sexta-feira, 12 de julho de 2013

No Reflexo !



No reflexo atrevo captar-me.

Sou miragem imaterial, desfocada.

 A oscilação da água desfigura a imitação.

Na comparação com a realidade as diferenças são inexistentes.

De essência volátil sou fada incorpórea.
Tal como no reflexo.

Criatura frágil, composta de sonhos e alimentada na fantasia.

Vagueio em estados liquidos evaporando-me a gosto.

Voo na plenitude de mim.

Respiro sentindo o aroma da vida que me convida.

Aconteço na trama de guiões improvisados.

Acolho vontades e desejos  que me pontapeam no ventre.

Floresço na dor da semente que me rompe a alma.

Sustento corpo de mulher impermanente.

Concebo outros olhares, novos mundos,
em personagem inteira.

Individualizo-me na demanda do núcleo primordial do entendimento.

Na ausência da limitação teimo na visualização cuidada . . .

 . . . no Reflexo!



7 comentários:

Ana Tapadas disse...

Minha amiga, é no reflexo que tudo se torna visível...até aquilo que ocultamos...
Lindo.

Beijinho

Francisco disse...

Que belo reflexo :)

Beijinhos grandes e bom sabado :D

Cidália Ferreira disse...

Bom dia

Maravilho poema, para reflectir também.

beijinho, bom sábado
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

✿ chica disse...

Quanto podemos ver nos reflexos... Lindo! Bjs,chica

✿ chica disse...

Quanto podemos ver nos reflexos... Lindo! Bjs,chica

Merlin Magiko disse...

Muito linda a tua poesia! Parabéns!

Rita Freitas disse...

Muito bonito, com uma mensagem forte.

Gostei imenso deste reflexo tão profundo.

Bjs