quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Do Nada !



Esta coisa  do Nada, da não-existência, em oposição ao Tudo, confunde-me.
Afinal, que é Nada?
Usamos a palavras com muita frequência e nos mais variados sentidos.
Um zero transportado para vida real?
Não creio.
Pois até na matemática tem a sua função, sendo fundamental nesta ciência.
O Nada do Vazio?
Do vácuo?
E, serão estes alguma coisa?
Parece-me que sim.
Pois, se até têm denominações e ocupam espaço, real ou metafórico.
No seio  destes pensamentos, mais ou menos filosóficos, não pretendo ser Nada aborrecida.

Existo!
Não consigo ser Nada.
Porém, também não consigo ser Tudo.



23 comentários:

Bell disse...

Uma ótima reflexão para começar o dia.

bjokas =)

DIOGO_MAR disse...

O nada não existe, até mesmo quando achamos que a nossa vida, é uma mão cheia de nada!
Até que a mais fina areia nos escape por entre os dedos, algum grão fica.
O grão da vida!

ABRAÇAÇO!

http://diogo-mar.blogspot.com/

Laura Santos disse...

Nada será sempre alguma coisa. E até o zero é alguma coisa, e até pode significar muito à direita de outro qualquer algarismo...;-) O Nada ocupa espaço, e às vezes tanto , que basta perguntar ao nosso sentimento de vazio, ou olhar para uma casa vazia.
Não foste Nada aborrecida, o que também é ser alguma coisa. O Nada pode ser tanto, e o Tudo nunca saberemos o que é.

Dorli disse...

Oi Pérola
Não podemos nunca ser "um zero à esquerda".
Beijos
Lua Singular

Ovelha Flor Guerreira disse...

Um nada já é algo. Nada!

Maria disse...

E já reparaste que Tudo é na verdade Nada???? :)))
Beijos queridíssima amiga!
Maria


PS. Esta era mais uma discussãozinha para o face...verdade??? Tenho andado sem tempo para passar por lá!!!

Marta Vinhais disse...

A vida é feita de equílibros.
Contrastes e em nada aborrecida...
Obrigada pela visita...Espero que voltes...
Beijos e abraços
Marta

José Carlos Sant Anna disse...

O Nada é tanta coisa e coisa nenhuma que nos confunde mesmo. Quem sabe os médicos não inventam uma bula para que saibamos usar o Nada em doses homeopáticas? Mas destes um tratamento ao Nada que dispensa a medicina e cativa a poesia.
Beijos, Pérola!

São disse...

"A Natureza tem horror ao vazio", consequentemente o Nada não existe...

Boa reflexão.

Abraços

Mona Lisa disse...

Nada é simplesmente a ausência de algo...

Beijinhos.

Ricardo- águialivre disse...

De facto dá que pensar: O que é nada? é nada e pronto

Deixo abraço amigo
*****************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Arco-Íris de Frida disse...

Nada... tudo... de certo modo talvez sejam a mesma coisa... quando o nada é tudo que alguem tem...

Beijos...

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Sem dúvida uma questão filosófica ;)

bjinho amigo

manuela carvalho disse...

Questões transcendentais à parte, o seu blog convenceu-me! Gostei:) Manuela

Cidália Ferreira disse...

Eu acho que sou um pouco de nada e um pouco de tudo!! Gostei de ler

Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Diana Fonseca disse...

É uma questão interessante, sim.

Ana Tapadas disse...

E por louvarmos Epicuro...não cremos no nada, pois vivemos.

Beijo

Jeanne Geyer disse...

O vazio seria um espaço em que não houvesse sequer matéria, campos (não gravitacionais) ou radiação. Mas no vazio haveria ainda o espaço, isto é, a capacidade de caber algo, ainda que não houvesse nenhum objeto para preenchê-lo. Todo o espaço, mesmo que não contenha matéria, é preenchido por campo gravitacional.
No nada não existe nem o espaço, isto é, não há coisa alguma nem um lugar vazio para caber algo. O conceito de nada inclui também a inexistência das leis físicas que alguma coisa existente obedeceria, dentre elas a conservação da energia, o aumento da entropia e a própria passagem do tempo. Sendo o espaço o conjunto dos lugares, isto é, das possibilidades de localização, sua inexistência implica na impossibilidade de conter qualquer coisa. Isto é, não se pode estar no nada. O nada é, pois, um não-lugar.
fonte: http://pt.wikipedia.org/wikiNada Surf

sem saber de física, há muito tempo escrevi: Melhor do que nada, no vazio sempre haveria a esperança.

Vazios podem ser preenchidos... temos no inconsciente todos os saberes, basta libertar a mente

emanuel moura disse...

Lindo momento de reflexão ,um vazio que nos assola a alma ,muitos beijinhos

Cláudia disse...

Bem pensado =)

Beijocas

Beatriz Bragança disse...

Querida Perola
O seu blog esta cada vez melhor!
Fiquemos no meio-termo.E ai que esta a virtude(Ainda nao consigo acentuar palavras)
Gostei imenso de ler as suas filosoficas reflexoes!
Bom fim de semana.
Beijinhos
Beatriz

► JOTA ENE ◄ disse...

Primeiramente, referir que gostei do novo 'layout'.

Quanto ao nada, apenas citar algo que sempre ouço... "Do nada, nada vem; e ao nada, nada pode reverter."

Beijo!

Little Kat disse...

gostei do teu cantinho... obrigada pelo comment e por seguires. beijo