segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Na impossibilidade




Passas ao longe,
acenas-me com um sorriso.

Prende-se-me o olhar em ti.

São instantes mágicos
onde moram recordações.

No teu andar
recordo o corpo atrevido,
arrepios brincalhões
e boca ávida.

O tempo suspende-se nas passadas
que parecem arrastar-se para lá do instante.

No desaparecimento do Mundo,
ficámos Tu e Eu.

Viajantes do tempo,
aventureiros foragidos,
retomamos novo voo visual.

Adivinho-te o desejo,
evoco o físico
e quedo-me em suspiros.

Passas . . .  e não te posso tocar.



30 comentários:

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Vengo del Blog de Evanir y me ha encantado tu Rincón, por lo cual, si no te importa, me gustaria ser seguidor de tan Bello y Mágico Espacio.
Abraços.

desabafosdelluz disse...

espero que o meu blog não comece a ter problemas :x

Ghost e Bindi disse...

Boa noite Pérola!
O amor encontra um jeito de tocarmos o intocável, medirmos o incomensurável...só o amor é capaz do impossível...
Um abração!

Bíndi e Ghost

Vera, a Loira disse...

Lindo, lindo, lindo.

edumanes disse...

Passa, não lhe podes tocar!
Na impossibilidade
Te contenta só de olhar
Não fiques triste
Com certeza irá voltar!

Lindo como sempre,
Parabéns poetisa
A saudade não ausente
Te faz mais bonita!

Boa noite, um beijinho
Eduardo.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Também podemos tocar com m simples olhar...
Beijos

Francisco disse...

Adorei este teu poema, :)

Beijinhos

Zilani Célia disse...

OI PÉROLA!
LINDO DEMAIS.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

✿ chica disse...

Muito lindo,inspiração DEZ! beijos,chica

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Pérola

Poema maravilhoso!!

Beijinho

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ives disse...

Não podes tocar o que vai em miragem, mas pode tocar o que é real e em vontade! abraços

Fernanda Bender disse...

Ficaram apenas as recordações... na impossibilidade de vivê-las no momento presente...
Belo texto!!
Tenha um ótimo dia, beijos!!

Dorli disse...

Oi Pérola
Linda inspiração poetisa!
Beijos
Lua Singular

Daniel Andre disse...

Bom dia Pérola!
Lindas palavras. Recordar é viver, e na falta, fechemos os olhos, e lembremos dos bons momentos. Muito lindo e tocante. Parabéns !

Tenha uma ótima terça feira,
Fique na paz,
Dan.
http://gagopoetico.blogspot.com.br/

Farruskinha disse...

Adorei o poema...
Dificil ver passar e não poder tocar, suspiro...!!

lena disse...

Olá Pérola.
Lindo e inspirador.
beijinhos grandes.

Bell disse...

às vezes não podemos tocar com as mãos mais podemos tocar o coração das pessoas com pequenas ações.

bjokas =)

Diana disse...

Às vezes, é tão bom ficar desaparecida!

mmm´s disse...

Tocamos com os olhos da alma!

Laura Santos disse...

Existiu um sorriso, um desejo...no entanto não existe o toque de um corpo outrora atrevido.
Um poema muito bonito a jogar na contradição.
xx

Maria disse...

E mais uma vez vou daqui envolvida na magia das palavras ainda que duvide da impossibilidade dada a variedade das formas de tocar...!
beijinhos
Maria

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Oi Perola,há uma sensibilidade incrível em cada palavra do seu poetar.
Adorei.
Obrigada da visita e comentário.
bjs amiga
Carmen Lúcia-mamymilu

José Carlos Sant Anna disse...

Um presente que faz lembrar o ontem e sonhar com o amanhã.
beijo, Pérola!

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá,
Poema incrível com belas palavras de amor e saudade.

Abraço

ag

quem és, que fazes aqui? disse...


Talvez seja melhor assim! Fica-se pela poesia.

Um beijo

Laura

Magda Carvalho disse...

Adorei o texto *.*

Ana Tapadas disse...

É bom encontrar lirismo em dia cinzento...

Beijinho

Mona Lisa disse...

O olhar também toca e ama...

Que luxo de poema!

Beijinhos.

emanuel disse...

Recordaçoes que o tempo reclama em saudade ,sempre maravilhosa muitos beijinhos

Ana Mafalda Osório disse...

Que texto lindíssimo! :ooo

Blooming Flowers in July. ✿