quinta-feira, 26 de abril de 2012

Efémero...Fugaz...

A Sofreguidão de um Instante
"Tudo renegarei menos o afecto,
e trago um ceptro e uma coroa,
o primeiro de ferro, a segunda de urze,
para ser o rei efémero
desse amor único e breve
que se dilui em partidas
e se fragmenta em perguntas
iguais às das amantes
que a claridade atordoa e converte.
Deixa-me reinar em ti
o tempo apenas de um relâmpago
a incendiar a erva seca dos cumes.
E se tiver que montar guarda,
que seja em redor do teu sono,
num êxtase de lábios sobre a relva,
num delírio de beijos sobre o ventre,
num assombro de dedos sob a roupa.
Eu estava morto e não sabia, sabes,
que há um tempo dentro deste tempo
para renascermos com os corais
e sermos eternos na sofreguidão de um instante".
José Jorge Letria, in "Variantes do Oiro"
Vive-se como se fossemos eternos. Como se não existisse um FIM. Gosta-se de pensar que haverá sempre um amanhã. Até se costuma agendar atividades para o depois, como se tivesse a certeza de lá se encontrar, num qualquer dia de calendário. 
Sem prazo de validade!
Sem a assombração do Nada!
Recusa-se pensar, sequer, no assunto.
Incomoda-se, logo rejeita-se e vive-se na eternidade do EFÉMERO.
Contudo, não se pode fugir, labirinto sem saída!
Tudo se iniciou, tudo acabará!
Ser-se-à mais feliz quando, na vida 'eterna' que se quer  fazer nossa, se conviver com a certeza da morte de nós, dos sentimentos, dos pensamentos, dos outros, da vida, enfim!
-A inexistência de fim presupõe a crença religiosa ou doutra índole (não irei pora aí)-.
A imortalidade tem existência na História, porém esta também terá um fim.
Incómodo? Sempre! Porém, inevitável.
Porquê recusar-se a sua presença? Sempre se trata da única certeza (verdade) que é imutável: o Fim.
Fica o consolo do AGORA, a sua presença necessita que se o agarre duma forma descontrolada.
'Carpe Diem'
'Seize the day'
 

17 comentários:

Katty disse...

Não podia concordar mais com o teu post, nunca pensamos que o nosso fim pode ser amanhã ou daqui a umas horas e por isso adiamos coisas, sonhos, vivências. Temos de viver cada vez mais no presente e menos no futuro incerto.

Opinante disse...

Temos que aproveitar mais e melhor a vida! E deixar os medos para trás...

Anita disse...

tenho miminho p ti la no estaminé.
bj

obrigada pela paciencia para mim e para a minha sobrinha ;)

mfc disse...

Gostei desta forma total de se viver... "ser-se eterno na sofreguidão de um instante!"
Se aquele momento valer uma vida... era o melhor que podia ter acontecido.
Quero vivê-lo.
Beijinhos.

Mona Lisa disse...

Actualmente vivo ,intensamente, os momentos em que "vivo" e não só "existo"!

Beijos.

The Princess Without Heart disse...

Eu sei que não poderá ser preenchido por ninguém. A vida é difícil, mas também se não fosse não sabíamos o que era lutar.
Obrigada pelos teus conselhos.
Beijinhos*

Nany disse...

Adorei o poema, não conhecia mas gostei muito.
Concordo plenamente com o que disses-te no meu blog, é mesmo fazer ouvido moucos, só que os íntimos tornam-s emais maçadores e difícieis de ignorar.
Bjs

Aida disse...

Adorei, esta lindo!!


http://placequotehere.blogspot.pt/

sophie disse...

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=386985698012676&set=a.386984771346102.92125.264167150294532&type=3&theater
Passei à segunda fase, e desta vez ajuda-me a ganhar. Mete gosto e divulga por favor! muito obrigada:)

Carolina Cardoso Silveira disse...

gostei, muito!
beijo

Pretty in Pink disse...

Pois é, acho que temos de começar a viver um dia de cada vez, ao máximo aproveitando cada
minuto, ao invés de fazer planos a longo prazo que um dia podem não vir a concretizar-se...

Beijinho*

tétisq disse...

Carpe Diem...lembra-me sempre o filme Dead Poets Society...

Passa no meu blog escrevi uma coisa para ti...*

D.N. disse...

Um dia de cada vez, mas com a merecida intensidade.

BEijinhos

Margarida disse...

Ohhh querida, perdoa me! Tenho tido muito pouco tempo para te visitar! :( Mas jamais me esqueço de ti e do teu cantinho! Beijinho

danadinho disse...

Confeso que não seou muito de poesia; mas tenho de concorfdar que ambos os textos estão muito bem escritos. E sim: Carpe Diem...

APENAS PALAVRAS disse...

LINDA ESTOU PASSANDO PRA TE DESEJAR UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA E DIZER QUE AMO VIR AQUI E DESFRUTAR DE TUAS SABIAS PALVRAS....DEIXO-TE UM BJ DEMORADO EM SEU MAIS PURO CORAÇÃO...

Aileen disse...

Fazem-se sempre tantos planos para um futuro (que nem temos a certeza que existirá), que nos esquecemos de viver o presente. . . Aproveitemos o momento, e deixemos fluir o optimismo e os bons momentos da vida :) beijinhos e um bom fim-de-semana :)