segunda-feira, 2 de abril de 2012

Tolerar vs Aceitar

Somos únicos, apreendemos a realidade com os nossos sentidos e damos-lhe significado com os conhecimentos acumulados na nossa 'base de dados' e somos seres sociais.
Até aqui nada de novo.
Continuemos.
Tolerar, um verbo que tentei conjugar no modo 'post', tempo passado, na primeira pessoa. 
Os vossos comentários, o tempo e eu, levaram-me a repensá-lo e associá-lo ao verbo aceitar.
Podem parecer da mesma família, mas só se forem parentes afastados, de tronco comum talvez só nos primórdios.
Tolerar necessita de aceitação, embora contrariada. Temos de tolerar, por questões sociais, laborais ou apenas de conveniência, mesmo que discordemos, até contrariados. É um aceitar forçado, logo não autêntico.
Preferimos o que nos é agradável, o que se parece mais connosco. Então, aceitamos.
Aceitar pressupõe uma oferta, doação, desta forma, mais prazenteiras e voluntárias.
Se imposto, regulado, fruto de regras e leis, viramo-nos para o tolerar, o aceitar com custo, quase um dever.
E, obrigação é coisa que não toleramos, afinal somos bichos munidos de livre arbítrio, por isso escolhemos.
Pela negativa, optar entre a intolerância e a não aceitação: quase não precisamos de racionalizar, é semi-instintivo.
Aceitar, o verbo a conjugar, em detrimento do tolerar.
(Aceitando o politicamente incorrecto penso-me intolerante em pequenos nadas.)

9 comentários:

Vintense disse...

Aceitar vs totelerar... tão diferente como respirar e engolir um sapo.

Um deles fazemos quase que inconscientemente... já o outro.. custa imenso fazes... ás vezes chega a doer.

bj

Lígia Gomes disse...

Olá Pérola! Bem, sim eu gosto de mudar de visual!! ;D Canso-me facilmente! ;D Visita me sempre que puderes!! Beijos*

Mona Lisa disse...

O meu comentário é o mesmo do post "Tolerar".


Tolerar é permitir não concordando, pois existe a dúvida.

Aceitar é concordar.


Beijos.

Pretty in Pink disse...

Tens toda a razão...E que difícil que é para mim tolerar certas situações..

Beijinho*

mfc disse...

Foi um prazer reler esta continuação da polémica!

Beijinhos,

Vic disse...

Há coisas que para nós são intoleráveis e que para outros são perfeitamente aceitáveis. Analisadas friamente, se calhar muitas vezes chegaríamos á conclusão que afinal, não deveríamos ter sido tão intolerantes e que os outros têm afinal razão.
O que me parece é que nos devemos aceitar nas nossas diferenças e nas nossas circunstâncias

Pérola disse...

De ideias bem consolidadas.
O sorriso pode ser enigmático, mas os pensamentos são muito claros.
Beijos

Pérola disse...

Volta sempre. Os teus pensamentos enriquecem-nos!
beijo.

manuela barroso disse...

Expuseste de uma forma excelente a tolerância versus aceitação.
Uma e outra podem ser vistas segundo a forma mais ou menos radical de vivê-las. Como seres (im)perfeitos custa "aceitar" plenamente estas duas virtudes...
Parabéns Pérola. Gosto de te "ouvir" em assuntos em expões claramente o teu pensamento.Aprecio mesmo!
Bjis