quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Clara Schumann



1819-1896

Tendo O Google celebrado a aniversário de ilustre artista, não posso deixar de assinalar o facto,
Ainda por cima sendo mulher e a vida lhe ter sido dificultada pelo facto.

O essencial:
Nasceu de nome Clara Wieck.
Filha de pais músicos que se divorciaram quando Clara tinha 4 anos tendo o pai ganho a custódia da menina.
Com uma brilhante carreira, compôs e apaixonou-se, na adolescência, pelo aluno de seu pai, Robert Schumann.
Relação proibida que culminou, após batalha judicial, no seu casamento com 21 anos.
Outros tempos...
Os Schumann encetaram uma carreira conjunta e bastante promissora.
Contudo, as 8 gestações (são muitos meses grávida e a tratar de bébés) levaram-na a relegar a própria carreira e servir de suporte ao marido com tendências depressivas.
As crises do marido agravaram-se e levaram ao seu internamento e posterior morte.
Clara teve de suportar a família dando apresentações e aulas.
A partir daí, com maior liberdade a sua carreira ganhou asas, desenvolvendo-se e dando concertos.
Dizem as más línguas que teria um romance com Brahams.
A verdade é que mantiveram amizade até ao fim da sua vida mantendo uma colaboração estreita já que ambos partilhavam dos mesmos gostos.

Com este vida repleta, digam-me lá porque não se fala mais da Srª Clara Schumann?
Parece-me que estamos perante uma artista ímpar para além de mulher plena.
Uma inspiração!

Deixo-vos com uma composição dela:



Gostaram?




14 comentários:

Tétisq disse...

Grávida 8 vezes! Credo! Mas pelo menos continuou a tocar. Eu tenho a impressão que já não encontraria o Dó no teclado, estive recentemente num coro e ler as pautas era um custo...enfim ficou-me o apuro de ouvinte...gosto muito da Senhora.

Cidchen disse...

Não sabia quem era a Sra., e graças a este texto que fiquei a saber quem ela era. Obrigada. :)

Princesa Tagarela disse...

Muitoo !!

:)

Cristian Lisandru disse...

Good evening, Perola, thanks for the article and for music. With respect.

Nix disse...

Por acaso, não a conhecia! (:

Vic disse...

Acho mesmo que o grande músico era o marido. Ela nunca foi muito reconhecida. Outros tempos, em que o papel da mulher se resumia a ser parideira, e fazer trabalhos menores :)

✿ chica disse...

Que belo post e homenagem!beijos,chica

J. disse...

só o teu blog para nos trazer estas maravilhas, gosto deste género de posts :)

Maria D Roque disse...

Fibra; arte, e sensibilidade... mulher. Beijinho. Adorei

Mona Lisa disse...

Só uma MULHER sensível e decidida compõe e dedilha com tanta ALMA!

Obrigada pela partilha.

Beijos.

AvoGI disse...

nao a conhecia mas é de fibra
kis :=)

Lilá(s) disse...

Gostei e admiro muito! excelente homenagem.
Bjs

Francisco disse...

Gostei muito :)

Bjs

Flor Guerreira disse...

Grande mulher!!! Só isso!