terça-feira, 30 de julho de 2013

No Amor


Porque me chamas de amor
se sabes que morro no som de cada letra?

Porque me dás amor
se conheces a minha dependência doentia?

Porque me fazes amor
se tens a noção do meu desfalecimento?

Porque me salpicas de amor,
em gotas que escorrem do teu toque, se me afogas?

Porque me silencias em beijos de amor
se sabes que me é premente falar outras linguagens?

Toma-me como teu amor
na inteireza de mim.

Nada deixes de fora
na ânsia do amor.



12 comentários:

emanuel disse...

Um belo poema de amor,um sentimento puro e verdadeiro e as vezes ate doentio tal e a ansia de vive-lo intensamente a cada segundo que passa ,beijinhos

Francisco disse...

Que belo poema acerca do amor :)

Beijinhos

Cidália Ferreira disse...

Belíssimo
Adorei
beijinho

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

✿ chica disse...

Muito lindo,Pérola! beijos,chica

Raul Campani disse...

Lindas palavras, Pérola. O amor é tudo e tem que vir com tudo!

Kate disse...

Adoro! :)

Mona Lisa disse...

Magnífico, sentido e intenso poema de amor.

Beijinhos.

luna luna disse...

difícil encontrar a felicidade no amor
beijo

Arco Iris disse...

Sempre presente esta linda palavra AMOR...
Num belo poema.
bjs :)

Ulisses Borges disse...

denso como o chão do mar.

Irmãos de luz disse...

O amor é lindo!
:)

O Blog da S. disse...

Belo texto, Pérola querida.

No amor temos que levar o que de bom e de mau há em nós e na outra pessoa.

Beijinho.