sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Que Calor ☀ ! ! !



Querido Diário,


Com as previsões a apontarem para temperaturas a aquecerem os termómetros para além dos 40º resolvi procurar a frescura marítima.
De bikini já vestido, enfiei o vestido de alças, bem leve, e de fresquidão encerrada em recipiente apropriado, atrevi-me até à beira-mar.
O areal morno massajava os pés descalços, saudosos de tais mimos.
Procurei poiso ligeiramente inclinado, bem juntinho da zona de rebentação. 
Sabes como gosto de sentir os salpicos das brincadeiras das ondas.
O dia mostrava-se luminoso e nada fazia prever as tais temperaturas abrasadoras que a meteorologia teimava em repetir nos locais informativos.
Entre visitas ao mar, com arrepios pelas gotículas salgadas que me enfeitavam ao refletirem a luminosidade solar, os passeios sem destino onde apanhava conchas e búzios que a maré me presenteava, o tempo decorria.
Num dos momentos de 'relax, lendo viciante autor... já sabes como sou quando me entusiasmo pela leitura...de difícil contenção, eis que começo a sentir ardor invulgar. 
Um calor incendiário.
Procuro o protector, guardado na geladeira, e em forma de spray, refresco-me ao mesmo tempo que acarinho a minha pele. 
Queimaduras são para evitar a todo o custo. Sei que concordas comigo.
Apesar do 'Pilates' que tanto tem contribuído para o meu bem estar físico, há certas zonas do meu corpo a que não consigo chegar com as minhas esforçadas mãos. Limitações.
Sondo em volta buscando alguém disposto a socorrer-me em tarefa simples.
A uns escassos metros olhei para o  meu vizinho de toalha e território da orla, um rapaz pela minha faixa etária, mais ano menos mês ou vice -versa.
Não é meu forte adivinhar idades, já sabes.
Sem problemas pedi-lhe assistência nesta minha incapacidade de espalhar o spray por  todos os centímetros do meu orgão maior.
Com um sorriso, levanta-se sem pressas.
Reparei na sua altura, deitados somos mais nivelados, não achas? 
Para além disso, o corpo movimentava-se harmoniosamente, bem constituído, sem nada a apontar. Até do calção desportivo gostei.
Passei-lhe o spray. Ele reparou na sua temperatura fresquinha. Geralmente estão quentes, as pessoas têm-nos à mão. Não é o meu caso, como já to disse.
Com mãos duma suavidade indescritível começa a espalhar o liquido. Não sem antes me borrifar por inteiro o que me arrepiou. Afinal o produto estava gelado.
Ainda lhe tentei explicar que só não alcançava certas zonas...
Novo sorriso.
Indiferente às minhas indicações, passeou-se pelos meus ombros, costas, desceu nas costas. Empenhou-se nos braços e nem esqueceu as minhas mãos, afinal também têm pele.
Desconheço se a temperatura exterior me elevou a interior. Dos normais 37,5º comecei a sentir-me entrar em ebulição. Fiquei febril.
 A sério! Não acreditas?
Um incêndio interior ateara-se e espalhava-se rapidamente a todo o meu ser. Inflamara-me.
Precisava de socorro. talvez dos bombeiros...
Incapaz de me mover, o 'meu' auxiliador compenetrava-se na total proteção da minha cútis.
Entretanto descera às coxas e zelozamente prosseguia, dando integral cumprimento ao meu banal pedido.
Sem informar, guardou o protector na fresquidão resguardada e sentou-se na ponta da minha toalha.
Olhando o azul da água perguntou-me se não tinha calor, porventura o queria acompanhar num mergulho.
Completamente incandescente só tinha uma resposta possível. Corremos lado a lado nos escassos metros que nos separavam do oceano.
Mergulhámos e agarrou-me pela cintura.
A febre não tinha descido. Penso que piorara.
Agarrei-lhe a mão e conduzindo-o até às toalhas, enfiei o vestido por cima do corpo ainda molhado e . . .  trouxe-o para casa.
Meu amigo diário, que querias que fizesse?
Bem sei que todo o cuidado é pouco com estranhos.
Porém, nunca o senti como um intruso.
Os olhos demonstravam uma ternura nunca vista.
Li-lhe confiança.

Pois...desta vez para além das habituais pedrinhas e conchas trouxe um tesouro maior.
Faz-se tarde. Já estou com sono...depois conto-te mais.
A história encalorada não se ficou por aqui...

Um beijinho da amiga,

(♥‿♥)

19 comentários:

Mariposa Colorida disse...

Quero saber mais destas história quente!

Arco Iris disse...

Ho!.....estava uma temperatura tão agradável...Espero a continuação
Beijinhos :)))))

Opinante disse...

Venha mais, venha mais!

lena disse...

Olá perola.
Espero pelo resto...
Beijinhos grandes.

Sandra Afonso disse...

Eheheheheh não sei de onde és tu mas enfim vou-te contar que aqui no centro de portugal está muito frio e uma ventania do pior. detesto que faça vento,parece que uma pessoa nem à rua pode sair. Desejo-te um bom fim-de-semana!! Beijinhos fofinhos!! Ah uma coisinha: adoro a musica que acompanha o teu blogue,a mafalda veiga canta muito bem.

Francisco disse...

o moço não tem um irmão :)

Beijinhos Grandes

Margarida Alegria disse...

Ena...
Mudaste de hemisfério, Pérola?
Ou isto é uma novela nova das tuas? (e em português do Brasil,... "geladeira", etc)
Fiquei intrigada!
Beijinhos

Fifi disse...

Acho que ficamos todos á espera do resto lol

Mona Lisa disse...

Fui buscar um leque!

Beijos.

✿ chica disse...

rsssss...Muito linda e bem caliente...beijos,chica

MC- Maria Capaz disse...

Oh minha querida é verdade.

Humm gosto desta musica :)

Grande Beijinho *

Ana Martins disse...

E que encalorada a história, Pérola, encalorada e bonita. Vai continuar?

Ainda muito pouco por aqui mas, sabe tão bem sentir que há pessoas que não nos esquecem!

Beijinho amigo,
Ana Martins

edumanes disse...

Foge desse intenso calor
Procura um lugar fresquinho
Nos braços do teu amor
Ele te dará um doce beijinho!

Perfumado de carinho
E de calor humano
De amor bem quentinho
Deitados à beira do oceano!

Uma palavra tua li
Escrita noutro blog,
não sei se a entendi
Quando voltares dá um toque
Se eu ainda estiver aqui!

Bom fim de semana para você,
e não embora tá!
Um beijo
Eduardo.

colibri esverdeado disse...

Estou como uma amiga aí em cima: onde estão os leques e o gelo? ;) Um beijinho, minha querida, e um óptimo fim de semana!

São disse...

ESperemos que a estória acabe bem, rrsss Estou a roer as unhas...

Desculpe, mas seria aconselhável rever o texto: tem algumas repetições.

Ou fez de propósito, para ter a certeza de que era lida com a devida atenção? rrrsss

Um abraço com votos de excelente fim de semana

SIMONE PRADO disse...

Obrigada pela visita e pelo carinho. Continue com sua energia a contagiar seus leitores e que novas inspirações estejam sempre presentes....bjos

São disse...

Peço-lhe muita desculpa, mas , afinal, deve ter sido erro no meu computador, pois que - para lá de não ouvir o fundo musical da Mafalda Veiga, que alguém refere, ao reler o texto não vejo as repetições.

Espero que não fique zangada comigo, a sério.

Beijinhos,



Luis Eustáquio Soares disse...

que calor nos ilumina pro cosmos,
cosmologicamente.
b
l

Belle du Jour disse...

Beeeemmmmm..... Eu li e continuei a imaginar o resto .... Hummmm!! Lol
Beijinho Pérola!