sábado, 10 de agosto de 2013

Sem Pudor




Despudoradamente Sou:

palavra obscena em livro sagrado;

cena pornográfica em filme de vergonhas;

manteiga escorrida na gula do pão acabado de cozer;

hormona perfumada na hipnose animal;

nudez apetecida em mundos vestidos;

mão atrevida em explorações virgens;

boca desenfreada na busca de ti;

corpo alimentando-se no limbo da desejo faminto;

língua universal em viagem transcontinental;

brincadeira ousada em manipulações eróticas;

tempestade húmida em tempo seco;

curva tentadora em planos geométricos.

Tão somente eu, sem convenções no politicamente correto.

Onda em vaga de prazer desprovida de marés.

Lua escura no esconderijo do querer, sem pudor !



13 comentários:

Observador disse...

Sem pudor, digo que gostei.

Bjs e bom fim de semana.

emanuel disse...

Tudo nesta vida e olhado com um certo sem pudor ,talvez tudo aquilo que foge da rotina seja o fruto mais apetecível ,gostei muito apetecível quanto baste ,beijinhos

edumanes disse...

Sem Pudor
Sagrado, vergonha, cozer
Animal vestidos,
Virgens , de ti, faminto
Transcontinental.
Eróticas, seco, geométricos
Politicamente correcto de
Marés sem amor!

Teu poema é giro
Com ele fiquei a girar
Depois de o ter lido
A palavra amor não constar!

Boa noite, obrigado pelas visitas,
um beijo
Eduardo.

Kate disse...

Está claro mas está incompleto. Para mim é uma outra face do amor, que eu não consigo negar. Não vou fingir que não existe um desejo enorme.
Mas também existe uma parte muito pura, quase inocente, até ouso dizer.. mágica, que vim a perceber que prevalece sobre todo o resto.
Com este pequeno poema quis apenas desabafar.. e pedir concretização. Porque o sentimento também precisa de consumação para crescer e evoluir para esse eventual compromisso. Eu não tenho medo de nada :)
Obrigada. Eu também espero mesmo que sim. Não quero deixar isto morrer.
bjinho

Mariposa Colorida disse...

Um lado que todos devemos ter.

ॐ Shirley ॐ disse...

Ser autêntica é muito bom...Pérola, beijos!!!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

...e apetece-me perguntar:
- o que é isso do pudor...???
O homem é constituído de muitas coisas. As naturais são as melhores.
A pornografia está nas mentes sujas e viciadas que tendem a vender o corpo alheio explorando-o até que morra na podridão...

Sónia M. disse...

Um poema despudoradamente belo!

Beijo :)

Sónia M. disse...

Um poema despudoradamente belo!

Beijo :)

Magia da Inês disse...

Sem pudor.

Bom domingo!
Ótima semana!
✿·.¸.• Beijinhos do Brasil
♪✿°•.¸

Francisco disse...

muito bom e sem pudor nenhum :)

Beijinhos

ONG ALERTA disse...

Somos humanos...
Beijo Lisette,

AC disse...

Este poema está muito bom... adorei, e sem pudor digo-te que escreves muito bem, cada vez melhor.

Beijinho**