quarta-feira, 30 de maio de 2012

Gostar ?

Como se define o Amor? Como saber se o que sentimos por esta ou aquela pessoa é mesmo amor e não outro qualquer estado intermédio ou subproduto do sentimento em questão?

As pessoas procuram-no como bem de primeira necessidade, é como a água do coração: não podemos viver sem ele.

Somos capazes de atravessar desertos amorosos, de cantis cheios de distrações e paliativos vários como a droga, o álcool, a meditação,o desporto, as viagens, os amigos, até vislumbrarmos um oásis de afecto. É claro que o oásis pode ser uma miragem, mas essa constatação só será feita quando lá se chega.

Há oásis que parecem enormes e se revelam exíguos, outros que pensamos desinteressants e se transformam em lugares bestiais, outros aborrecidos e ainda alguns cheios de desafios e aventuras onde é preciso manter sempre a concentração para vencer obstáculos e passar ao próximo nível.

O amor é um mistério insondável, mas tem os seus sinais inequívocos.

Quem não o mostra é porque não o tem, e se não o tem, não vale a pena fazer omeletas sem ovos.

No amor não há dúvidas quanto à sua natureza.

Quando se gosta de alguém temos sempre rede, não há desculpas, nunca falha a bateria, nunca nada nos impede de nos vermos e de nos encontrarmos no meio da multidão.

Quando se gosta de alguém, ouvimos sempre o telefone, a campainha da porta, lemos sempre a mensagem deixada num qualquer aparelho tecnológico.

Quando se gosta de alguém nada nos impede de estar juntos, nada nem ninguém é mais importante para nós.

Um dos sinais inequívocos do amor é essa terceira identidade, o NÓS, a consciência de que EU e o Outro formam algo que nos diferencia do resto do mundo. E o tempo que temos na nossa vida para NÓS.

24 comentários:

Anita disse...

tu escreves tão bem pérola, todos os dias escreves algo mais bonito.
e depois uma pessoa quer comentar, mas vai dizer o k? tens o dom da palavra.
bj

Mimi In Love disse...

=D A anita tem razao =D ehehehheh Ficamos tipos de olhos a brilhar e boca a berta... e sem palavras XD ehehehhe
Lindo**** Beijinho***

✿ chica disse...

Descreveste muito bem o amor e seu sentir por aqui! Lindo!!beijos,ótimo dia,chica

Opinante disse...

Formidável! Muito bem escrito! Concorre ao concurso de escrita online :D

Azul do Mar disse...

(em relação ao comentário que deixaste na minha publicação) Bem dito, concordo plenamente!

tétisq disse...

Não se define sente-se!*

O blog da S. disse...

Na minha opinião, há muita confusão entre AMOR e PAIXÃO.

Penso que todo o amor tem que nascer com paixão, mas depois tem que amadurecer. Penso o motivo da maior parte dos divórcios é quando a paixão começa a amadurecer e as pessoas pensam que deixou de haver união.

Prezo mais o amor que a paixão.

Um grande beijinho.

Nany disse...

Amor, tão falado, conversado, esmiuçado e mesmo assim tão incompreendido.
Cada uma ama à sua maneira, e como li um dia "não é por uma pessoa não te amar como queres que não te ama com todo o seu ser".
Bjks

Anita disse...

Querida Pérola, há miminho para ti lá no estaminé.
bj

Vic disse...

Aliás, pode ser essa precisamente a melhor definição de amor. Pérola. O NÓS :)

Secreta disse...

Não poderia estar mais de acordo com este teu pensamento. A amor é o mais forte dos sentimentos, e por esse sentimento, movemos montanhas se necessário for!

mfc disse...

E é tão bom estar-se apaixonado...
É aquele querer falar sem cessar... é aquele sorrir em contínuo... são as saudades que apertam sempre!
Beijinhos,

Aida disse...

Adorei, tao verdade!!


http://placequotehere.blogspot.com

Carolina Cardoso Silveira disse...

nem sei que te diga!
li e reli o teu texto, está simplesmente maravilhoso.
como diz a Anita tu tens o dom da palavra que nos toca com cada pensamentos, cada palavra escrita!
beijo

Mona Lisa disse...

Há uma canção brasileira que define bem o amor:

Roupa Nova > Amar É



Amar É

Roupa Nova



Amar!
É quando não dá mais prá disfarçar
Tudo muda de valor
Tudo faz lembrar você
Amar!
É a lua ser a luz do seu olhar
Luz que debruçou em mim
Prata que caiu no mar

Suspirar sem perceber
Respirar o ar que é você
Acordar sorrindo
Ter o dia todo prá te ver

(Refrão)
O amor é um furacão
Surge no coração
Sem ter licença prá entrar
Tempestade de desejos
Um eclipse no final de um beijo
O amor é estação
É inverno, é verão
É como um raio de sol
Que aquece e tira o medo
De enfrentar os riscos
Se entregar...

Amar!
É envelhecer querendo te abraçar
Dedilhar num violão
A canção prá te ninar

Suspirar sem perceber
Respirar o ar que é você
Acordar sorrindo
Ter o dia todo prá te ver...

Beijos.

BB disse...

o amor não tem significado, nós é que lhe fazemos o significado :)

Fifi disse...

Adorei o ultimo parágrafo *.*

aNaMartins disse...

eu adoro a forma como escreves.. epa. este texto estava mesmo inspirador. ao longo da vida vamos tendo vários amores, e o amor vai sendo diferente e especial. O amor é algo que ainda não sei definir, mas sei sentir. Obrigada pelo texto

Margarida Alegria disse...

Este texto está lindíssimo!
Assim fico a perder o pio para a minha segunda parte do desafio.
Saboreei cada palavra que escreveste tão bem! parabéns!
Já lá tenho um post especial para a anonimice.
O texto da Alergia é que está a custar por causa do editor lento... Mas ainda sairá hoje, avisou-me ela.
beijinhos!

Pretty in Pink disse...

Pérola querida, eu não podia ter escrito melhor!! Até fiquei comovida com as tuas palavras!

Beijinho*

Carolina disse...

Não sei como se define mas gostei da tua explicação :)

Cristinix disse...

"Apenas" para dizer que adorei a tua maneira de escrever. Está tão bonito...!
Beijinho.

Cristinix disse...

Cá estou mais uma vez para te dizer que tenho um miminho/selinho/desafio para ti lá no meu blogue.

Espero que aceites :-)

Beijinhos.

Aileen disse...

Beeemmm que texto! Sem dúvida tudo o que dizes é verdade :)