezembro de 2012

Negro Profundo ( 24 )

A jovem Samara nunca houvera sentido felicidade tão completa. Os mimos constantes do namorado e a atenção dos amigos e familiares adotados deixavam-na rendida.
Era feliz! Tão pura e simplesmente Feliz!
Bem! Lá no fundo só desejava poder compartilhar a sua alegria com a mãe ausente. Mas, talvez ela não concordasse tal como acontecia com Manolo. Já lhe houvera chegado aos ouvidos do descontentamento de seu pai. Nada que não previsse.
Aquele amor assumido fora do seu povo era considerado traição e sabia que havia dado o golpe final a uma possivel reconciliação com a sua família biológica.
Não que ela não o desejasse, mas porque eram assim os costumes e Samara teria de se acostumar ao 'para sempre' do assunto.
Uma luz radiosa, o seu amor inteiramente correspondido, assombrada por aquele negro tão sombrio e profundo da intolerância.
Por agora as férias decorriam doces, ternas e aprazíveis como nunca tinha sonhado, sequer.
Luís rodeava-a de atenções e todos os dias a surpreendia.
Era uma flor que a encantava, um passeio por recantos desconhecidos, um piqunique surpresa.
E no meio de tanto encontro, o tempo parecia sempre pouco.
Os amigos entenderam a necessidade de os sózinhos e davam-lhe privacidade embora tivessem saudades do grupo 'Os Cinco das Mimosas'. Tempos pueris aqueles.
O casal amoroso aproveitou aquelas férias para se descobrirem. E tanta exploração efetuada.
Passaram a conhecer o corpo do outro  melhor que o próprio.
Adivinhavam desejos, quereres, procurando-se incessantemente.
Até parecia desmesurado aos olhos dos mais velhos a paixão arrebatada.
O sonho acordado de Luís passou a ser Samara e este o alvo de tanto que tinha para dar e que fora obrigada a conter.
(continua)

6 comentários:

Sunrise disse...

Quando li o nome Samara lembrei-me logo do filme THE RING. Assustador! Mas gostava que houvesse um The Ring 3.

Beijinhos

Sunrise - Autora do blog THE NEW BLACK IS


http://newblackis.blogspot.pt/

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Isto promete...

Patrícia disse...

Amiga é muito intrigante essa sua história, já li o 22 e 23, preciso ler os outros, na orem certa é claro.
Aguardo seu e-mail, pra pegar o selo, viu?
Bjs

Vera, a Loira disse...

Escreves mesmo muito bem. Parabéns.

Arco Iris disse...

Está a ficar enternecedor este Amor que nasceu com eles ainda crianças...
Beijinhos

lena disse...

Olá Pérola.
Cada vez mais lindo.
Beijinhos grandes.