sexta-feira, 23 de novembro de 2012

* Elevo-me *


Girando em voo lunar
ascende querer desmesurado.
Irresoluto odor de chamamento insensato.
Insana loucura grita, chamando.
Batalha travada entre o abismo do desespero e
a luz solar.
Rodopiando, balançam os sentimentos.
Contradições enroupadas em vestes apelativas.
Inquieta escolha aguarda momento  propositado.
No turbilhão de emoções elevo-me.
Desnudo-me de vontades e sentires.
Envolta em perfume  de liberdade,
acaricio pétalas de mim.
De longe, olho-te aprisionado no delírio da realidade.
Invoco-te em rituais de danças etéreas.
Balouçando, pairando na leveza de mim susurro:
- Vens ?

14 comentários:

✿ chica disse...

Lindo e ao final ,belo convite! beijos,chica

OPINIÕES EM TEIA disse...

Que delícia!

Cláudia disse...

Belo convite, quem iria recusar tal coisa?

Beijocas

Enigmático Byjotan disse...

Vens! Lindo chamamento para prazeres de palavras e gozos de leitura.Beijo carinhoso do.:-BYJOTAN.

Arco Iris disse...

- Vens ?
Vou " Envolta em perfume de liberdade"
Lindo !...
bjs

An@ disse...

Olá! Obrigada pela visita ao meu blogue! Bjocas e bom fim de semana

ONG ALERTA disse...

Maravilhoso, beijo Lisette.

Francisco disse...

Beijinho grande e tem um excelente fim de semana

Raquel Pereira Painço disse...

O poema não podia ser terminado de melhor forma ^^

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Um belo voo na plenitude de um eu que plana em liberdade por esta imensidão de sentimentos.


Um beijinho com carinho
Sonhadora

Mona Lisa disse...

Claro que foi!

E o sonho tornou-se realidade!

Beijos.

Pretty in Pink disse...

Aposto que foi Pérola :)

Beijinho*

São disse...

Gostei do poema, mas adorei "delirio da realidade"!

Bom fim de semana

Rafeiro Perfumado disse...

Prefiro ir de elevador...