terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Saudades . . .



Tenho saudades, amor...
Da ilha que fomos,
do mundo só nosso.
O passado aviva-se em recordações doces, 
sabores gulosos que o paladar não esquece.
Arrepia-se-me a pele na lembrança das tuas mãos,
desperta o meu corpo em suspensos afagos.

Tenho saudades amor...
Da floresta densa que nos escondeu,
dos emaranhados onde nos perdemos.
O meu olhar procura o teu em sofreguidão delinquente,
evocação ressurgida em mim.
Sou espera impaciente 
de vagares demorados.

Tenho saudades, amor...
Embarca no desejo,
faz-te ao caminho
e toma-me como Norte.


34 comentários:

Manuel Luis disse...

Coisas nossas que deixam saudades, um sentimento inevitável.
As ilhas não existem mais, viver em comum é cada vez mais difícil, talvez por isso temos essa saudade!
Bj.

edumanes disse...

Saudades quem as não tem...
Dos amores desperdiçados
Procurados por outro alguém
Que os não deseja ver abandonados.

São, talvez, ilhas desertas?
Onde habitam as loucuras
Tem cuidado, não te percas
Nas tuas loucas aventuras...

Um abraço para ti Pérola.
Eduardo.

Opinante disse...

Uuuu... avassalador!

Bell disse...

Sdd é um dos sentimentos mais complexos de se ministrar. Ela chega sem pedir licença e vai embora qdo quer e se quiser rs...


bjokas =)

Margareth Gervason disse...

Lindo, sento que saudade é a dor mais doída da vida
Obrigada pela visita
Ótima terça-feira para vc!
Beijos Coloridos!♥♥♥

São disse...

Saudades do que se tem à mão, são piores do que que aquelas que se sofrem por aquilo que está longe...

Que tenha um dia com mais luz do que este aqui

São disse...

Saudades do que se tem à mão, são piores do que que aquelas que se sofrem por aquilo que está longe...

Que tenha um dia com mais luz do que este aqui

LUZ disse...

Olá, Pérola!

Recordar é sempre bom, e é também viver, como diz a canção, mas o melhor é acontecer, de novo, para depois recordar e viver, outra vez.

O poema da menina, deixou-me, "baralhada", daí o meu comentário, acima, cheio de trocadilhos.

Que interessam os pontos cardeias, colaterais e intermédios, quendo já estamos desnorteados/as?

Dia feliz, sem pensarmos neste horrível tempo.

Beijos da Luz.

Ovelha Flor Guerreira disse...

Também tenho tantas saudades...

Arco Iris disse...

Lindo !.....
Um sentimento que está sempre presente.
Beijinhos

Ricardo- águialivre disse...

Existem coisas que não queremos lembrar mas, felizmente, que existem outras que estão dentro do nosso coração e queremos sempre lembrá-las.
E quem não sente saudades de coisas boas???

Deixo abraço
***************************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Laura Santos disse...

É tão bom sentir que se é o norte de alguém, e quando se deixa de ser fica essa saudade...
Belo poema, Pérola!

JP disse...

Assim orientado, o amor não se perde...sempre bonito o que escreves.

Beijinho

manuela barroso disse...

O emaranhado de emoções numa ilha onde os afagos de luz se misturam com o afagos dos afetos, tornam esta poesia um ponto cardeal!
Parabéns querida amiga
Bom Ano
mui bjis

Catarina Nóbrega disse...

As saudades são terríveis!

r: é verdade :) críamos amizades verdadeira aqui sem dúvidaa! Muito obrigada, beijinhoss ** ♥

Francisco disse...

Adorei, Divinal

Beijinhos

Cidália Ferreira disse...

Ai as saudades.... Eu sou muito saudosa...

Amei este poema,onde me encontrei..

Parabéns

beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Diana disse...

Ai essa saudade, ai!

Mona Lisa disse...

De saudades é feita a vida!

Magnífico poema.

Beijinhos.

Mona Lisa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
M D Roque disse...

A saudade é o combustível do amor. . Bonito Pérola, beijinho. D.

Mira disse...

Saudade, palavra bem portuguesa e
bem sentida, é cantada, é declamada,
e continua sendo algo etéreo,
esta saudade saiu da joalharia da
Pérola, donde saem joias bem lapidadas, beijos querida

emanuel moura disse...

Saudades de um viver intenso de um grande amor passado mas tao presente nas nossas memorias ,recordar e viver ,muitos beijinhos

emanuel moura disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Andre disse...

Boa querida Pérola !
Muito doce a sua escrita, e deixou-me com saudades de amores que já se foram em minha vida. Uma vez eu li, que saudade é o amor que fica agarrado em nós. Será mesmo ? O importante é que a poesia, a sua especialmente, nos faz viajar em momentos inesquecíveis, seja numa ilha, numa troca de olhares, numa noite de amor etc...

Muito lindo, e parabéns viu querida ? Ah, e um ótimo 2014 para você de muita paz e prosperidade.

Do amigo,
Dan.
http://gagopoetico.blogspot.com.br/

Cláudia disse...

Essas coisas para deixarem saudades, é porque foram mesmo boas e marcantes =)

Que bom =)

Beijocas

jrd disse...

Tendo uma pérola como bússola, o rio correrá doce e tranquilo até à foz.

Ana Tapadas disse...

Ilhas mágicas feitas poesia...sempre as queremos rever...

Beijo

O tempo das maçãs disse...

E depois de tudo, fica a saudade...

Sempre belo, Pérola.

Beijinho.

José Carlos Sant Anna disse...

Ter saudades é intensificar as lembranças como o fizestes tão rica e liricamente, revivendo-as como se presente fosse. E como é bom ter lembranças boas... Um belo poema e intenso.
Beijos,

la joie de vivre! disse...

que lindo! :') já estou a seguir o blog*

La Joie de Vivre!

Arco-Íris de Frida disse...

So temos saudades daquilo que um dia nos fez feliz...

Beijos...

Beatriz Bragança disse...

Querida Pérola
Que convite mais maravilhoso faz ao seu amado!Tenho a certeza de que é irresistível!
Saudades de um tempo bom, que pode voltar a viver!
Beijinho
Beatriz

© Piedade Araújo Sol disse...

que seja norte ou desnorte, mas que tente apaziguar a saudade entranhada no sentir ....

:)