domingo, 21 de dezembro de 2014

Por acontecer


Tinha aquele olhar
de menina perdida,
orfã de sonhos ausentes.

Na mão um punhado
de promessas abandonadas
em ecos de outros tempos.

Cabelo perfumado
nas pétalas outrora floridas,
era o rasto do desejo por cumprir.

O queixume de si
rompia em pranto solitário,
em desagrado do não acontecer.

13 comentários:

✿ chica disse...

Tristes e lindas tuas divagações! Que tenhas um Feliz Natal e tudo de bom em 2015 ,que possamos estar sempre ,com alegria, saúde, por aqui nos encontrando! bjs, chica

Patrícia disse...

Pérola, ficou lindo, vc é demais, cheia de inspiração rsrsr...
Desejo desde já um Feliz Natal pra vc e sua família e que 2015 seja um ano cheio de vitórias. Bjs e até o ano que vem :D
*PS.: Esse é o link CLIQUE AQUI dos quadrinhos, passe lá pra ver depois, ok!

Arco-Íris de Frida disse...

Perola... venho lhe desejar um feliz Natal... que ele seja para vc e os seus cheio de amor e paz... e um ano novo de conquistas...

Beijos...

Nidja Andrade disse...

Que lindo Pérola!
Te desejo um Natal de muita saúde, paz e amor!...
AbraçO

Andreia Morais disse...

Magnífico! Não me canso de dizer que és brilhante *.*

Beijinhos*

Laura Santos disse...

Às vezes é assim...espera-se, espera-se e nada do que se sonha acontece.
Belo poema, Pérola!
xx

Edumanes disse...

Pérola escreveu,
suas palavras estive a ler
porque já aconteceu
não está por acontecer!

Não deixa ficar lá fora,
estas simples palavras
por favor abra a porta
não são promessas falsas!

Um beijo.

Maria Silva disse...

Poema sensitivo servido por uma belíssima imagem. Lindo!
Beijinho.

emanuel moura disse...

Simplesmente belo querida amiga Perola ,desejo-lhe um Santo e Feliz Natal junto de todos quanto voce ama ,muitos beijinhos no <3

Maria Eu disse...

Ficou a menina dentro de si enquanto os sonhos foram fugindo...

Beijinhos Natalícios, Pérola! :)

Guaraciaba Perides disse...

sempre há um novo dia, uma nova aurora, um novo amor que valha a pena a espera.
um abraço

José Carlos Sant Anna disse...

Essa menina de olhar perdido ainda há de encontrar insone nos meios dos trigais ou pelas pradarias nuvens que acolherão no seu colo...
Beijos, Pérola!

Agostinho disse...

Há-de vir um príncipe que a encantará.