segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Ensaio sobre a tatuagem

  
Quem és tu?

Homem marcado
nos pensamentos que te definem,
no engrandecimento por traços e desenhos julgados maiores.

Doas o corpo 
à pena de outros,
sonhando seres,
somente,
tu próprio.

Deixas-me confusa,
com vontade de ver tua pele nua
e saber do teu olhar.

Seria diferente?

Acaso a tua masculinidade cresce
no labor da agulha?

Homem tatuado na carne,
que dizem as cicatrizes
sem tinta? A alma, a essência 
do que se não vê?


33 comentários:

► JOTA ENE ◄ disse...

A minha próxima 'tatoo' será no 'rabiosque', hihi !

Francisco disse...

Há tatuagens lindas ;)

Beijinhos

Eduardo Maria Nunes disse...

Por causa da agulha,
me fizeste lembrar
sonhei com uma menina bruxa
no cabo duma vassoura a voar!

Como escreves fiquei a pensar,
como é que tanto imaginas
apanhas as letras a voar
tens a agulha onde estão as linhas?

Um beijo.

Claudio Chamun disse...

A poesia ficou bonita.
Eu não curto tatuagem.
Não gosto, mas tem algumas não muito chamativas que tem seu charme.

Ani Braga disse...

Passando para desejar uma semana maravilhosa pra você...

Beijos
Ani

Ani Braga disse...

Passando para desejar uma semana maravilhosa pra você...

Beijos
Ani

Pedro Coimbra disse...

Detesto tatuagens.
Quem as faz é que sabe o que ganha com isso.
Eu acho horrível

Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia,
sou apreciador de tatuagens, tenho algumas nas costa, não tenho nos braços porque não as devo de usar derivado à minha vida profissional.
Sei que somos tatuados de várias maneiras, existem tatuagens marcantes no nosso interior não desejadas, que dificilmente vão desaparecer,quem tatuou a sua pele por gosto, não deixa de ser duplamente tatuado.
Dia feliz
AG
http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Inês Silva disse...

gostei (:

www.pinkie-love-forever.blogspot.com

Desbravadores de Livros disse...

Belíssima poesia, como sempre. Soubeste traduzir perfeitamente esta arte.

M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto

Hellz. disse...

Tatuagens nem sempre são aquelas feitas com agulhas e tinta. Acho que todo mundo é tatuado, de um jeito ou de outro...

beijo

Pamela Paz disse...

Linda poesia.
http://simpleseagradavel.blogspot.com.br/

São disse...

Gosto do poema.

Quando as tatuagens/escarificações fazem parte da tradição cultural fazem(-me) sentido,,,caso contrário dispenso-as, tal como aos piercings

Tudo de bom, Margarida !

Mira disse...

É verdade Pérola, as marcas fisicas
são fáceis de detetar, as invisiveis
essas são ocultas, são o nosso próprio EU, beijos

Marcos Satoru Kawanami disse...

Pérola,

Examinaste bem o tema, em suas nuances e desdobramentos.

:)
Marcos

Miguel disse...

Finalmente vou de férias!
Confesso que estou necessitado de descansar.
Desde que vim para Itália, no dia 29 de Maio, tenho dado belos passeios, visitado locais que não conhecia e revisitado outros já conhecidos.
Mas, a par disso, o trabalho tem sido a um ritmo bastante acelerado, com o intuito de, o mais rapidamente possível, poder regressar a Portugal. Este objectivo ainda está um pouco longe de ser alcançado…
Agora chegou o momento de gozar férias. E aí vou eu, no próximo dia 14.
O regresso… é uma incógnita. Quando voltar vos farei saber 
Para que não me esqueçam… deixo-vos mais algumas fotos do passeio que me foi oferecido como prensa de aniversário…
Para veres as fotos e o resto do texto… terás que ir ao “DEUSA” 
Um beijo
Miguel

Homem, Homossexual e Pai disse...

lindo lindo o euq escreveu! eu acho tatoos lindas, tenho vontade de fazer uma, de fazer várias! mas a dor e a perenidade me assustam e ja desisto antes de começar! e vc tem tatoo?

Arco-Íris de Frida disse...

A ultima estrofe... foi a que mais me emocionou... disseste bem... e as tatuagens marcadas na alma?...
Essas cada um sabe da sua...

Beijos Perola...

José Carlos Sant Anna disse...

E como costurastes tatuando tão bem as palavras, as nuances das tuas linhas nos fazendo pensar nas outras marcas, as invisíveis, que os corpos tatuados não mostram...
Beijos, Pérola!

Santa Cruz disse...

Pérola: lindo poema mas não gosto de tatuagens para mim isso não devia ser permitido.
Beijos
Santa Cruz

mmm´s disse...

Com palavras tatuou pensamentos...

emanuel moura disse...

Simplesmente a tela da minha alma ,adorei o poema e a foto,muitos beijinhos querida amiga Perola

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Pérola...tatuagens são formas
definitivas marcadas em um momento, mas não sei se valeria a pena para a vida inteira, pois a pessoa muda sua forma de pensar nos termos de sua experiência... mas quem sou eu para julgar.
um abraço

Beatriz Paulistana disse...

Boa tarde amiga Pérola!
Poema lindo e reflexivo.
Se o corpo é assim. ..e a alma então. .. :(
Feliz Semana! ♡
Bjokas da Bia! ♡

Agostinho disse...

Muito boa questão num bom poema.
Para guardar, Pérola.

Graça Pires disse...

Poema que é uma reflexão. Agora as tatuagens viraram moda... É para quem gosta...
Beijo.

Mariangela disse...

Que linda reflexão Pérola... É para se pensar!
Não gosto de tatuagens. Algumas podem até ficar bonitinhas na juventude, mas futuramente...

Beijos e um belo dia pra você!
Mariangela

Laura Santos disse...

Gostei muito do teu poema, profundamente poético e reflexivo ao mesmo tempo.
Sei que muita gente se tatua, mas o que leva realmente uma pessoa a fazê-lo? Há que tatue o nome dos filhos, até os seus rostos...será que é necessário mostrar assim o amor que se sente?!...Eu tenho uma filha e nunca me passaria pela cabeça tatuá-la em mim, porque ela já está em mim tatuada de uma forma que eu não preciso mostrar aos outros.
Todos diferentes, todos iguais na diversidade :-)
xx

Crocheteando...momentos! disse...

Tanta cicatriz que se vê e nada diz...e tanta outra que "não se vê " e tanto diz!!!
Gostei...bj

Minha vida de campo disse...

Que linda poesia. Mas a tatuagem tem que ser muito pensada para se fazer, pois o tempo passa e elas permanecem.
Bjos tenha um ótimo dia.

Emília Pinto disse...

Tatuagens....um tema aparentemente sem interesse, mas que aqui tem muito. Soubeste fazer dele uma reflexão, amiga. A vida tatua-nos todos os dias, tanto na pele, quanto na alma. A cada dia que passa uma nova marca aparece no rosto, marca visível, mas tantas outras invisíveis no corpo, mas principalmente na alma. Até o olhar...a cada instante muda conforme as marcas feitas na alma a cada momento da nossa vida. Não precisamos de agulhas nem de tinta negra para marcar o corpo, pois a vida encarrega-se disso e, essas, as marcas da vida, também são para sempre, irão connosco para outra dimensão. Muito bonito, Pérola! Obrigada pela reflexão que me levaste a fazer. Fica bem, amiga! Um beijinho e até sempre!
Emíl

Marta Vinhais disse...

Para esconder o quê? Ou chamar a atenção? Quando o olhar, o corpo dizem tanta coisa sobre a pessoa...
As verdadeiras tatuagens...
Interessante...
Beijos e abraços
Marta

Brisa Petala disse...

OI QUERIDA
Linda essa tatuagem.Muito boa a postagem.
Andei afastada devido uns problemas de saúde que me apareceu mais estou melhorando aos poucos. E voltando para visitar as amigas. Feliz por esta aqui de novo. Um beijnho.