quinta-feira, 19 de setembro de 2013

A Fronteira



Desenhaste uma fronteira
no limbo do tempo.

Visito-te em passados acordados
onde vives em territórios meus.

Encantas-me na perfeição do teu sorriso.
Desdobras-te em ternuras saudosas.

O toque da tua pele.
O entrelaçar dos teus dedos.
O teu corpo a chamar pelo meu.

O desejo transformado em cobiça
e esta em luxúria.

A fronteira delimitou 
os acessos furiosos de prazer.

Fantasio na entrega acolhedora,
na tua força arrebatadora que me prende.

És amante fantasma,
habitante além-fronteira.

Eu vivo entre mundos
em visitas para lá das horas.

No sonho de te recuperar,
apago a fronteira
agarrando-te Agora.


23 comentários:

Vera, a Loira disse...

Que lindo, adoro.

Olinda Melo disse...


Poema arrebatador.Gostei muito.

Obrigada pela visita. :)

Abraço

Olinda

Laura Santos disse...

Maravilhoso!
Vê lá se começas a escrever alguma coisa para eu por defeito...:-)
Adorei! O tipo de poesia que eu gosto, verso livre em rédea solta!
Perfeito!
xx

✿ chica disse...

MARAVILHA de inspiração! Aliás, quando não é assim aqui? beijos,tudo de bom,chica

lena disse...

Olá Pérola.
É sempre um prazer ler os seus textos. Adorei.
beijinhos grandes.

Francisco disse...

Seria tão bom, podermos atravessar algumas fronteiras :)

Fizeste-me recuar no tempo, obrigado

Beijos

emanuel disse...

Belo momento de poesia ,beijinhos

edumanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
edumanes disse...

Lá vai ela atravessar a fronteira
Neste caso pela ponte
Não escorregues na ladeira
Quando fores buscar água à fonte.

Não deixes cair no chão
Margarida, a cantarinha
Porque o teu coração
Não te quer ver tristinha!

És habitante fantasma
Já estou a fugir daqui
Vou pedir boleia à lagarta
Que a entrar para a toca vi!

Foste visitar a bandalhoca
Que tal estava ela
A comer uma massaroca
Ou deitada lá na relva?

Tá bom o teu poema
Não é preciso eu dizer
Vir aqui vale sempre a pena
Para amiga Pérola ver!

Boa noite, um beijo
Eduardo.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Quando a alma tem fome de beleza,
chegar aqui,
sentir as palavras e o seu perfume,
é encontrar o doce alimento da
alegria...
Alimento que me renova as energias,
quando muito já silenciou pelos caminhos...

A amizade é o alimento da esperança.

Felina disse...

O amor é lindo


Excelente poema

Beijinho

M D Roque disse...

Que bonito.a alegria que me dá ler o que escreves !

Evanir disse...

Mais uma vez estou voltando
com as mãos estendidas
para segurar as suas com infinito amor.
Que , a alegria de dividir meus sonhos
seja bem recebida por você e ,
que você também compartilhe
desse meu sonho.
Que , nossa amizade nos permita compartilhar
alegrias , felicidades e também nossas tristezas.
A mais preciosa amizade é alimento ,
que sacia nossa alma
é aquela , que crê em nós
é aquela , que nos aceita da forma , que somos ,
pois somos seres humanos
parecidos sim nunca com pensamentos iguais.
Um abençoado e feliz final de semana.
Beijos no coração ,paz e carinho na alma.
Evanir.
PS:Com a chegada da primavera na
postagem tem um mimo
da primavera.
Carinhosamente te ofereço
um mimo é simples mais feito com
muita ternura.
Uma oferta de amor pela nossa amizade.

ONG ALERTA disse...

Um amor sem limites...
Beijo Lisette.

► JOTA ENE ◄ disse...

Conheço amantes reais, virtuais... agora amantes fantasmas nunca tinha ouvido falar, eheh

SEMPRE A APRENDER !

Diana Filipa Fonseca disse...

Tão bonito, adorei!

Há um prémio para ti no meu blogue! :)

Opinante disse...

Que arrebatador!

Raul Campani disse...

Lindas palavras! E a imagem completou a beleza da tua postagem, muito bom.
Bjs.

edumanes disse...

Os beijos ratados recebi
Fiquei todo ruído
Tanta ratada nunca vi
Tenho corpo todo dorido.

A beijos ratados sou alérgico
Vim a correr para aqui
À procura do remédio
Onde o escondeste não vi.

Há em Portugal tanta ratazana
Tudo andam a roer
A tocar castanholas o povo dança
Depois de tudo ruído o que mais irá acontecer!

Pelas visita, obrigado
Um beijo a cotovia
Não ratado!

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga,
Saudades!
Um lindo dia para você, coberto de muita paz e amor!
Com carinho
Abraço amigo!
Maria Alice
Htts://www.facebook.com/mariaalicefcerqueira
Blog http://www.mariaalicecerqueira.com/
Site http://www.mariaalicecerqueira.com.br

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde
Pérola
Que lindo, tem que "agarrar" agora, mesmo...
Por vezes, paramos em algumas fronteiras . Estanca. Mas, é preciso tentar de novo, agora com aquele élan de conseguir ultrapassar.Lógico que o tempo passou, mas, permitir-se sentir o que ficou no limbo das angústias criadas por ilusões, do querer e não poder...
Não, nada está perdido. Somente ficará perdido se tivermos medo de sonhar.
Agradeço
Belos dias de Outono
Beijos

Ana Sofia disse...

lindo lindo lindo :)

Mona Lisa disse...

Saudade do amor vivido?!

Magnífico poema!

Beijinhos.