quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Cobiço-te . . .



Cobiço-te o ímpeto inesperado
de apetites gulosos.

Cobiço-te as ondulações gemidas
do corpo firme que serpenteia.

Cobiço-te a atrevida exploração
em contornos meus.

Cobiço-te os beijos incontáveis
de boca sofrêga em humidade saborosa.

Cobiço-te os músculos endurecidos
em tensão de desejos inatos.

Cobiço-te a pele suada
de tapete orvalhado de mim.

Cobiço-te a antecipação indisfarçável
nos teus olhos provocadoramente bailarinos.

Cobiço-te as ausências adivinhadas,
presentes orgásticos e sonhos desregradamente ousados.

Cobiço-te os estremecimentos de amor
em rituais sem tempo.

Cobiço-te o vulcão saciado
em erupção de prazer desmesurado.

Cobiço-te . . . porque me apeteces !



13 comentários:

M D Roque disse...

É realmente... Apetecível. :)

Observador disse...

Um desejo bem patente na escrita.

Cidália Ferreira disse...

Ui que maravilha.
até eu fiquei cobiçada.. porque amei ler.. Lindo lindo..
Parabéns.

beijo
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Francisco disse...

Muita vontade de cobiçar mesmo :)

Beijo

Mona Lisa disse...

Um poema que devia descrever a realidade e não a fantasia.

Beijinhos.

Maria disse...

E a mim só me resta cobiçar a tua capacidade de escrita!
Bjs
Maria

► JOTA ENE ◄ disse...

"Onde há homens, há cobiça."

Opss... será que disse alguma (in)verdade ?

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Quanto desejo e sensualidade escorre deste poema lindo. Adorei como sempre.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

emanuel disse...

Um lindo poema cheio de ternura e sensualidade ,com final puro de extase ,beijinhos

Mira disse...

Pérola, cada vez que visito o blog
saio maravilhada, você amiga é mesmo
uma poetisa 5 estrelas, parabéns
bom fim de semana beijo

J. disse...

como eu adoro ler estas palavras repletas de desejo, faz-nos sentir mais vivos e perto da nossa essência humana

mmm´s disse...

Cobiço-lhe as palavras :-)

Canto da Boca disse...

Uma cobiça que finda numa explosão de sentidos, e recomeça sempre outra vez... Uma cobiça infinda!

;))