sexta-feira, 11 de março de 2016

Partilha III


Confidência
"Diz o meu nome
pronuncia-o
como se as sílabas te queimassem os lábios
sopra-o com suavidade
para que o escuro apeteça
para que se desatem os teus cabelos
para que aconteça

Porque eu cresço para ti
sou eu dentro de ti
que bebe a última gota
e te conduzo a um lugar
sem tempo nem contorno

Porque apenas para os teus olhos
sou gesto e cor
e dentro de ti
me recolho ferido
exausto dos combates
em que a mim próprio me venci

Porque a minha mão infatigável
procura o interior e o avesso
da aparência
porque o tempo em que vivo
morre de ser ontem
e é urgente inventar
outra maneira de navegar
outro rumo outro pulsar
para dar esperança aos portos
que aguardam pensativos
No húmido centro da noite
diz o meu nome
como se eu te fosse estranho
como se fosse intruso
para que eu mesmo me desconheça
e me sobressalte
quando suavemente
pronunciares o meu nome."

Mia Couto

16 comentários:

Mona Lisa disse...

Mia Couto no seu melhor.
Enquanto lia o poema,pensei que era teu. Podia ser teu!

Obrigada pela partilha.

Beijinhos.

Cidália Ferreira disse...

Fantástica escolha! Parabéns

Bom fim de semana
Beijos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Crocheteando...momentos! disse...

Adoro o Mia...e sua escolha é belíssima!
Bj amigo

Francisco disse...

Gostei muito ;)

Beijinhos

emanuel moura disse...

Linda partilha querida amiga ,desejo-lhe um lindo e maravilhoso fim de semana ,muitos beijinhos

Mariangela do lago vieira disse...

Que linda escolha amiga, gostei muito!
Uma boa noite!
Beijos,
Mariangela

Elvira Carvalho disse...

Mia Couto sempre intenso e belo.
Obrigado pela partilha
Um abraço e bom fim de semana

Guaraciaba Perides disse...

Um sentimento apaixonado...que eu me surpreenda e ao mesmo tempo me reconheça em ti...lindo, lindo,lindo!
Um abraço

Andreia Morais disse...

Adoro ler Mia Couto!

Elisabete disse...

Um belo poema de Mia Couto.
Bjs

ReltiH disse...

LINDO TEXTO. GRACIAS POR COMPARTIR.
ABRAZOS

Bergilde disse...

Bonito,forte e intenso como os seus também.Bela partilha de um dos meus autores contemporâneos favoritos!Bjos,bom começo de semana aí!

Cláudia disse...

Pensava que o tinhas escrito =)

Muito bonito =)

Beijocas

Pedro Coimbra disse...

A escrita de Mia Couto é sempre de uma beleza ímpar
Boa semana

Graça Pires disse...

Espectacular o poema de Mia Couto. É sempre tão bom lê-lo...
Um beijo.

Aninha Ferreira disse...

conheço pouco mia couto, mas tou a ver que devia conhecer mais, este poema e fantastico