sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Estou cansada !


Dissipo-me neste cansaço
que sou eu,
volátil mulher
à espera de ti.

Estou cansada, amor !

Escasseiam-me forças,
partem-se vontades,
já nem sei por onde ando.

Alcança-me, amor !

Esvaio-me na perda de mim,
engolem-me tristezas vãs,
sou alimento da dor.

Resgata-me, amor !

A noite cai
e com ela vai-se a luz.
Mergulho na sombra da noite,
véu que não me apetece,
e não sei despir.

Alenta-me, amor !

Há a mulher que fui,
que ainda sou,
mas só lhe ouço o eco.

Ouves-me, amor?

Já não me sei,
a fatiga fustiga-me,
sou mera folha
ao sabor da tempestade,
talvez sonho de alguém.

Estou cansada, amor,
não vês?

**********************

E, se te foste?
Se és alucinação,
demência,
simples ilusão?

Pobre de mim!

Adormeço na canseira,
embarco na loucura
e serei outra
ao acordar,
será?



24 comentários:

Cidália Ferreira disse...

É tão lindo mas tão lindo que tenho dificuldade em comentar
PERFEITO!!!


Beijinho
Bom fim de semana
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa noite, o amor torna o pensamento submisso, com o passar do tempo o pensamento necessita de ser alimentado sempre pelo mesmo pensamento, concordo que o amor é necessário para a estabilidade emocional e não para uma instabilidade que pode tornar-se doentia. A nada somos obrigados, motivo que obrigatoriamente temos que pensar que "só nos aceita quem quer e vice-versa".
AG
http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Mona Lisa disse...

Magnífico e sofrido poema!

Um choro silencioso de amor.

Beijinhos.

Edumanes disse...

O teu poema é que é encantador,
não causador desse teu cansaço
agarra bem, não deixes fugir o amor
embrulha-te com ele num farrapo!

Afoita-te, não tenhas medo,
da tempestade desse amor
o teu coração preciso de sossego
e o teu corpo de ardente calor!

És toda feita de amor,
é uma fogueira o teu corpo
és perfumada linda flor
o teu poema de amor louco!

Bom fim de semana,
beijinhos.

ᄊム尺goん disse...

[ e que todos possamos
descobrir 'sempre'
onde o bem
foi se esconder|

beij0

Andreia Morais disse...

Fico sempre encantada quando venho aqui. De coração que sim!

Beijinhos*

✿ chica disse...

Encantada com mais essa linda poesia! bjs, tuuuuudo de bom,chica

adaobraga disse...

Descanse amor;
Revigore amor;
Durma amor;

Gracita disse...

Um amor precisa ser alimentado para fluir e trazer felicidade. Lindo poema
Beijos no coração

Dorli disse...

Oi, Perola

Nossa!
Escreve, sente e sofre o amor. É tão lindo o que estou lendo, que não acredito que tenha alguém que me prenda mais a atenção aos lindos escritos como você.
Parabéns, minha poetisa predileta.
Beijos no coração
Lua Singular

Kelly disse...

Descobri o teu blogue agora e amei!! Lindo poema estou encantada
Já estou a seguir o blogue :)
Beijinho, Kelly
Blogue Scream of Beauty
FanPage do Facebook

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Pérola.
Que belíssimo poema.
O cansaço toma conta de nós em forma de um desgaste cruel que aos poucos vamos nos perdendo e o amor gradativamente vai com ele, uma lástima.
Existem vezes em que conseguimos resgatá-lo, outras, apenas ficam as dores com sua partida por um estado de espírito prostrado.
Adorei.
Tenha um fim de semana de paz.
Beijos na alma e tudo de bom.

Crocheteando...momentos! disse...

Por vezes...também me sinto assim!
O cansaço toma conta de mim...e nele me dissipo!!! Bj

Ricardo- águialivre disse...

Profundo ... luxuriante... poético
Lindo de ler...

Desejo bom fim de semana com muita Paz, saúde e amor
.
Querendo, visite(m)-me ...eu gostava
.
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/
.

Bella Condessa disse...

ADOREI!!!

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Pérola!

Com prece dita de forma tão tocante e sentida,a mesma só poderá ser atendida. Oxalá que sim!

Beijinhos e bom fim de semana.
Vitor

Marta Vinhais disse...

Há noites em que nos sentimos perdidas e não sabemos se não somos apenas uma ilusão...
E nem sempre a madrugada é portadora de respostas....
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

ReltiH disse...

UN TEXTO SENSIBLE, TRISTE, DELICADO...!
BESOS

vendedor de ilusão disse...

Belíssimo poema..., adorei! Expõe toda sua sensibilidade e inspiração.
Abraço.

emanuel moura disse...

Belo momento de poesia querida amiga Perola ,sera certamente um lindo amanhecer ,muitos beijinhos

Agostinho disse...

Belo poema, Pérola.
Por certo ele há de ouvir.

Guaraciaba Perides disse...

Uma menina amorosa cansada de esperar por um amor bendito...que só será bendito na medida de saber ouvir o apelo da alma apaixonada.Que assim seja!
um abraço

Arco-Íris de Frida disse...

Ao acordar ainda seremos quem sempre somos... mesmo que a canseira nos tome conta...

Beijos...

EU disse...

O cansaço da espera e esse sentir de esvaziamento do ânimo para prosseguir essa mesma espera.
Apreciei a estrutura formal, em crescendo, usando os verbos, no imperativo, remetendo para a súplica...
Não é um soneto, mas um sentir doloroso que me fez lembrar Florbela Espanca.
Belo!
Meu beijo, Pérola :)