sábado, 13 de julho de 2013

Amor, relação e etc . . .



Quando se fala em amor a 'relação' é palavra que, quase sempre lhe vem associada. Pode existir uma sem a outra, penso que não há dúvidas. 
Lobo Antunes vem acrescentar ao par amoroso, na sua relação, uma duplicação com origem na ideia que cada um tem do outro formando, assim uma orgia: uma relação a quatro.

Não me atrevo a utilizar a palavra ménage porque a, sempre polémica, Wikipédia define-a assim:

"Ménage à trois" ou simplesmente "ménage" é uma expressão de origem francesa cujo significado originalmente denominava um domicílio habitado por três pessoas em vez de um casal. 
Sua tradução literal é "moradia a três".

Atualmente é utilizada para designar os relacionamentos sexuais entre três pessoas."



Os sentimentos podem ser considerados emoções, sensações, pensares, afetos quer no plano mental quer no físico. Pode não envolver interação, reciprocidade, trocas, partilhas ou sintonias.

Tal como o amor, tantos outros sentires  podem ser experenciados no recôndito do nosso 'Eu', sem que o ambiente com todas as suas envolvências e constituintes o entendam ou imaginem sequer.

Neste enredado 'post' (até já estou confusa), uma coisa se infere, apesar de ser do senso comum: os sentimentos não são relações. Nascem, vivem, reproduzem-se e, eventualmente, morrem dentro de nós.

Já nas relações dá-se a criação de sinergias onde a soma é sempre mais do que a adição das partes envolvidas.

Mais uma vez, a constatação de que tudo acontece e só tem existência em cada um. 
O amor mora em casa nossa, porém já não acredito na relação 'de per si'.



16 comentários:

Francisco disse...

Creio que pode haver amor/paixão sem haver relação ou vice-versa

digo eu... :)

Beijinhos

Mona Lisa disse...

Concordo com Lobo Antunes.

Uma cosa é o amor , outra a relação.

...nascem, vivem, reproduzem-se e, eventualmente, podem viver eternamente dentro de nós!

Beijinhos.

mmm´s disse...

A relação implica sempre uma ação que envolve no mínimo um eu e um outro. Os sentimentos são mais "solitários" ainda que existam em função de um objeto, sem que haja necessariamente relação.

http://www.lavarcabecas.blogspot.pt/

Cidália Ferreira disse...

Bom dia

Gostei muito do texto
Desejo-vos um excelente Domingo
Abraço

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

rosinha cruz disse...

Também concordo que são duas coisas diferentes, embora eu não consigo imaginar uma relação sem amor.
Beijinhos

emanuel disse...

Ca estou querida amiga para agradecer as suas palavras que adorei e me cativaram no meu blog ,por ca continuarei porque adorei o seu cantinho ,simplesmente divino ,beijinhos

São disse...

Concordo com OSHO.

Co Lobo Antunes, discordo. Mas sou suspeita porque não suporto minimamente a criatura nem como pessoa nem como escrivinhador.

Quanto ao post , achei-o interessante pelo tema e reflexão.

Bom resto de domingo.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Pérolamiga (Pérola + amiga)

Escrever é Amor? Escrever Amor o que é? Belo texto o que aqui me (nos) deixas. Obrigado.

Também te quero agradecer a visita à nossa Travessa, ois ela passou a ser também tua e o comentário que nela postaste.
E, enfim, já te sigo...

Qjs = queijinhos = beijinhos

Henrique

Rita Freitas disse...

Gostei muito desta reflexão.
Muito se pode dizer sobre o amor e as relações mas acho que Lobo Antunes define muito bem, pois é o que acontece na maioria dos casos.

Beijinhos.

luna luna disse...

amor, relação, podem estar juntas ou viverem simplesmente em nós, mas daria pano para mangas pois cada um de nós falara a sua verdade o que esta no seu sentimento
beijinhos

Irmãos de luz disse...

Grande foto do Osho!
: )

✿ chica disse...

Belo e reflexivo texto! Bjs praianos,chica,obrigado pelo carinho!

APENAS PALAVRAS disse...

Felicidade não se acha se constrói e a tempo uso dizer que o fator de uma relação duradora entre dois seres se da por ambos serem bons perdoadores e ponderar na fraqueza do outro na quilo que podemos facilmente falhar-mos caso não usemos de empatia...Desta forma a vida conjugal visa prosperar no campo elementar daquilo que desejamos no campo da felicidade a dois, ou num todo....Deixo meu carinhoso carinho e apareça mais vez no meu e no seu agora blog.....www.uanderesuascronicas.blogspot.com

APENAS PALAVRAS disse...

Felicidade não se acha se constrói e a tempo uso dizer que o fator de uma relação duradora entre dois seres se da por ambos serem bons perdoadores e ponderar na fraqueza do outro na quilo que podemos facilmente falhar-mos caso não usemos de empatia...Desta forma a vida conjugal visa prosperar no campo elementar daquilo que desejamos no campo da felicidade a dois, ou num todo....Deixo meu carinhoso carinho e apareça mais vez no meu e no seu agora blog.....www.uanderesuascronicas.blogspot.com

Maria disse...

E sinto-me sobretudo tentada a concordar que numa relação de dois há sempre quatro!!!
Bjs
Maria

Cláudia disse...

Concordo plenamente.
Não é por haver amor que há uma relação e pode haver relações sem amor... Aquela imagem inicial diz tudo.

Adorei.

Beijocas